Mack Daddy de Penelope Ward

07 fevereiro 2017
Olá pessoal, tudo certinho? Tem novidade da autora Penelope Ward, chegando dia 13 em todas as lojas digitais, Mack Daddy, está sendo esperado com muitas expectativas.

Sinopse: Da auotora best seller do New York Times, Penélope Ward, vem aí um romance sexy, sobre segundas chances para ser lido sozinho.
Eles o chamavam de Mack Daddy. Não, sério, o nome dele era Mack. Abreviação para Mackenzie. Assim, o apelido. Perfeito, certo?
Ele também era perfeito. O espécime masculino de físico perfeito.
Na escola particular onde eu ensinava, Mack Morrison era o único homem em um mar de mulheres.
Todo mundo queria um pedaço do pai quente do doce garotinho.
Eu estava cheia de ciúme, porque eles não sabiam disso - para mim - ele era muito mais.
Eles não sabiam sobre o nosso passado.
Ele tinha escolhido minha escola para seu filho de propósito, porque Mack e eu, tínhamos um assunto inacabado.
Como minha amiga Lorelai disse com tanta eloquência: "O trabalho inacabado entre duas pessoas que são claramente atraídas uma pela outra é como um caso eterno de bolas azuis." E eu estava sofrendo de dor do meu caso.
Eu ainda estava intensamente atraída por Mack. Eu tentei resistir a ele, entrando em um relacionamento com outro homem apenas para proteger o meu coração.
Para não mencionar, que se envolver com um pai era estritamente contra as regras da escola. Mas ver Mack dia após dia estava me quebrando.
E logo eu poderia estar quebrando todas as regras.
Nota do autor - contada em pontos de vista alternados, Mack Daddy é um romance autônomo completo.

Pois é minha gente, eu me apaixonei pela capa antes de conhecer a sinopse, agora já quero esse livro para ontem!!! Vale lembrar que por aqui a autora já teve o Meu Querido Meio Irmão, StepBrother Dearest no original, publicado pela editora Pandorga, e é um excelente livro. E agora a editora Planeta vai publicar Amor Imenso, RoomHate no original, agora em fevereiro.

Quem sabe não temos sorte e a Planeta traz mais esse lindo para ser publicado por aqui, não é mesmo?!

Até mais!

Nenhum comentário

Postar um comentário