Resenha: One Man Guy, @EditoraLeya

29 março 2017
Sinopse:
“Um romance sobre dois garotos, dois mundos e um encontro.
Ethan é tudo o que Alek gostaria de ser: confiante, livre e irreverente. Apesar de estudarem na mesma escola, os dois garotos pertencem a mundos diferentes. Enquanto Ethan é descolado e tem vários amigos, Alek tem apenas uma, Becky, e convive intensamente com sua família e a comunidade armênia.
Mesmo com tantas diferenças, os destinos de Ethan e Alek se cruzam ao precisarem frequentar um mesmo curso de férias. Quando Ethan convence Alek a matar aula e ir a um show de Rufus Wainwright no Central Park, em Nova York, Alek embarca em sua primeira aventura fora de sua existência no subúrbio de Nova Jersey e da proteção de sua família.
E ele não consegue acreditar que um cara tão legal quer ser seu amigo. Ou, talvez, mais do que isso.
One Man Guy é uma história romântica, comovente e engraçada sobre o que acontece quando as pessoas saem de suas zonas de conforto e ajudam o outro a ver o mundo (e a si mesmo) como nunca viram antes.
“Só sei que gosto de estar aqui com você e não consigo me imaginar querendo mais ninguém. Isso basta para você?”


A primeira coisa que me chamou a atenção foi a capa deste livro, achei um nível de fofura extrema, e estava coberta de razão neste pensamento, One man guy, é um livro que fala sobre escolhas, amizade, família, e como pode ser difícil para uma pessoa se descobrir e se expor diante de outras pessoas.

Aleksander Khederian um menino de 14 anos, vem de uma família tradicional Armênia, Alek vive a sua vida dedicada aos estudos e a rigorosidade dos pais não lhe permite ter muitos amigos, além de Becky, uma garota adorável que adora passar seus dias com seu melhor amigo vendo séries de tv e tomando refrigerante diet.

Porém os sentimentos de Becky em relação a Alek podem ficar um tanto balançados, mas quando o garoto demostrar ter apenas interesse na amizade deles, ao invés de afasta-la eles ficam mais próximos, com a menina o apoiando no que talvez seja a decisão mais delicada que tomou em sua vida.

Mas uma vez a família dele, está ali para decepciona-lo, já que ele aguardava pelas férias para poder ir ao torneio de tênis com as pessoas da igreja que frequentava, porém, o plano de seu pai foi completamente diferente o mandando para um curso de estudos extra. Mal sabia que lá Alek poderia conhecer alguém que iria mudar a sua vida monótona.

Ethan não tem medos, gay assumido, adora viver fora das regras, vive indo de Jersey a New York, rouba cigarros, tem muitos amigos e vive sua vida intensamente, e quando se vê  tornando se amigo de Alek, alguma coisa muda, e talvez ele queria mais que uma simples amizade.



Alek se vê diante de algo que nunca experimentou e segue suas vontades indo com Ethan e se deixando levar dentro de uma relação e de um novo amor que está entrando em seu coração, ele começa a se libertar de padrões. Agora ele era que superar barreiras para mostrar a sua família quem ele é verdadeiramente e  esta declaração fará com que talvez seus pais o surpreendam.

Michael Barakiva, nos apresenta uma linda história de amor, de amizade, e de superação. Um livro que tem dois personagens únicos e lindos, que nos deixa cheio de sentimentos bons no coração.

Dou quatro notas musicais para One man guy, e super recomendo essa leitura. 



Um grande abraço e até mais.

Ficha Técnica:
Autor: Michael Barakiva
Páginas:184
Ano: 2015
Editora:Leya
Skoob: One man guy

22 comentários

  1. Realmente a capa é bem fofa. Ultimamente está sendo comum livros com essa temática, o que é bem legal por que na literatura tem espaço para todo tipo de história e pode ajudar várias pessoas a se compreenderem melhor e se aceitarem.

    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Eu não conhecia o livro e fiquei encantado. Esses dias estava procurando obras com temática LGBT, mas queria na literatura nacional, caso você conheça alguma me avise por e-mail (victor-aguiar-hp@hotmail.com). Por outro lado, eu achei a sua resenha incrível, retratou muito bem como foi a sua experiência com o livro, amei e a capa é realmente muito fofa! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  3. Que livro interessante, ele já me ganhou pela capa, muito fofa e chamativa que dá vontade de ler! E a história parece ser muito boa também, cheia de reflexões e ensinamentos! Parabéns por tua resenha, ficou ótima!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  4. Oi Fabiana!
    Que gracinha! Já amei esse livro :)
    Gosto de histórias que mostram a evolução e a mudança dos personagens, nesse caso, a chegada de um amor e uma nova descoberta para Alek.
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Olá
    A capa chama mesmo a atenção, especialmente as cores fortes, gosto de histórias em que os personagens querem encontrar seus próprios caminhos. Mas estou me descobrindo sem muita paciência para dramas adolescentes o último que li acabou sendo uma chateação, então vou esperar mais para me decidir sobre este livro.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?

    Nunca tinha lido um livro com esse tema, e esse sinceramente chamou a minha atenção. É bom variar os temas de vez em quando. Vou atrás desse livro. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  7. ola, tudo bem?
    Achei a sua resenha bem legal, e fiquei bem curiosa para conhecer mais sobre o livro, dica anotada!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Essa premissa do livro me lembrou demais Aristóteles e Dante descobrem o segredo do Universo que fala também sobre descoberta, amor e aceitação na adolescência.

    Super gostei e anotei a dica.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oláa
    Bela resenha, capa muito fofa mesmo. Não faz meu estilo de leitura, mas acabei ficando curiosa com a história.

    ResponderExcluir
  10. Fabiana que indicação maravilhosa garota! Eu realmente não conhecia essa obra e me vi perdidamente apaixonada, gosto de obras que abordam romances de pessoas do mesmo sexo, sempre se tornam os melhores para mim, ótima resenha e a capa está linda.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Fabiana
    A começar que a capa é bem fofa! Ainda não tinha visto essa publicação da Leya. Confesso que a sinopse não chamou lá minha atenção, mas tendo você elogiado acho que poderia dar uma chance.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  12. Olá! Gosto de ver a diversidade da vida representada na Literatura. Já vi obras do David Levithan, inclusive o que ele escreveu com o John Green, e o 1 + 1 = A Matemática do Amor, do Augusto Alvarenga e do Vinícius Grossos. Não conhecia este livro nem este autor, mas gostei mesmo da indicação e dos pontos que você abordou sobre a sua experiência. Obrigada!

    ResponderExcluir
  13. Olá, a capa esta linda e sua resenha ficou muito bem construida, focando em pontos importantes da obra, acredito que a liberdade de falar de um assunto cada vez mais presente em nossa sociedade é de extrema importancia!

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Eu li a obra esses dias e amei! O Ethan é muito amor e o Alek é um fofo! Só odiei a mãe do Alek, uma chata insuportável!

    ResponderExcluir
  15. Oiii!!

    Eu não conhecia a obra, mas eu achei uma gracinha! Gosto desse tema é da forma como foi escrito, é leve envolvente!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    A capa desse livro realmente é muito fofa. Tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não tive oportunidade de ler. Alek pode ter sido criado por uma família tão religiosa deve ter sofrido bastante para contar a sua família, ainda bem que ele encontrou Ethan para mostrar que é necessário se aceitar!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  17. Heiii, tudo bem?
    Sou doida pra ler esse livro.
    Acho a capa uma fofura e a ideia do livro tb me encanta.
    Gostei demais de conhecer melhor sobre o enredo, seria uma leitura com certeza prazerosa.
    Vou ler com certeza.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  18. Oi Fabiana, sua linda, tudo bem?
    Que capa mais fofa!!! Não conhecia o livro, mas fiquei encantada. Gosto muito quando os autores retratam dramas familiares, fico muito envolvida e acabo me colocando no lugar dos personagens. As mensagens que o livro traz são lindas. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá! Fiquei encantado por essa capa, estou naquela vibe de romances e esse com certeza vai se encaixar muito bem, adorei sua resenha e já vou marcar na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  20. Olá,

    Não leio muitos livros com a temática LGBT, e sempre anoto aqueles que acho mais interessante. Já "conhecia" essa obra, porém não tive a oportunidade de lê-la. Achei a premissa da história muito bacana e tenho expectativas boas para essa leitura.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Olá.

    Eu conhecia esse livro só de capa, mas não sabia do conteúdo. Agora lendo sua resenha, vi que a história é bem bonita, né? Gostei bastante da premissa e fico feliz que você tenha gostado. Espero ler em breve!

    Beijos,
    Respire Literatura

    ResponderExcluir
  22. A capa desse livro é realmente fofa, e achei a premissa bem legal. Mas como já passei da adolescência há bastante tempo estou lendo menos histórias assim, e como já li algumas parecidas com essa vou preferir passar a dica, pelo menos por enquanto.

    ResponderExcluir