Resenha: Quando a Música Termina, @amazonBR

12 maio 2017
Sinopse: Qual é o som de um coração partido? Como um amor predestinado vai de uma nota agradável a uma sinfonia apaixonada?Erin James ama duas coisas na vida: seu oboé e a melhor amiga Sheridan. Contudo, é o irmão mais velho de Sheridan, Sean, que arrebata o coração de Erin. Sabendo da paixão da amiga, Sheridan arma para unir o casal. Sean, inicialmente, fica na dúvida sobre sair com Erin. Mas quando percebe o quão especial é a jovem musicista, seu coração se rende.Mas a maravilhosa música que é o desabrochamento do romance de Erin e Sean fica tensa quando Sheridan é atacada pelo namorado. Agora, os amantes lutam para apoiá-la enquanto outro problema se aproxima: como Erin pode ir para a faculdade e estudar música sem perder o amor de sua vida?Quando a música termina, o que a vida trará para esses amantes atormentados? NOTA: este é um romance sensual e contém cenas de sexo.

Olá pessoal, tudo certinho? Hoje vamos falar de um livro fofinho que está saindo aqui no Brasil de forma independente. É um romance para quem gosta de histórias de superação, amor e muito sonho. Mas vamos lá.

Erin tem dois amores em sua vida: o seu Oboé e Sean. O primeiro é o instrumento com o qual ela externa todo seu amor reprimido. Ela é uma jovem completamente negligenciada pelos pais, que tem amor de sobra para dar e, uma necessidade vital em recebê-lo. Ela só encontra isso com sua amiga Sheridan, irmã do seu outro amor. Sean! Ela o amou desde sempre e sempre que pensava no seu futuro ele estava incluído, mas sua timidez e a diferença de idade não a deixaram seguir a diante com seus sonhos.

Sean sempre gostou da amiga de sua irmã, mas exatamente por ela ser mais nova, ele decidiu que o ideal era manter-se distante para que a paixonite de juventude dela passasse e ele também conseguisse esquecê-la. Mas Sheridan sabia que esses dois queriam estar juntos, mas não dariam o primeiro passo, então ela resolve dar um empurrãozinho. Apesar de suas reservas, obviamente, Sean não resiste a insistência da irmã e acaba por levar a amiga ao baile. Gente poderia ser tudo igual a outros bailes e outros livros, não fosse a música que toca quando eles vão dançar a música lenta. Pontos positivos só por esse pequeno detalhe.(Amooo)

 – Consigo farejar uma trama de Sheridan Murphy a quilômetros de distância. Ela é minha irmã, não se esqueça.
Mas nem só de alegrias vive esse trio, e nessa mesma noite onde o Erin e Sean se conectam, Sheridan passa pela maior provação de sua vida e a partir desse momento, a vida que antes se mostrava muito favorável a elas, mostra sua face cruel e dolorida, cada uma a seu jeito. Apesar de manterem seu relacionamento, mesmo que em segredo, o momento de partir para a faculdade está chegando. Erin e Danny estão se mudando para conseguirem sua graduação, elas só não contavam que suas vidas novamente mudariam tanto e de formas inesperadas.
 [...] mas quando sentiu as primeiras notas da melodia, ela deixou de existir. Tudo era notas, ritmo, crescendo e diminuindo, e emoção, até que o pensamento consciente se tornou não só desnecessário, mas impossível.
Tudo que Erin queria era se graduar e retornar para casa e ter sua família. Tudo o que Sean queria era que ela encontrasse seu lugar numa grande orquestra e fosse uma musicista famosa. Os dois queriam tanto e não dividiram nada, e por isso, afastaram-se e cada um seguiu suas vidas. Cada um com sua dor. Cada um com sua frustração, quando na realidade eles queriam exatamente a mesma coisa. E o desenrolar dessa história nos fará repensar nossas escolhas e refletir se as que fazemos em nossa vida são nossas ou tomadas por influência do desejo dos outros.
 – Não tenho um lar para onde ir. – Ela deixou o assunto aprofundar, se perguntando se ele finalmente entenderia. Ele a olhou em silêncio, como se estivesse tentando ler uma história em suas feições. – Lar é onde quer que decida ir.
Achei que em alguns momentos a escrita da autora parecia coisa de outro século pelos termos usados, não que isso tenha prejudicado a leitura, mas me causou alguma estranheza. A autora também optou por detalhar algumas cenas que eu particularmente achei desnecessárias, mas é algo que está bem presente no jeito de escrever dela. Gostei do desenrolar e do progresso de todos os personagens e já estou muito curiosa pelo livro da Sheridan.

Então esse é aquele livro de romance docinho, no estilo dos romances de banca. Vai nos acalentar, vai nos fazer pensar e quem sabe deixar rolar uma ou outra lágrima, mas com muito carinho. Leitura aprovada e recomendada!



Quatro notas musicais, ao som de I Swear do All-4-One.


Ficha Técnica:
Autor: Simone Beaudelaire
Páginas: 220
Editora: Creativia
Ano: 2017

Até mais

13 comentários

  1. Parece ser um livro bem rápido de ser lido porém não faz muito o meu estilo, a capa é linda.

    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  2. O primeiro parágrafo da sua resenha me deixou master animada, porque adoro livros com romance e superação. Mas talvez a linguagem da autora pudesse me cansar um pouco. Ainda assim, quero ler.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. A capa e o título já encantam... Fiquei bem curiosa e adoro esse estilo de livro para curar ressacas literárias.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu não conhecia nada a respeito dessa obra, mas também não me senti convencido de querer fazer a leitura. Escrita formal de mais as vezes irrita de mais né? Sem falar o fato de dádetalhe onde não deveria ter tanta atenção kk. Achei bacana a resenha, mas passarei a sua dica de hoje. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi, Anastacia
    Ainda não conhecia o livro, mas gostei da dica. Gosto de romances fofos e simples. Uma pena que o livro tenha alguns defeitos, mas acho que a história de superação e romance deve valer mesmo a pena.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  6. Oie! Tudo bem?

    Primeiramente amei seu layout! Bem diferente e criativo! Segundo, não conhecia esse romance, mas acredito já ter topado com a capa dele por ai! Sobre a história por se tratar de um romance, por enquanto passo a dica, mas deixei a dica anotada para futuramente realizar a leitura!

    Bjss

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Não o conhecia, mas só leria se não fosse de epoca, eu não curto esse gênero, mas a premissa, com algumas mudanças, pode acontecer esse ano também.

    ResponderExcluir
  8. Oioi
    Que bom que o livro te deixou tão apaixonada, mas infelizmente não me atraiu muito, não sou fã de romances então procuro alguns diferenciais que não vi nesse livro, quem sabe mais para frente.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Logo no começo da resenha o livro já ganhou meu coração, amo livro com história de superação, sonhos e muito amor. Outro ponto que me deixou bastante curiosa, foi a oportunidade de refletir sobre as escolhas que fazemos e o quanto elas são influenciadas pelos outros. Vou add o livro na minha lista, quero conhecer esse trio!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Não conhecia o livro, mas por ressalvas como descrições desnecessárias já me desanimam.
    Gosto de romances de banca, então acredito que a história em si, vai me cativar.

    Até mais!!
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Amores docinhos e leves estão entrando na minha lista de desejados, porque estou num período tenso e a leveza deles me deixa relaxada e mais propensa a voltar a realidade.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá! Preciso ler um livro desse tipo, superar o amor que perdi, sei que vou chorar, tenho coração mole para essas coisas. Dica anotada, vou até abrir uma brecha e ler em ebook. Gostei da vibe da história.

    ResponderExcluir
  13. Olá! Amei a capa e adorei saber sobre a história! Amo romances de adolescência que perduram a vida toda! Fiquei encantada em saber sobre o oboé, pois amo música! Quero muito ler, talvez até derrame umas lágrimas! Fiquei curiosa.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir