Resenha: Belo Sacrifício, @VerusEditora

16 setembro 2016
Sinopse: Falyn Fairchild abandonou seu carro, seus estudos e até seus pais. Filha do próximo governador do Colorado, ela está de volta à sua cidade natal, falida e trabalhando como garçonete em um café. Ao fim de cada turno, ela guarda o que recebeu, esperando um dia ter o suficiente para comprar uma passagem para o único lugar onde pode encontrar redenção: Eakins, Illinois.
No instante em que Taylor Maddox entra no café, Falyn sabe que ele trará problemas. Taylor é charmoso, não cumpre promessas e é lindo mesmo coberto de fuligem, fazendo dele tudo o que Falyn acredita que um bombeiro de sucesso deve ser. Mas ela não está interessada em se tornar mais uma em sua lista — e, para um dos Maddox, uma garota desinteressada é o desafio mais atraente de todos.
Belo Sacrifício é o terceiro volume da série sobre os irmãos mais barulhentos e irresistíveis da literatura new adult. O foco agora é Taylor, um dos gêmeos, que se envolve com uma garota cheia de segredos — e, pela primeira vez, pode ser ele quem sairá machucado dessa história.

Olá pessoal, na semana passada a Verus pediu a ajuda dos leitores para a escolha do título do próximo livro dos irmãos Maddox (eu votei em Bela Chama e vocês?), vamos falar do penúltimo livro, Belo Sacrifício. Antes preciso esclarecer que a escala dos irmãos para mim é: Travis Maravilhoso “Cachorro Louco” em primeiro lugar, obviamente. O segundo lugar quase foi trocado, mas continua sendo de Trent tatuador delícia, e agora Taylor assume o terceiro lugar, com o Thomas por último. Até o final do ano pretendo fazer uma escala “Bitch” das parceiras deles, mas tenho certeza que todos concordarão que o primeiro lugar é da Cami, mas vamos focar na resenha de hoje.

Falyn é a ovelha negra da família Fairchild (só eu reparei nesse sobrenome??? Entendedores, entenderão #TMI #TID), era a brilhante aluna de medicina, filha de dois médicos renomados, até o dia que jogou tudo para o alto e desistiu de ser o bebelô da família e foi viver a vida nos seus termos. Isso significou sair de casa com praticamente a roupa do corpo e ter que trabalhar de garçonete no Bucksaw e viver no apartamento acima do café, mas isso foi completamente libertador.

Taylor Maddox, dispensa apresentações depois que lemos seu sobrenome né?! Mas o bombeiro, apesar do pedido dos pais todos os filhos de Jim vivem perigosamente, com exceção de Trent, mas ele tinha motivos para continuar em Eakins. Quando ele é transferido a trabalho para uma cidade no interior do colorado ele não quer nada além de continuar sua vida como sempre foi, mas ele se encantou por uma determinada garçonete.

Normal era algo que surgia com a ausência de expectativas impossíveis e sufocantes. Respirei fundo e soltei o ar, mas não sonhei com o Bucksaw. Sonhei com Taylor.

Na cidade bombeiros são vistos com escória, uma vez que o histórico dos rapazes que deixam as moças grávidas e somem no mundo. A colega de tralho de Falyn, Kirby, é uma dessas crianças. Então Taylor não tem a menor chance quando chega ao café com seus amigos e tenta chamar a atenção da linda garçonete. Até o momento que ele consegue ajudá-la a se manter longe de seus pais e assim ganhar o direito de lavá-la para sair. Não, não há nada de romântico nisso, é só uma saída de duas pessoas que se conhecem, mas isso não significa que ele não esteja a fim.

Pois bem eles vão construindo uma amizade quase sólida, ela fica mais do que interessada em ser amiga dele depois que descobre que ele mora em Eakins, mas não diz para ele o súbito interesse em ser sua amiga. Ele por sua vez, sendo um Maddox está aproveitando a viagem, até que ela decide contar o motivo pelo qual quer ser amiga dele, ele logo associa o interesse ao incêndio e ao fato de que a polícia quer incriminar Travis por ele, apesar de não ser o caso é a primeira coisa que ele pensa e se afasta. Gente fiquei com peninha da Falyn aqui, mas ela devia ter sido sincera com ele desde o início, mas quando ele retorna ela coloca os pingos nos “is” e ele decide leva-la até sua cidade, desde que ela não vá interferir na vida de outras pessoas.

Ela disse: “isso se chama sacrifício. É a coisa mais amorosa que você pode fazer por ela.” E talvez ela estivesse certa.

Já vi várias pessoas falando mal do livro, mas para mim é um dos mais emocionantes, Taylor é um fofo até que Falyn decide afastá-lo dela, ela decide não estar mais com ele por insegurança acerca de seu futuro ao lado de um homem oriundo uma grande família e com certeza vai querer aquilo para ele também. As dúvidas dela o empurram e, ele sendo o Maddox que é, faz merda, das grandes...

Os segredos que ela guardou caíram como uma bomba no relacionamento deles, mas ele esteve ao lado dela e na hora que a bomba veio dele ela acha que não consegue superar. Achei meio infantil da parte dela, mas entendo ok?! Mas esse será um grande divisor de águas na relação deles que era bem sólida e estava caminhando para se estabilizar, mas no segundo casamento de Travis tudo vai por água abaixo, principalmente quando eles descobrem que mudará completamente a vida deles.

Fiquei com tanta pena dele quando ela terminou a relação, ele estava ali firme insistindo e ela nem se abalou, estava tudo encerrado, mas o destino sempre prega suas peças né?! E mais uma vez uma bom se instala em sua vida, Falyn precisa saber que ele ficará bem, que ele será o que ela espera dele, até que ele volta e a primeira coisa que faz é ir atrás dela e saber se ela quer ou não construir um futuro com ele, mesmo com as imperfeições e inseguranças de cada um.

Achei realmente uma história muito boa, e Taylor ocuparia o segundo lugar no meu coração facilmente, mas sucumbiu muito fácil aos prazeres da carne... Perdeu todos os pontos extras risos, então quatro notas para história que é linda, mas com ressalvas pelo comportamento dele.

E, quando ele me abraçou, o mundo voltou a ser certo. Nunca fiquei tão feliz de estar errada.

Se você não leu ainda, com os mesmos receios que eu, ou porque leu alguma coisa negativa na internet, se liberte disso e pode pegar esse Maddox para você!!


Ficha Técnica:
Autor: Jamie McGuire
Páginas: 293
Editora: Verus
Ano: 2016

Até mais

Um comentário

  1. Eu adorei este livro, no inicio achei a Falyn muito metida, mas depois das grandes revelações fiquei apaixonada pelo casal <3
    Meu Maddox preferido é o Thomas (adoro o jeito dele), mas estou bem decepcionada com as últimas noticias da série com o livro Beautiful Funeral então nem sei se vou seguir com a série.
    Eu adorei a sua resenha :-*

    ResponderExcluir