Resenha: Diário de Uma Escrava, @DakSideBooks

10 fevereiro 2017
Sinopse: Laura é uma menina sequestrada e jogada no fundo de um buraco por alguém que todos imaginavam ser um bom homem. Ela vê sua vida mudar da noite para o dia, e passa a descrever com detalhes sinistros e íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é homem casado, trabalhador, pai de família, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens, pois dentro de si uma voz afirma que é dele que elas precisam. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte.
Narrado em parte em forma de diário, o livro acompanha mais de quatro anos da vida de Laura em um buraco embaixo da terra, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da única maneira para sobreviver. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, DIÁRIO DE UMA ESCRAVA apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente corriqueiro no Brasil e em todo o mundo.
Através de Laura, raptada ainda adolescente por um homem que ela chama de “Ogro”, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade. O “Ogro”, um homem aparentemente comum, honesto e “acima de qualquer suspeita”, mantém Laura presa em uma casa afastada, onde abusa dela sexual e mentalmente, alegando ser ela o seu verdadeiro amor. Laura, compreensivelmente, só pensa em escapar dali. Mas agora ele parece estar mudando. Será que é o melhor momento mesmo para fugir?... Bem, isso você vai ter que ler para descobrir.
Olá pessoal, hoje a resenha é mais ou menos em um tom sério, pois o livro em questão, apesar de ficcional a história, ela foi construída a partir de casos reais de escravidão humana, e isso parece ser uma coisa tão sem propósito em pleno século XXI, mas não é.
A menina levantou o frasco e ficou observando o inseto se debater até que, cansado e sem ar, cedeu e caiu no fundo  do pote.
Laura é uma jovem de 14, que tem os mesmos desejos e anseios de qualquer outra jovem da sua idade. Até as suas rebeldias e suas aspirações são tão comuns, que me vi e com certeza você poderá se ver em cada uma de suas atitudes. Apesar da estranheza de determinada pessoa a observando ela não levou isso a sério, mesmo que ela o tenha visto a observar pela janela de seu quarto, na porta da escola e na igreja.


Então o inevitável acontece, ele a sequestra. E partir desse momento tudo o que ela pensou e imaginou para sua vida é destruído; seu corpo é destruído; sua alma é esmagada e conseguimos sentir em nós toda a sua dor e sofrimento.
Ficava para trás minha inocência, meu amor, minha paz, minha caridade e minha fé. Ficava para trás meu ser humano, e morava em mim agora uma escrava.
Esse não é um livro para qualquer pessoa. Ele trata da questão do abuso em termos primitivos. Os relatos são detalhados e totalmente descritivos, portanto nada é poupado ao leitor. Não é utilizada figuras de linguagem, não temos nenhuma censura na crueldade dos atos. É uma experiência totalmente perturbadora.

Conhecer em detalhes a pessoa que comete tal ato e que ainda assim vive uma vida paralela a isso é de nos causar verdadeiro pavor. Quem tem filhos precisa ler esse livro, precisa entender que as pessoas de bem nem sempre são aquilo que elas mostram em público e que quando a pessoa é ruim, nada a fará ser diferente.

O relato é muito intenso e muito bem escrito, a autora nos faz entrar na história e vivenciar cada experiência macabra demonstrada aqui. Um trabalho de pesquisa excelente, onde reconhecemos algumas semelhanças com algumas das notícias mais chocantes as quais já vimos nos telejornais. Depois de ler esse livro você nunca mais assistirá notícias de desaparecimentos pela mesma perspectiva, e o pior nunca mais pensará nas vítimas dessa violência sem fim da mesma forma.
Como Anne não queria perder o encontro com suas amigas e como era uma senhora distinta que oferecia a carona, ela entrou no carro.
Esse é um livro que nos faz refletir e sofrer pelo seu conteúdo. Mas é uma história tão bem escrita e tão bem desenvolvida que merece as cinco estrelas apesar da temática difícil.

Ficha Técnica:
Autor: Rô Mierling
Páginas: 240
Editora: DarkSide
Ano: 2016

Até mais


21 comentários

  1. Olá linda,

    Adoro livros que são viscerais e cruéis em sua descrição, porque assim as pessoas enxergam as coisas como elas são. Entendem se os seres humanos não tiverem contato com a bondade diariamente, serão levados sem piedade para atos insanos e desumanos contra seus semelhantes e uma pesquisa bem aprofundada deve ter deixado esse livro maravilhoso.

    Lerei em muito breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Anas teno o livro e ainda não tive coragem de ler, em breve quando tivr numa vibe melhor quem sabe.
    Beijos, Mai.

    ResponderExcluir
  3. Amei sua resenha e fiquei com vontade de ler, porém não sei se tenho estômago para tal! Bjsss

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    O livro me lembra uma parte de Libertada, com pitadas de A Garota Oculta, e muito de 3096 dias. Como já passei pelos 3 e eles são perturbadoramente reais, não tenho a menor vontade de conhecer uma ficção sobre o tema.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Não tenho estômago para essa leitura, não por causa da escrita, que percebo que é muito boa, mas porque não há censura e, quando leio, imediatamente imagino as cenas em minha mente, e com certeza não dormirei caso leia a obra.

    ResponderExcluir
  6. Caramba, já tinha visto muito esse livro por aí e sempre achei a capa muito linda, mas nunca soube do que se tratava e agora não sei se tenho estomago pra le-lo. Pelo que você disse ele é bem forte e intenso e não sei se estou numa fase boa para tantas emoções. Sua resenha ficou ótima, muito sincera!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  7. Olá!!

    Eu já tinha visto algumas resenhas para esse livro mas não tive vontade de ler, pois acho que o enredo é bem mais denso que o que eu estou acostumada. Acho que é uma obra forte e necessária, mas não faz parte da minha meta por enquanto.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Reconheço todos os méritos da autora em abordar esta temática e pelo que você e outros já mencionaram, ela pesquisou para o fazer da forma mais verdadeira possível. No entanto, não estou em condições de ler algo do gênero agora. Por enquanto, passo a dica. Obrigada por reforçar a importância da obra. Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Olá! As edições da DarkSide são maravilhosas! Esse livro da Rô é bem interessante, aborda um tema bastante forte e as informações passadas ao leitor são bem interessantes. Mas, te confesso que não iria conseguir ler, amigas minhas leram e falaram que é bem forte mesmo. Não sei se para o futuro eu leria, mas no momento, não. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá, DarkSide sempre arrasando nas escolhas de suas publicações. Ainda li este livro, mas certamente vou ler no futuro. Tudo que a Editora publica me interessa. Parabéns pela Resenha.

    Att

    ResponderExcluir
  11. Hi baby, tudo bem? esse é um livro diferente da Darkside, já que a editora só publico terror e suspense, mas esse parece ser um drama dos bons. Gosto do tema da escravidão, acho importante falarmos sobre isso e esse livro parece ser bem interessante em relação a isso. Só de saber que isso pode acontecer mesmo nos dias de hoje... :( adorei a resenha e obrigado pela dica

    Lilian Valentim
    http://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Acho importante que existam livros assim, que nos tirem da nossa zona de conforto e nos façam refletir sobre situações que muitas vezes nem imaginávamos que existia!!
    Já anotei a dica!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  13. Oiii tudo bem?
    Gente esse livro é lindo d+, acabei comprando pela beleza porque fiquei com o coração apertado para ler. Mas como tenho acredito sim que vou ler, e com essa resenha me animei mais.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  14. Oiii Anastacia, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse, já li tantos comentários negativos que cheguei a desanimar, mas sua resenha ficou demais mesmo!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  15. A forma como a autora conseguiu escrever uma história tão forte e marcante, de uma forma tão real, me deixa bem curioso pela leitura, pena que ainda não tive esta oportunidade. A escrita de Rô em muito me agrada, por ser diferente, e fugir totalmente de qualquer clichê.

    ResponderExcluir
  16. Nossa, não sabia que a garota notava que estava sendo observada, isso fez tudo doer ainda mais em mim. Não leria o livro, realmente não é pra qualquer pessoa e não é pra mim, não daria conta desses relatos detalhados e totalmente descritivos.

    ResponderExcluir
  17. Sua resenha ficou ótima, tenho visto tantas resenhas em blogs falando tão bem desse livro! Tenho curiosidade em conhecer melhor todo esse universo, beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oiee ^^
    Eu tô doidíssima para ler esse livro! Vi tanta coisa boa a respeito dele, e, como eu estou querendo fugir dos romances (apesar de livros desse tipo, fortes assim, me façam sentir horrível por ser humana), quero muito ler. Fico feliz que tenha gostado :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?
    Cara... coloquei ele na minha lista, uma vez que o que li em sua resenha me interessou.
    Deve ser um livro bem intenso e impactante. Daqueles bem tapa na cara, mexendo totalmente com as nossas emoções.
    Enfim...com certeza vou dar um conferida sim!

    Abraços

    http://www.viciadosemleitura.blog.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Nossa, já li várias resenhas desse livro e estou morrendo de vontade de conferir. É um tema muito forte e acredito que precisamos ter muito estômago para ler, mas acho que vou adorar esse desafio. Sua resenha ficou maravilhosa!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Oi Anastacia, sua linda, tudo bem?
    Você é a segunda pessoa hoje que diz que essa leitura foi perturbadora e que é um livro muito descritivo. Por esse motivo, confesso que não leria, sou uma pessoa muito sensível, achei pesado demais para mim. Gostei muito da sua sinceridade.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir