Resenha - Sofia, @MaiPassosG

10 agosto 2016

Sinopse:
“Sophie nunca aceitou a morte de Sofia, a irmã mais velha. Um dia ela tinha sido acordada pelas sirenes e, no outro, presenciara o enterro da irmã. Aos seis anos de idade, teve que lidar com a dura realidade de ver sua mãe lutando todos os dias para sobreviver, e ver seu pai cada vez mais ausente. Os anos passaram-se, com ele veio o divórcio, e o que sobrara de sua família se ruíra: seu pai encontrara uma nova família; e sua mãe mantinha-se inerte em si mesma. Aos 18 anos Sophie arrumou as malas e embarcou em uma alucinante jornada atrás da única coisa que sobrara de Sofia: seu coração – agora batendo no peito de um estranho. Sophie saiu de casa no meio da noite, deixando apenas um bilhete para a mãe: “Vou atrás de Sofia, mamãe. Vou consertar essa bagunça”.

Sophie e Sofia eram daquele tipo de irmãs inseparáveis, o laço que as duas tinham era inexplicável e lindo de se ver, quando Sophie nasceu, a vida de Sofia mudou e ela tinha um amor por sua irmã que era único, uma precisava da outra para estarem bem.

Tudo mudo quando Sofia sofre um acidente de carro e falece, o mundo de Sophie vira de cabeça para baixo, a família que desde sempre fora unida vira uma bagunça completa, a mãe Fernanda não consegue superar a perda da filha mais velha, isso a destrói completamente e deixa de se importar com a caçula e com o marido. O que desencadeia uma separação e uma garotinha tendo que administrar sozinha a vida da família e a sua própria dor.

Com a mãe trabalhando excessivamente, no início Sophie ainda tentou manter contato com o pai, mas quando esse se casa com uma outra mulher e ela precisa se submeter a ficar na casa deles com a irmã postiça, ela se sente excluída, rejeitada e prefere esquecer seu pai.

Durante todos esses anos ela nunca soube ao certo o que aconteceu com Sofia, até que um dia descobriu algo que poderia ser a chance de ajeitar a sua vida, unir sua família, voltar a ter o que perdeu quando ainda era uma garotinha com 6 anos, e com isso ao completar 18 anos ela sai em busca da única coisa que restou de sua amada irmã: seu coração.

Sophie volta a cidade onde elas viveram e decide procurar no hospital local os documentos que precisa, a fuga torna-se fácil visto que a mãe sempre está em outro universo e não tem o pai por perto, mas mesmo a distância ajudou para que o plano funciona se já que o mesmo deposita uma quantia no banco para ela que nunca foi usada o que agora ela precisa.

No ônibus quando chega em sua cidade natal ela é acordada por um cara que está no ônibus com ela, todo tatuado, pinta de cara mal que está em busca de encrenca, ela o acha detestável logo à primeira vista, mas não foca nele afinal tem um objetivo muito maior, descobrir para onde foi o coração de Sofia.

Inicia a busca, analisando a cidade, mudando as características dela, como cor de cabelo justamente para disfarçar sua identidade caso os pais venham procurar ela, então depois de analisar ela percebe que para conseguir os documentos do hospital precisara da ajuda de alguém.

E o destino mais que providencial, coloca o cara tatuado no caminho dela, então ela já sabe com a ajuda de quem contará para consegui alcançar seu objetivo, o nome do bad boy é Adam.

Quando a família de Sophie nota seu sumiço, tudo se torna uma verdadeira loucura, o pai voa da sua cidade para chegar a sua antiga casa e ajudar a ex mulher na busca de sua caçula, Fernanda que até então parecia em outro mundo se dá conta que corre o risco de perder sua outra filha.

Enquanto Sophie inicia sua busca com seu mais novo parceiro Adam, ela consegue conhecer um pouco do cara com pinta de mal, que na realidade é uma pessoa que sofreu demais na vida e carrega essa atitude por ter passado por tantos momentos ruins em sua vida, e assim como ele ajuda a Sophie em sua busca ela o ajuda a exorcizar fantasmas do seu passado e tentar construir algo melhor.

Mas será que essa fuga conseguirá alcançar seu objetivo final, poderá ela realmente trazer parte de Sofia de volta? Ou conseguirá com essa loucura unir sua família? Poderão todos deixar os fantasmas para trás e iniciar uma nova vida? Poderá um grande amor nascer diante de tanta dor?

“ Era sentir o amor em sua forma mais escura, mais feia, mais dolorosa”

Ah, vou dizer eu adorei Sofia, de verdade, a história que Mai construiu é ótima, ela aborda desde perdas, a amores eternos, companheirismo, amizade, novos recomeços. Achei a relação das irmãs lindas, adoro história com irmãos e irmãs que se amam que tem conexões de vidas passadas, o fato de Sofia ter morrido e ter doado seu coração levanta um ponto importantíssimo que é pouco comentado, a doação de órgãos e como isso é lindo, mesmo diante da morte a oportunidade de uma nova vida.

O Adam, bem ele é um bad boy fofo, como isso é possível???rs. Pois é, a mistura da atitude marrenta com a evolução dele no decorrer da história que foi construída com tantos pontos fortes que não há como não se encantar pelo marrentinho. E Mai, por favor um segundo livro com mais Adam, eu preciso dele! 

Sophie mesmo jovem é determinada, destemida, apaixonada pela família, pela vida, comprometida com os amigos adorei a sua personalidade.

Eu espero que Mai publique mais um livro dessa história, confesso que fiquei com vontade de saber um pouco mais de alguns personagens, mas acho que é exatamente isso que ela tem em mente, não é?

Eu achei a escrita dela bem elaborada, envolvente, um livro que te cativa, então Mai, para sua Sofia dou 4 notas musicais. Recomendo a leitura e que conheçam a escritora, como sempre apoiamos a literatura nacional, essa é mais uma prova do mundo de talentos que temos por aqui, então bora prestigiar a autora, leiam Sofia pra já!!!!

Um grande Beijo e até loguinho!

Ficha Técnica:
Autora: Mai Passos G
Ano: 2016
Páginas: 160
Editora: Independente
Skoob: Sofia

Um comentário

  1. Doação de Órgãos é um tempo incrível, fiquei curiosa, com certeza vou ler.

    ResponderExcluir