Resenha: Caminho das Águas, @Ler_Editorial

22 março 2017
Sinopse: O que fazer quando a vida está ligada a um segredo?
Quando todas as decisões conduzem a um caminho desconhecido e misterioso?
Anne é uma historiadora obcecada por um tema em particular: a história de um homem que visita seus sonhos desde a adolescência. Ethan Brown, um soldado condecorado da guerra da Secessão.
Mas que estranha relação existe entre ela e alguém que viveu em 1864?
É isso que Anne terá a oportunidade de descobrir ao ser convidada por Henry Starre, um rico colecionador de obras de arte, para passar uma temporada em Maryland e conhecer de perto o local de suas pesquisas.

Olá pessoal, hoje vamos conversar sobre esse livro da minha amiga Eva Zooks. Livro esse muito elogiado e muito bem avaliado no Skoob. Já li outras obras da autora, mas esse por acaso eu ainda não tinha lido. Então quando no evento da Aliança de Blogueiros – RJ eu ganhei fiquei muito empolgada. O livro tem elementos sobrenaturais e nos prende desde o início. Logo no prólogo somos apresentados a um dos sonhos de Anne. Uma passagem muito bonita com um desfecho dramático.
Ao ser envolvido pela escuridão, ouviu um último estrondo. O estourar de um tiro. Então seu coração encheu-se de dor e preocupação por ela.
Pois Anne tem um verdadeiro amor platônico pelo tal sodado de seus sonhos, e emprega mais tempo estudando a guerra de sucessão do que vivendo sua própria vida. Até que recebe um telefonema que definitivamente vai mudar sua vida, ao ser convidada a ir para Antietan e ver de perto a história da guerra que a persegue até em seus sonhos.

Nessa viagem ela conhece James, filho de Henry Starre o homem que ligou a convidando a ir até Antietan e conhecer de perto a história dos confederados e de soldados da união. Ao chegar no local ela foi acometida por uma sensação de deja vu, não gosto muito dessa palavra mesmo ela tendo sido usada no livro, mas é exatamente isso. Ela já viu aquele lugar, já viu aqueles olhos, e acaba tendo uma descarga de adrenalina ao constatar que talvez seus sonhos possam não ser só sonhos.

Nesse momento o livro ficou um tanto confuso para mim, porque eles não se conheciam, depois começaram a se detestar e de repente já estavam partindo para os “finalmentes”. Está muito claro, que o pai a chamou até lá por conhecer o histórico de sonhos do filho, e por saber através de sua amiga, a senhora Holts, que Anne tinha verdadeira fixação pelo tal soldado. Então esse é o ponto que me deixou um tanto confusa. Ronald é um personagem a parte, um alento a leitura, o irmão mais novo de James, é uma comédia e ao mesmo tempo leal e amoroso. A relação dos irmãos é profunda e intensa, bonita de se ver.
Havia um vínculo muito forte entre os irmãos. Era como se um se ferisse, o outro sangraria.
De restante, o livro tem bastante mistério e um toque quase de magia que faz com que a história seja diferente daquilo que estamos acostumados a ler. As cenas sensuais também são mostradas de forma muito apropriada e sem apelos.
Unindo o sangue dos dois no final de sua vida, uniu não só a vida, mas a alma e todo o amor que eles construíram juntos.
Realmente um livro com toques singelos e sexy e com uma história muito diferente. Quatro notas musicais para essa história misteriosa.
Ficha Técnica:
Autor: Eva Zooks
Páginas: 184
Editora: Ler Editorial
Ano: 2016

Até mais

Nenhum comentário

Postar um comentário