Resenha: A Menina que Engoliu o Sapo, @topbookseditora

09 novembro 2016
Sinopse: Neste seu novo livro, DILMA BITTENCOURT faz uma aguda e bela reflexão sobre o tempo através da espera de uma menina por seu pai, que saiu de casa. Como diz no prefácio Clara Acker, doutora em filosofia pela Universidade de Paris IV – Sorbonne: “O tempo se apresenta como um mistério, que só encontra solução na experiência da volta das flores ou na realidade do corpo da menina-sapo, que cresce com a ausência do pai. A menina que engoliu o sapo de ver seu pai partir, de conviver com uma mãe preconceituosa e amarga, responde ao tempo com um saber quase oriental, taoista: fora e dentro são um. O tempo emocional corresponde ao tempo natural”.
Em linguagem poética, finamente trabalhada, a autora cria um ambiente de emoção e mistério, no qual amadurece a menina protagonista, enquanto, paralelamente, apresenta aos jovens leitores uma ampla gama de termos e expressões mais sofisticados, coisa rara de se ver, nos dias de hoje, em obras de literatura infantojuvenil.
Na base do enredo, como uma espécie de fundação a sustentar o edifício literário, está a filosofia, pontuando a relação da menina Priscila com cada um dos demais personagens – a mãe, a cozinheira, o padre, e até Deus – e sua procura contínua por um casaco desaparecido, metáfora do abrigo que só o pai poderia proporcionar. Como diz a psicanalista Frinea S. Brandão, ao final de A MENINA QUE ENGOLIU O SAPO, “esperamos que, para sempre, um casaco nos cubra, aconchegue, proteja, enquanto formos meninas, enquanto estivermos meninas...”.

Olá pessoal hoje a resenha é especial. Recebemos esse exemplar das mãos da Mari, colunista de filmes lá do Portal Ju Lund e mesmo que nosso blog não seja um canal infantil, estamos aqui para divulgar toda e qualquer literatura.
Tempo é sentimento. Uma corda tocando o infinito. Criação de quem inventa. Invenção de quem morre.
Aqui nessa história conhecemos uma menina que está passando por uma grande mudança em sua vida e que tenta lidar com a passagem de tempo esperando pelo retorno de seu pai, que saiu de casa e sempre foi muito cuidadoso com ela.


O livro tem uma edição muito bem cuidada, com capa dura e ilustrações belíssimas e linguagem poética e de fácil acesso, com o interesse claro de encantar as crianças, mas sem perder o encanto para seus pais.

O Tempo propriamente dito não é só uma passagem, aqui nessa história além de ser os capítulos ele é quase protagonista junto de nossa menina que passa tanto tempo em espera. Apesar de não ter parado com sua vida, mede o tempo de tudo aguardando seu grande dia.

Então eu me encantei com a delicadeza e a sensibilidade dessa narrativa e acredito que as crianças terão momentos de reflexão construtiva junto a ele.

Quatro notas musicais para nossa menina.

Até mais!

2 comentários

  1. Amei demais!! Captou direitinho o espírito da Menina. Beijocas no seu coração.

    ResponderExcluir
  2. Posso confessar que amo livros infantis? Até tenho alguns na minha estante, e fiquei encantada com este livro! Livros infantis sempre tem algo a ensinar e eu amo isso! Adorei a resenha!
    Beijinhos ;)

    ResponderExcluir