A Procura de alguém,@EditoraParalela

21 setembro 2016
Sinopse:
Sorte nos negócios, azar no amor: essa é a sina de Kate.
Aos 28 anos, ela está longe de ter conhecido alguém especial com quem dividir a vida. Sua carreira de cupido profissional, por outro lado, vai de vento em popa: todos na pequena cidade de Verily, Nova Iorque, conhecem e admiram a Kinnections, agência de relacionamentos que Kate fundou com suas duas melhores amigas.
Até que, um dia, um homem tão lindo quanto furioso entra em sua sala. Slade Montgomery é um advogado de divórcios que não acredita em finais felizes e muito menos em agências de relacionamentos. Para ele, a Kinnections é uma grande farsa, criada para ludibriar pessoas frágeis e ingênuas, como sua irmã.
Agora, é uma questão de honra: Kate não vai medir esforços para provar a Slade que seus talentos são legítimos e suas intenções nobres, nem que para isso precise encontrar a namorada ideal para ele.
Mas um simples toque vai fazer com que essa tarefa se torne muito mais difícil do que ela poderia conceber...

Se você quer ler um livro com uma história envolvente e engraçada esse é o livro certo para você. Quando vi a capa e a sinopse confesso que achava que tinha um livro romance daqueles calientes na mão, mas o que encontrei foram personagens engraçados e cheios de charme, claro com um toque de romance ardente...rsrsrs

Kate tem uma agência de relacionamentos, junto com suas duas melhores amigas ela montou a agência atrelando o dom de cada uma, para fazer as pessoas encontrarem suas almas metades, mas a própria Kate ainda não encontrou a sua.

A agência faz um sucesso enorme e tem frutos lindos, graças também ao dom “mágico” de Kate, que quando encontra as metades de duas almas, sente através do toque essa ligação, pena que até o momento ela não tenha sentido essa ligação para si mesma, então ela vive sua vida sozinha com seu Robert, um cão lindo que ela salvou de uma morte terrível.

A vida de Kate começa a mudar no momento em que Slade entra em seu escritório, um homem lindo, atraente, cheio de charme e magnetismo e advogado na especialidade em divórcios, que ironia do destino não?


Porém o motivo de Slade estar lá com certeza não e encontrar sua outra metade e sim averiguar qual o tipo de serviço que elas oferecem, já que sua irmã agora aderiu os serviços da Kinnections, algo que ele não pode deixar ocorrer, já que vem a tantos anos protegendo sua irmã de qualquer sofrimento por qual ela possa passar, não iria deixar ela na mão de três charlatãs que só querem arrancar dinheiro das pessoas.

Mas Kate sabe de seu dom, e sabe a diferença que seu trabalho oferece na vida das pessoas, por isso propõe a Slade que ele mesmo viva a experiência, e descubra se sua irmã está sendo bem tratada ou enrolada pelas mesmas.

““Você vai precisar preencher a papelada e pagar a taxa.” Ele levantou uma sobrancelha. “Claro, srta. Seymour. Não poderia esperar nada diferente.” “Kate.” O nome saiu dos lábios generosos dela com relutância. “Meu nome é Kate.” Combinava com ela. Forte, cheio de classe e de presença. Simples por fora, complexo por dentro. Ele refreou o pensamento poético, em parte humilhado por ser tão ridículo, e limpou a garganta. “Slade. Estou ansioso para começarmos a trabalhar.” Ela remexeu em uma pilha de papéis e enfiou algumas folhas dentro de um envelope. Fez anotações em um bloco. Depois, entregou o envelope a ele. “Preencha estas fichas e traga tudo de volta pra mim até sexta-feira. Vou precisar marcar uma hora para fazermos a entrevista, na semana que vem.””

Porém o que Kate não podia imaginar e que a atração inicial deles se tornaria cada dia mais insuportável ao ponto de se render e fazer ela quebrar uma de suas regras primordiais, nunca sair com um de seus clientes, pior ainda quando o toque mágico surte efeito com os dois.

“Kate tentou escorregar do banco, mas o salto da bota ficou preso no pé de metal. Slade automaticamente se esticou para ajudá-la, mas a palma de sua mão se queimou ao tocar no braço dela, como se atravessasse a blusa de seda até a pele em brasa. O corpo dela explodiu em total descontrole. O choque elétrico fez com que ela o empurrasse, em uma tentativa alucinada de se soltar. O banco balançou, e ela caiu no chão.”

A partir do momento que Kate descobre a conexão ela se empenha cada vez mais a apresentar Slade à mulheres por quem ele possa se interessar, acreditando que assim que ele encontrará alguém que o atraia o suficiente ele ficará bem longe dela, mas ela não espera que a cada encontro algo acontece para o trazer para mais perto dela.

Como ela poderia ser a metade de um homem com princípios e vontades tão diferentes dos seus, como ela poderia se ver feliz ao lado de uma pessoa como ele. Isso a faz correr para o lado oposto do que o destino reservou para ela, mas no final de contas podemos fugir de nossos destinos? Principalmente quando encontramos nosso grande amor?

Com cenas cheias de bom humor, vemos duas pessoas com personalidade distintas, tentando vencer seus próprios desejos por sentir um medi absurdo que sentem. A procura de alguém mostra que quando o destino bate a nossa porta não há o que fazer a não ser abri-la e deixar ele entrar.
Contamos com o personagem ilustre do livro, Robert, o cachorro adotado por Kate tem um charme único e você simplesmente se apaixona por ele, é lindo demais.

“Eu lembro de quando podia correr, muito, muito rápido. Eu tinha todas as minhas patas, mas não era feliz. As pessoas malvadas me machucavam e eu tentava ser melhor, mas não era nunca o bastante. Da primeira vez que vi Kate, eu achei que ela era um anjo. Ela me pegou na rua e me salvou. Os olhos dela eram grandes e muito gentis. Eu não achei que ela fosse me querer. Minhas patas estavam quebradas, e eu sabia que não poderia mais correr, nem brincar. Mas ela não se importou. Ela me deu um carrinho muito legal e me ensinou a correr tão rápido como o vento, e passou horas conversando comigo sobre coisas importantes. Eu sempre escutei.”

Então super indico o livro da Probst e dou 4 notas musicais para essa história gostosinha.


Um grande beijo e até loguinho!


Ficha Técnica:
Autor: Jennifer Probst
Editora: Paralela
Páginas: 246

Nenhum comentário

Postar um comentário