Resenha: Canta Comigo, @editoracharme

24 abril 2018
Sinopse: O homem do momento, Leo Nash, da mundialmente famosa banda de rock, Nash, é a última pessoa na face da Terra em que Samantha Williams confiaria. Ela já aprendeu, da maneira mais difícil, o que é amar uma celebridade, e não deseja passar por isso novamente.Toda vez que Sam é rude com Leo, ele quer impedi-la de continuar com aquela atitude. O que ele fez com ela, afinal? Leo não está acostumado com as mulheres tratando-o como se fosse venenoso e não permitirá que Sam fuja cada vez que ele chega perto. Leo já teve o suficiente de pessoas correndo dele por uma vida inteira. E quando Sam quer fugir, ele quer persegui-la. Mas será que Sam é tão difícil quanto Leo pensa?A atração sexual entre eles é tão palpável que Sam pode praticamente segurá-la em sua mão, e não há como ela resistir à promessa de prazer que estar com Leo lhe proporcionaria.O problema é que o prazer sempre vem com a dor e, quando os segredos são revelados e a confiança é desafiada, a pergunta que fica é: quem vai correr e quem vai perseguir?
Hello pessoal, vamos voltar a Seattle e nos reencontrar com os Montgomerys. Tudo bem que os protagonistas desse livro não são Montgomerys de sangue, mas ouse dizer que esses não o são, e conheça a ira de Gail, a matriarca dessa família maravilhosaaaaa... No livro Joga Comigo, tem resenha AQUI, durante o casamento de Jules, a banda que tocou foi a Nash, e descobrimos que Meg e Leo eram irmãos, de todas as formas que importam, então agora ele sossegou e está por perto e, encantado por Samantha Williams, irmã de Luke.

Sam criou barreiras para si pois é muito difícil ser irmão de um ator famoso e não sofrer as consequências disso. Então para evitar decepções, como as que já teve em sua vida, ela mantém todos a um braço de distância, isso inclui o muito gato Leo Nash. O flerte e o interesse são óbvios, mas ela não tem certeza se é por ela ou por ser irmã de quem é.

Dia Mundial do Livro: Uma Campanha Leia.Seja

23 abril 2018

Hello pessoas, tudo certinho?! Hoje dia 23 de abril é o Dia Internacional do Livro, e vou contar para vocês a minha história com os livros, e apresentar a Leia.Seja, uma campanha bem bacanuda de incentivo a leitura.

Às vezes a pessoa a companha o Blog, mas não sabe muito bem como aquelas pessoas se interessaram pelos livros, não é mesmo?! Então vou contar para vocês como minha história de carinho com os livros começou. Obviamente em linhas gerais.

Copos e corações aquecidos

20 abril 2018
Assim que entrei pela porta de vidro senti uma diferença imediata, o frio que estava lá fora foi aquecido pelo calor aconchegante do ambiente, meus sentidos ficam embriagados pelo aroma do lugar, entro ainda tremendo, esfregando uma mão na outra para tentar aquecer o corpo que ainda está muito gelado e penso que esse tempo precisa melhorar. 

Não sei ao certo o que pedir, me dirijo ao balcão por que preciso desesperadamente de um café quente. A minha necessidade por esse liquido é desesperadora, eu tenho esses momentos na minha vida, essas vontades; paro em frente ao balcão e um rapaz simpático me dá um sorriso e boa noite, o que tira totalmente a minha a atenção da parede atrás de sua cabeça onde eu estava lendo o cardápio à procura do que iria escolher. 

Ao olhar para mim ele continua a sorrir e percebo que ele tem covinhas, isso faz meus lábios se ergueram num meio sorriso, homens com covinhas sempre me encantaram, mas seus olhos cor de caramelo são na realidade o foco da minha total atenção, me perco distraída naquelas cores por quase um minuto, quando ele quebra o encanto me perguntando.

" Já sabe o que vai ser?" 

Confesso que gostaria de responder, sim, quero seus olhos nos meus me aquecendo mais que o líquido que promete aquecer corações e almas, mas não posso, seria apenas uma maluca que entrou aqui com uma roupa horrível e com um parafuso a menos na cabeça, então me limito a dizer. 

Resenha: Volta para Casa, @editoraarqueiro

19 abril 2018
Sinopse: Dez anos atrás, dois meninos de 6 anos foram sequestrados enquanto brincavam na casa de um deles, uma mansão em um bairro elegante de Nova Jersey. Mas, após o pedido de resgate, as famílias nunca mais tiveram notícias dos sequestradores nem de seus filhos. Agora, Myron Bolitar e seu amigo Win acreditam ter localizado um deles, o adolescente Patrick, e farão de tudo para resgatá-lo e obter as respostas pelas quais todos anseiam:O que aconteceu no dia em que foram raptados?Onde ele esteve durante todo esse tempo?E, o mais importante, onde está Rhys, seu amigo ainda desaparecido?Após cinco anos sem escrever nenhum livro da série Myron Bolitar, Harlan Coben brinda os leitores com Volta Para Casa, um suspense explosivo, como só o seu talento pode criar. Um thriller profundamente comovente sobre amizade, família e o verdadeiro significado de lar.
Hello pessoal, Myron Bolitar está de volta, para nossa alegria!! Eu sei que você lembrou daquele vídeo da música, mas vamos focar aqui na história... para nossa alegriaaaaa risos.

Depois de algum tempo sem escrever nenhuma história do universo de Myron, Win e companhia, Harlan nos traz uma história definitivamente impactante e completamente envolvente.
"Estamos em King's Cross, uma área inteiramente "revitalizada" ao longo dos últimos vinte anos, com a chegada de museus e bibliotecas, do Eurostar na estação ferroviária e até de uma placa indicando a plataforma 9 3/4 onde Harry Potter embarcava no trem para Hogwarts."
Há dez anos, dois meninos desaparecem da mansão da prima de Win. Seu priminho, Rhys e o amigo Patrick. Ninguém conseguiu descobrir absolutamente nada durante todo esse tempo. Mas agora Win tem uma pista, e ao investigar encontra o adolescente Patrick Moore num conhecido antro de prostituição londrino, mas as coisas fogem ao seu controle e o menino também.

Resenha: O segredo de Helena, @editoraarqueiro

18 abril 2018
As obras de Lucinda Riley já venderam mais de 12 milhões de exemplares em todo o mundo. Ela está na lista de autores mais vendidos do The Sunday Times e do The New York Times. Quanta verdade o amor é capaz de suportar? Helena nunca esqueceu o verão que passou na mágica Pandora, a casa de seu padrinho no Chipre, onde, cercada por oliveiras e pelo verde-esmeralda do Mediterrâneo, ela se apaixonou pela primeira vez, aos 15 anos. Mais de duas décadas depois, tendo herdado a antiga propriedade, ela retorna a Pandora para mais um verão, dessa vez em companhia do marido e dos filhos. No entanto, Helena sabe que voltar àquele lugar pode trazer à tona segredos que ela preferia esconder. Um desses segredos envolve Alex, seu filho mais velho, fruto de uma relação anterior a seu casamento. Com uma inteligência acima da média, ele vive a difícil transição para a vida adulta e está determinado a descobrir a identidade de seu verdadeiro pai. Enquanto o verão avança e pessoas do passado de Helena reaparecem, Pandora parece pronta a revelar os mistérios que ocultou por tantos anos e que, uma vez descobertos, farão com que a vida de Helena, e de sua família, nunca mais seja a mesma.

Se você acompanha minhas resenhas, sabe que Lucinda Riley é a minha autora favorita. Eu adoro suas capas, mas também a sua escrita, que sempre remete ao passado e o une ao presente. Afinal, na vida tudo são escolhas e consequências, não é mesmo?

Mas em O segredo de Helena, não é bem assim que acontece. E eu amei! No começo nós temos Alex, um homem de 23 anos que está de volta à casa que sua mãe herdou há mais de uma década, do padrinho dela. A história volta ao passado, como era de se esperar, mas há outro passado mesclando-se a isso, ou seja: primeiro há uma década, quando Alex era um garoto de 13 anos, e depois há 24 anos, quando sua mãe possuía apenas 15 e passou uma temporada de verão inesquecível. 

Resenha: Um vento à Porta, @HarperCollinsBR

17 abril 2018
Sinopse:
“Charles Wallace está em perigo. E o mundo todo também.
Quando a família Murry pensava que os problemas haviam terminado, um novo desafio surge. Charles Wallace agora tem seis anos de idade e na escola o menino se tornou um problema. Sofrendo bullying constante, Meg acha que o novo diretor da escola deveria ser responsável pelo menino, mas Charles Wallace fica terrivelmente doente antes que ela possa ajudá-lo.
Mas há algo estranho acontecendo. Charles Wallace diz a Meg que há dragões no quintal de casa e ela descobre que os dragões na verdade são Proginoskes, querubins feitos de asas, vento e chamas. E mais uma vez este é só o começo de uma nova aventura, onde Meg e seu amigo Calvin precisam correr contra o tempo para salvar seu irmãozinho. E, para fazer isso, eles devem partir em uma viagem para dentro do corpo do menino e lutar para restaurar a brilhante harmonia do universo.
Junte-se a Meg, Calvin e Charles Wallace nesta nova aventura repleta de seres incomuns, mundos novos e muitos heróis que precisam ultrapassar seus medos para salvar o mundo!”

Hoje venho falar de um livro que tem conquistado os corações dos adoradores de ficção cientifica , segundo livro da Série Uma dobra no Tempo de Madeleine D’Engle, Um vento à porta nos leva para uma nova aventura com Charles Wallace e sua irmã Meg.

Preciso dizer que o trabalho da Harper quanto a apresentação do livro está impecável, a capa ficou maravilhosa, ainda mais bonita que a primeira na minha opinião, assim com o todo o conteúdo.

Muitos já sabem que não sou fã de ficção cientifica, mas que essa série realmente é encantadora e gostei da leitura , que além de me tirar da minha zona de conforto me fez conhecer mais essa aventura cheia de lições a aprender.

Charles Wallace está com dificuldades na escola, com tão pouca idade e uma inteligência fora do comum os amiguinhos não o aceitam e riem de suas diferenças, sua irmã Meg sente se na obrigação de defender o irmão e cuidar dele. Indo então a diretoria escolar para confrontar o diretor a fim de dar um basta na situação.

Resenha: O Homem Perfeito, @BertrandBrasil

16 abril 2018
Sinopse: Como seria o homem perfeito? Esse é o assunto que Jaine Bright e suas amigas discutem certa noite. Quais seriam suas principais qualidades? Seria ele alto, atraente e misterioso? Precisaria ser carinhoso e atencioso, ou apenas musculoso? Jaine e suas amigas começam com o básico: precisaria ser fiel e confiável, responsável, ter senso de humor. Conforme a conversa fica mais animada, elas montam uma lista engraçada e picante. Sem querer, a lista é divulgada e, da noite para o dia, se torna uma enorme sensação, chamando a atenção, inclusive, da imprensa local e de canais de TV. Nenhuma das quatro esperava tamanha repercussão. Mas o que começou com uma brincadeira entre amigas se torna algo perigosamente sério quando uma delas é assassinada. Recorrendo a seu vizinho, um detetive imprevisível e muito atraente, Jaine precisa desmascarar o assassino para salvar sua vida. Saber em quem confiar pode ser questão de vida ou morte, pois o sonho de um homem perfeito se tornou um arrepiante pesadelo.

“Você vai ser perfeito, nem que precise aprender na base de surras. Está me ouvindo? Meu filho vai ser perfeito.”

Tudo começou como uma brincadeira. Era para ser só mais uma listinha boba entre amigas e acabou se tornando muito mais. Jaine trabalha numa grande empresa de tecnologia, acabou de comprar a casa que tanto sonhou, mas tudo está se transformando em um pesadelo por conta do seu vizinho, que ela não tem certeza se é um alcoólatra inveterado ou um traficante de drogas. Seja o que for, ele está transformando seu sonho em um pesadelo e seu único conforto são seus encontros com suas amigas às sextas à noite para beber, jantar e fofocar, não necessariamente nessa ordem.
“O Fato de o sujeito ser grande e forte só aumentava seu desconforto. Aquela parecera uma vizinhança bem segura, mas não era essa a sensação que seu vizinho de porta passava.”