Tua, minha, da sociedade

02 março 2017
  Com todos os avanços da tecnologia é muito fácil exibirmos nossas vidas na Internet, por mais perigoso que seja. Rede social, onde todos nós vivemos uma bela mentira. Vemos corpos perfeitos, vidas perfeitas, mas nada é perfeito.

  Grande parte das fotos que vemos, tem efeitos, o mínimo que seja mas tem. Não estamos satisfeitos com nada, se temos cabelo liso, queremos ondulado; se temos ondulado queremos liso. O dia em que estivermos felizes do jeito que somos e com a vida que temos, não existirá mais redes sociais, mas sim, redes privadas. É muito fácil mostrar o que não é nosso.
 
A culpa não é da Internet por perdermos mais de 12 horas do nosso dia grudados no celular, o que vemos lá é o que nos atrai. Em nossas casas podemos ser rodeados de pessoas, mas não somos compreendidos, ali, na Internet, achamos alguém que nos entenda. Aonde iremos passar mais tempo? 
  Não questione por que seu filho não passa tanto tempo com a família como passa com o celular, questione se ele é entendido. Na Internet, criamos uma realidade que não nos pertence, para que todos olhem curtam a nossa vida e comente sobre a nossa vida. A culpa é nossa por sermos viciados em algo que utilizamos do modo errado!

6 comentários