Resenha: História de Um Grande Amor

23 janeiro 2020

Primeiro Volume da Trilogia Bevelstoke. Julia Quinn já vendeu mais 1 milhão de livros pela Editora Arqueiro. Aos 10 anos, Miranda Cheever já dava sinais claros de que não seria nenhuma bela dama. E já nessa idade, aprendeu a aceitar o destino de solteirona que a sociedade lhe reservava. Até que, numa  tarde qualquer, Nigel Bevelstoke, o belo e atraente visconde de Turner, beijou solenemente sua mãozinha e lhe prometeu que, quando ela crescesse, seria tão bonita quanto já era inteligente. Nesse momento, Miranda não só se apaixonou, como teve certeza de que amaria aquele homem para sempre. Os anos que se seguiram foram implacáveis com Nigel e generosos com Miranda. Ela se tornou a mulher linda e interessante que o visconde previu naquela tarde memorável, enquanto ele virou um homem solitário e amargo, como consequência de um acontecimento devastador. Mas Miranda nunca esqueceu a verdade que anotou em seu diário tantos anos antes. E agora ela fará de tudo para salvar Nigel da pessoa que ele se tornou e impedir que seu grande amor lhe escape por entre os dedos.

Miranda Cheever é a melhor amiga de Olívia Bevelstoke, gêmea de Winston Bevelstoke. Os três são inseparáveis e até é esperado naturalmente que Miranda e Winston se casem no futuro, para consolidar a família que sempre foram, contudo acontecimentos ocorridos na festa de aniversário dos gêmeos mudam tudo. 

O pai de Miranda é um tradutor do grego, e ele mal nota sua filha. A mãe também não lhe dá muita atenção, então, ao final da festa, ninguém vai buscá-la. Sendo assim, cabe a Nigel, o mais velho dos Bevelstoke, levar a criança em casa. Ela não o conhecia, pois, aos 19 anos, ele passava a maior parte do tempo fora, estudando. Porém, Nigel, que prefere ser chamado de Turner, foi simpático com a Miranda de dez anos, não a tratou com condescendência, e inclusive a incentivou a iniciar um diário. 

Resenha: Acerto de Contas

18 janeiro 2020
Sinopse: Numa cidadezinha no interior do Mississippi, Pete Banning era considerado herói da Segunda Guerra, além de fazendeiro próspero, marido apaixonado, pai devotado e membro fiel da Igreja Metodista. Até que, numa manhã de outono, ele entrou calmamente na igreja e matou o reverendo Dexter Bell com três tiros.
Por que Pete fez isso? Essa pergunta iria pairar por anos sobre a cidade.
Como se o assassinato a sangue-frio já não fosse chocante o suficiente, era ainda mais desconcertante saber que Pete não tinha absolutamente nada a declarar sobre o crime. Nenhuma explicação, nenhuma motivação, nada que os advogados pudessem argumentar em sua defesa.
Os advogados tentam de tudo para salvar Pete de uma sentença que irá condená-lo à cadeira elétrica. Mas ele não tem medo da morte e está disposto a levar suas razões para o túmulo.

Hello pessoas, tudo certinho?!?! Hoje falaremos do mestre John Grisham, mais uma vez. Sim,
porque ele é o típico autor que é impossível não se apaixonar.
"O que faz de um homem um herói?O que faz de um homem um vilão?Quão tênue pode ser a linha que separa um do outro?"

Resenha: Uma Missão Por Você

17 janeiro 2020
Sinopse: Meu nome é Mark Vance Murdock.
No passado, fui conhecido por ser um major do exército americano, realizando operações militares que ficavam fora dos registros. Hoje, vocês estão habituados a me chamarem apenas de Mark. Sou o responsável pela segurança e pela vida da The M's.
Dessa vez, estou em uma missão que eu mesmo me designei. Não é para defender os Estados Unidos, e sim aqueles com quem me importo, pelos quais me sinto responsável.
Não vou falhar. Vou protegê-los custe o que custar. Por mais que essa tarefa ponha em risco o meu próprio coração.
Essa é a minha promessa, e vou cumpri-la.
"Ele, assim como eu, já tinha visto a morte de perto."
Hello pessoas, tudo certinho?!?! A resenha de hoje é de Uma Missão por Você da Aline Sant'Ana e conta a história do Mark, segurança da The M's, aquela banda maravilhosa da qual, Zane, meu tudão, faz parte.

Mark considera que falhou em sua missao de proteger a banda com os acontecimentos em 11 Noites com Você e Apenas Com Você, então apesar de ser um livro stand alone, você para ter uma experiência 100% precisa ter lido a série Viajando com Rockstars.

Resenha: Ainda Sou Eu

16 janeiro 2020

Sequência dos romances Como Eu Era Antes de Você e Depois de Você, que arrebataram o coração de milhares de fãs, Ainda Sou Eu conta, pela perspectiva delicada e bem-humorada de Lou Clark, uma história comovente sobre escolhas, lealdade e esperança. Lou Clark chega em Nova York pronta para recomeçar a vida, confiante de que pode abraçar novas aventuras e manter seu relacionamento à distância. Ela é jogada no mundo dos super-ricos Gopnik - Leonard e a esposa bem mais nova, e um sem-fim de empregados e puxa-sacos. Lou está determinada a extrair o máximo dessa experiência, por isso se lança no trabalho e, antes que perceba, está inserida na alta sociedade nova-iorquina, onde conhece Joshua Ryan, um homem que traz consigo um sopro do passado de Lou. Enquanto tenta manter os dois lados de seu mundo unidos, ela tem que guardar segredos que não são seus e que podem mudar totalmente sua vida. E, quando a situação atinge um ponto crítico, ela precisa se perguntar: Quem é Louisa Clark? E como é possível reconciliar um coração dividido?

Primeiramente, para não dar spoiler, escrevi esta resenha suponho que você leu Como Eu Era Antes de Você e Depois de Você, ok? Se você não leu os livros anteriores, agradeço sua visualização, mas recomendo parar por aqui. 



Ainda Sou Eu estava na minha lista de livros para ler em 2020, mas não resisti e acabei começando ainda em 2019, no dia de Natal. Excelente escolha, ponto para você, Nanda! Foi arriscado, pois achei Depois de Você bem meia-boca, e estava com medo de acontecer o mesmo com este livro.

Mas, como disse, foi uma excelente escolha, e Lou voltou a cair nas minhas graças. Sei que ela passou por uma situação péssima, peço a Deus para nunca passar nem perto disso, mas foi há anos e ela ainda vive presa ao passado, remoendo algo impossível de voltar. Louisa não conseguiu superar a perda de Will e hoje vive à sombra, longe do que ele sonhou para ela. Até Ainda Sou Eu. 

Resenha: O Fazendeiro de Hudson Valley

15 janeiro 2020
Sinopse: Roxie Callahan é uma personal chef que atende algumas das mais saudáveis e desagradáveis esposas contadoras de calorias de Hollywood. Mas, depois que sua carreira é arrasada por um incidente com manteiga, isso mesmo, MANTEIGA¬ , ela, contra sua vontade, se vê de volta à sua cidade natal, Bailey Falls, no norte do estado de Nova York, para gerenciar o restaurante da família enquanto sua mãe hippie se aventura em um reality show. Quando o charmoso fazendeiro Leo Maxwell loiro, olhos verdes, barba por fazer aparece no restaurante para entregar um saco de nozes orgânicas, Roxie começa a pensar que passar um tempo em casa pode não ser tão ruim assim. Leo é extremamente envolvido com o movimento slow food e gosta de fazer as coisas sem pressa e aproveitar ao máximo. Em todos os sentidos... Hmmmm. Embora Roxie esteja determinada a retornar para a Costa Oeste assim que o verão acabar e sua mãe voltar para reassumir os negócios, será que os encantos da pacata cidadezinha do interior e o seu próprio homem da terra a farão ficar em casa, agora por vontade própria? Saboroso. Apimentado. Doce. Quer um saco de nozes Vai em frente, pode pegar.
Hello pessoas, tudo certinho?!?! Hoje vamos falar de o fazendeiro de Hudson Valley, da autora Alice Clayton, velha conhecida por seus livros de comédia romântica. E aqui não é diferente.

Resenha: June

13 janeiro 2020
Sinopse: O namoro de June Mayson e Evan Barrister resultou em um casamento secreto pouco antes de ele ir para o campo de treinamento.Evan sabe que June é boa demais para ele, mas depois de ter um gostinho da bela vida que podem ter juntos, ele não está disposto a deixá-la. June promete esperá-lo, sabendo que nem o tempo nem a distância vão mudar seus sentimentos, até que é obrigada a enfrentar os papéis de divórcio enquanto ele está no exterior.Seu casamento e divórcio são um segredo bem guardado, e a última pessoa que June espera encontrar quando volta para sua cidade natal é Evan. Irritada com o passado, ela faz todo o possível para ignorar a atração que sente por ele. Mas como pode ignorar a dor quando seus olhos se encontram? Como pode lutar contra a necessidade de aconchegá-lo, mesmo sabendo que pode se machucar mais uma vez?
É possível que June e Evan encontrem o caminho de volta uma para o outro novamente?
"- Eu tenho amor o bastante para nós dois. Não importa se você não me ama."
Ahhhhh e aí pessoas, tudo certinho?!?! Vamos bater um papinho sobre June ❤. Esse é um dos meus preferidos da série Until Her. Até Until December, June e Harmony se revezavam no primeiro lugar, agora estão em segundo. Mas December me ganhou completamente.

A Editora Pausa, já lançou July e agora June. Indo em sequência, se a editora mantiver as publicações o próximo será Ashlyn. Mas vamos nos ater a June. Aqui a treta é boa.

Trilogia Shooting Stars

12 janeiro 2020
Hello pessoas, vamos falar aqui do último anúncio da PassionFilx que vai adaptar Fighting to Breathe da autora Aurora Rose Reynolds, que é o primeiro livro da Trilogia Shooting Stars.