Retrospectiva 2016 - As leituras que me marcaram by Fabi

31 dezembro 2016
Hey everyone,

Fim de ano chegando, e com ele, nós sempre pensamos nas nossas realizações, no que vamos fazer no ano seguinte, quais sonhos ainda faltam ser conquistados, e no meio desse montão de pensamentos, também pensamos, quais os livros de 2016 que mais mexeram com as nossas estruturas?

Confesso que a possibilidade de fazer um top 10 ou 20 é completamente impossível, primeiro porque foram tantos livros, que meu Deus não tem como listar, então mudei a dinâmica vou citar livros que abalaram as minhas estruturas, mexendo verdadeiramente com que eu sou.



Bora lá ver os meus livros do coração de 2016?

It End With Us



E mais uma vez CoHo vem provando que ela pode tudooo, o livro tem um enredo pesado, fala de um assunto delicado, violência doméstica. Porque esse livro está nesta lista? Pelo simples fato de que com todas as dores e todos os pedaços quebrados dos personagens de Colleen eu consegui vencer um preconceito que nem eu mesma sabia que eu tinha. Muitas vezes vemos notícias de mulheres abusadas física e psicologicamente e quantas vezes não ouvimos, “ah, ela gosta”, “ah ela aceita por que quer”. Mas será que é realmente bem assim? Será que não devemos ao invés de julgar estender a mão e ajudar? Acredito que sempre devemos fazer o bem pelo próximo e esse livro me fez enxergar além. Talvez a mensagem que a Colleen queria passar não fosse essa, talvez ela só estivesse escrevendo mais um maravilhoso romance. Mas para mim, ele foi mais que isso, e agradeço a lição que ele me ensinou.


O ar que ele respira



Sabe o amor? Então ele não vem em balões em formato de coração e com um sorriso 24 horas por dia no rosto, normalmente ele vem com muita dor, capaz de nos destruir, e quando não nos resta mais nada, achamos que nem sempre que somos capazes de nos reerguer. Bem Brittainy Cherry prova que podemos nos reestruturar como no O Ar que ele respira, ela nos mostra que não importa o quanto você esteja quebrada, se houver amor você pode sobreviver e voltar a viver. Eu aprendi que não importa o tamanho da dor que carregamos, da traição por quem passamos, das perdas que nós tivemos, se tiver amor, teremos absolutamente tudo, e onde encontrar esse amor depois de tanta dor? Bem essa é a lição maior, se abrir novamente ao mundo quando ele já lhe deu tantas porradas que você não é mais capaz de aguentar, mas bora lá, ergue a cabeça e pé na estrada. Vamos voltar a respirar o ar novamente.

Caçadora de Estrelas



Ah Raiza, juro que ainda sinto vontade de matar e te beijar ao mesmo tempo, chorei igual criança lendo esse livro, lindo, cheio de sentimentos e cheio de verdade. Ele me tocou de forma especial por que a minha rotina tem muito a ver com a história do personagem, que em certo momento da história tem uma doença que desfaz sonhos ao mesmo tempo que os realiza, Confuso né? Mas a vida quando se depara com a espera da morte é assim mesmo, e o que isso me trouxe de bom? Me fez ver que tudo a nossa volta tem um valor único e que temos que desfrutar da nossa vida, temos que mostrar o amor que temos pelas pessoas, temos que meter as caras, correr os riscos, temos que viver de verdade, afinal você sabe onde é o fim da linha para você? bem eu não sei o meu, só me resta viver!

A Garota do Calendário



Foram 12 livros, foram 12 meses, foram mais que 12 emoções, o que Audrey Carlan me ensinou com a sua Garota, a ser infinitamente grata, que amigos e família é nosso bem mais precioso, e que por mais difícil que possa ser a nossa vida - e olha que a vida da personagem era muito difícil, tanto que virou acompanhante de luxo -  se tivermos amigos, família, temos tudo, temos motivos para sorrir, temos motivos para brindar, temos motivos para ser e temos motivos para agradecer sempre.

Eu li outra tonelada de livros, mas de alguma maneira esses me mudaram não apenas como leitora e sim como pessoa, cada um com sua lição de vida provando que além de “simples” letrinhas os livros têm o poder mágico de transformar, aproveito para agradecer, por todas as clicadas de vocês no nosso cantinho, nosso blog Notas Literárias.

Conseguimos eu e minha “parça” de crime Anastacia, rs, realizar uma parte de um sonho, e isso nos enche de felicidade e sou extremamente grata ao universo maravilhoso dos livros que só trouxe coisas lindas que aquecem o coração.

Desejo que o ano de 2017 seja repleto de amor e livros!!!!

Nos vemos daqui a pouquinho em 2017.

Um grande Beijo!



Nenhum comentário

Postar um comentário