Resenha II: Enquanto Houver Tempo

12 dezembro 2019
“Dizem que a vida inteira passa diante dos seus olhos quando você está morrendo. Porém, o que não dizem, é que a vida que não viveu também te atinge em cheio nesse momento. Dor... Medo... Arrependimento...” Dante, um respeitável homem de negócios, é obrigado a dar uma pausa no ritmo frenético no qual vive. Por sugestão da irmã, viaja para um lugar com hábitos totalmente diferentes aos quais está acostumado. E quando o tédio e desânimo parecem abater esse workaholic, uma pessoa o fará repensar o modo de enxergar a vida. Gaia vive para a terra, para o cultivo das maçãs e para os seus animais de estimação. Com a filosofia de viver cada dia como se fosse um novo presente da vida, essa mulher de expressão serena desperta o interesse no homem refinado, porém deslocado, que chega à região. De repente, ambos parecem se completar. Enquanto houver tempo, é possível mudar o rumo de duas vidas?

Conheci Paola pessoalmente em outubro, quando nos encontramos para um almoço em Curitiba. Conversamos sobre seus livros e eu fui sincera ao dizer que não curto gênero hot. Assim, ela me disse: então leia Enquanto Houver Tempo. Você vai gostar! Se a autora me diz isso, quem sou eu para não obedecer? (risos). E Paola estava certíssima. 

O livro se passa na serra catarinense, no meu amado Estado. Eu moro no Norte, próximo ao litoral, e fui à serra em julho, bem no meio do inverno, coincidentemente, por muita sorte, no final de semana mais frio do ano. Amei cada minuto que passei em São Joaquim, Urubici e na Serra do Rio do Rastro, e foi com muita nostalgia que recordei tudo isso em Enquanto Houver Tempo, inclusive uma lanchonete anexa ao posto de gasolina onde compramos guloseimas. 

Enfim, é tudo muito belo e apaixonante, e tenho certeza de duas coisas: além de querer comer maçãs desesperadamente, você também vai querer conhecer a serra catarinense. Vamos à história?

Resenha: Poderoso Destino

11 dezembro 2019
Sinopse: Depois de ser publicamente humilhado pela alta sociedade de Londres, o Conde de Hawkstone precisará provar que é capaz de reerguer-se e ter de volta a fortuna de sua família, completamente arruinada pelo seu falecido pai. Com a chegada de Joaquim, seu primo português, Hawk vê a possibilidade de enriquecer novamente com um arriscado investimento: o café brasileiro. Com o sucesso dos negócios e sua volta ao topo da aristocracia, Hawkstone está pronto para reenvidicar o amor de Lady Gwendoline, que lhe fora negada no passado, porém, uma viagem ao Brasil faz com que ele conheça o verdadeiro amor nos braços da jovem e misteriosa garota de cabelos castanho-avermelhados.
Olá pessoal tudo certinho?! Então vamos falar do livro, um romance de época, que é bem o que todos gostamos e que com esses primeiros capítulos pude ver que tem tudo para emplacar. A escrita da autora é boa, e a história foi bem ambientada. Se passa no século XIX que é o período que eu particularmente mais curto.

[Cover Reveal] Manhattan By Kandi Steiner

10 dezembro 2019
Hello pessoal, tudo certinho, hoje o cover reveal está meio atrasado, mas o que importa é que ele saiu!!! Kandi Steiner, essa maravilhosa, está lançando seu novo livro, Manhattan, o segundo no universo de Becker Brothers.

Kandi Steiner é uma autora maravilhosa, nos faz mergulhar nos sentimentos dos seus personagens, aqui no Brasil, tem um livro dela publicado pela 3Dea, Revelry, que é simplesmente maravilhoso. Acho que já passou da hora de outras editoras apostarem no potencial dela.

O lançamento do livro será em 19 de dezembro e eu já quero para ontem! Confiram abaixo a sinopse original e em tradução livre.

Resenha: A Sala das Borboletas

05 dezembro 2019

Posy Montague está prestes a completar 70 anos. Ela ainda vive na Admiral House, a mansão da família onde passou uma infância idílica caçando borboletas com o pai e onde criou os próprios filhos. Porém, a casa está caindo aos pedaços e Posy sabe que chegou a hora de vendê-la. Em meio a essa angustiante decisão, ela precisa lidar com os dois filhos, tão diferentes entre si. Sam é um fracasso nos negócios e, a cada empresa falida, se torna um homem mais amargo. Já Nick, o mais novo, retorna de repente à Inglaterra depois de dez anos morando na Austrália, fugido de uma decepção amorosa. Para completar, Posy reencontra Freddie, seu primeiro amor, que agora deseja explicar por que a abandonou cinquenta anos atrás. Ela reluta em acreditar nessa súbita afeição, percebendo que ele tem um segredo devastador para revelar. Mesclando narrativas do presente e do passado, A sala das borboletas mais uma vez mostra a habilidade de Lucinda para criar uma saga familiar inesquecível.

Lucinda é uma das minhas autoras favoritas, se você me conhece,  sabe disso. O que me atraiu em seus romances foram as belíssimas capas, mas depois as histórias em si, que são todas muito envolventes e possuem uma característica que eu adoro: a alternância, entre os capítulos, de passado e presente. 

Neste ano, eu estava mais ansiosa para receber a continuação da série As Sete Irmãs (aparentemente falta somente a história de Electra), mas é claro que não deixaria um lançamento de Lucinda passar batido. E pasmem: estamos falando, na minha opinião, do melhor livro da autora, até o momento. E lembre-se de que todas as histórias dela são ótimas, daquelas de você não querer terminar de ler, ou de querer esquecer somente para começar de novo. 

Resenha: Os sete Maridos de Evelyn Hugo

04 dezembro 2019
Sinopse: Com todo o esplendor que só a Hollywood do século passado pode oferecer, esta é uma narrativa inesquecível sobre os sacrifícios que fazemos por amor, o perigo dos segredos e o preço da fama.
Lendária estrela de Hollywood, Evelyn Hugo sempre esteve sob os holofotes ― seja estrelando uma produção vencedora do Oscar, protagonizando algum escândalo ou aparecendo com um novo marido… pela sétima vez.
Agora, prestes a completar oitenta anos e reclusa em seu apartamento no Upper East Side, a famigerada atriz decide contar a própria história ― ou sua “verdadeira história” ―, mas com uma condição: que Monique Grant, jornalista iniciante e até então desconhecida, seja a entrevistadora.
Ao embarcar nessa misteriosa empreitada, a jovem repórter começa a se dar conta de que nada é por acaso ― e que suas trajetórias podem estar profunda e irreversivelmente conectadas.
Hello pessoas tudo certinho?!?! Hoje falaremos de um livro muito inusitado, Os Sete Maridos de Evelyn Hugo. Mas antes, deixa eu dizer para vocês o seguinte: que capacidade Taylor Jenkins Reid tem de criar pessoas que não existem. Foi assim com Daisy Jones & The Six e é exatamente assim aqui.

Evelyn Hugo, foi a maior estrela que Hollywood já conheceu, e agora que ela resolveu leiloar alguns de seus vestidos lendários, para uma causa social importante, e foi atras de uma jornalista iniciante para uma entrevista, deixou toda a mídia especializada em polvorosa. Só aqui você já está com vontade de ir no Google descobrir mais dessa dama que teve SETE maridos. Pois bem, ela não existe. Pelo menos não de fato.

Resenha: Milionário Arrogante

02 dezembro 2019
Sinopse: Conheci Bianca em um elevador.Ela estava indo me entrevistar quando ficamos presos.A jornalista morena linda presumiu que eu fosse um garoto de entregas por causa da forma como estava vestido.O que ela não fazia ideia era que eu, na verdade, era Dex Truitt, o empresário rico e bem-sucedido, que ela apelidou de “Milionário Arrogante” ― seu compromisso da tarde.Bianca me contou o quanto odiava o tipo de Dex: esnobe, almofadinha, nascido em berço de ouro e que não aproveitava as coisas simples da vida.Então, depois que, finalmente, o elevador recomeçou a se mover, cancelei a entrevista e a deixei acreditar que eu era alguém diferente: um ciclista mensageiro chamado Jay. Adorava o jeito como ela olhava para o falso eu e não queria que acabasse.Comecei a sair com ela como “Jay”, o tempo todo deixando-a entrevistar meu eu verdadeiro por e-mail.Não esperava que nossa química on-line fosse ser tão intensa.Não esperava a confusão em que tinha me metido.Não esperava que Jay e Dex se apaixonassem por ela.E ela estava se apaixonando por dois homens.Só que ambos eram eu.E, quando ela descobrisse, nós dois iríamos perdê-la.Nada poderia ter me preparado para aquele dia. E eu, certamente, não estava preparado para o que aconteceu em seguida.Todas as coisas boas acabam, certo?Só que eu não esperava que o nosso fim chegasse.
Hello pessoas tudo certinho?!? Hoje falaremos sobre Milionário Arrogante, o mais novo lançamento da Editora Charme, da dupla Vi Keeland e Penelope Ward.

Apesar de ser standalone, esse livro se passa no mesmo universo de outros três livros lançados no Brasil. Não, as histórias deles não tem nenhuma ligação,  a única coisa em comum entre eles é Chance e uma certa personagem temperamental 😂. Lembrando que a Charme manteve as capas originais, ouvi um amém??? Ouvi sim!!! Os livros são os a seguir:

All Wrapped up For The Hollidays - Um Presente de Natal para nós leitores

30 novembro 2019
Ahhhh Natal chegando e várias autoras liberando contos temáticos. Esse aqui é mais um, e o melhor é que é um pressente mesmooooo!!! Você receberá o mesmo de forma gratuita pelo Bookfunel, link no final do post.

As autoras se juntaram e criaram contos totalmente independentes para nossa diversão, então confira o casting e as sinopses abaixo: