Resenha: Sweet, @Verus_Editora

03 maio 2017
Sinopse: Boyce Wynn é um cara ferido e selvagem, mas resiliente. Pearl Frank sempre foi uma garota obediente, mas agora está inquieta. Quando volta para sua cidadezinha, em crise com sua escolha profissional, Pearl tem duas certezas: Boyce é exatamente aquilo que ela deveria evitar — e tudo o que ela mais quer. Ele é rebelde e barulhento. Indiferente ao que as pessoas pensam dele. Intenso. Forte. Perigoso. Mas Boyce tem mais uma característica — algo que ele esconde de todos, exceto de Pearl: ele é doce. Neste volume da série Contornos do Coração, você vai conhecer a história de dois amigos conforme eles descobrem que sempre foram mais que isso — além de rever personagens conhecidos, como Lucas e Jacqueline.

As lágrimas mais amargas derramadas sobre um túmulo são aquelas choradas por palavras que não foram ditas e por coisas que não foram feitas.
Harriet Beecher Stowe.

Oi pessoal, tudo certinho?!? Hoje vamos conversar sobre esse livro que é um dos queridinhos da minha estante. A série Contornos do Coração é realmente fantástica... esperando aqui com muita dor no peito e ansiedade a publicação de Brave, quarto volume da série, até o momento sem previsão.

Boyce passou sua infância acreditando em heróis, mesmo com a vida sofrida que tinha, afinal ele tinha seu herói particular, seu irmão mais velho. Só que apesar de nunca se achar digno de nada, ele era o herói particular de Pearl, desde que a salvou em um episódio de afogamento, mas ele era muito mais que isso para ela, sempre foi. Ele sempre quis ser, mas sempre julgou não ser possível, passou a infância e adolescência sendo vítima de abuso por parte de seu pai, acabou criando em si a necessidade de se depreciar.
Mas a razão pela qual não pretendia morrer era que eu estava livre, finalmente livre daquele velho cruel sem coração.
O tempo passou, eles foram crescendo, a mãe de Pearl casou com um homem muito rico e prestigioso e ela passou a fazer parte totalmente do clube das perfeitinhas populares lideradas por sua melhor amiga, Erin, que um dia foi seu algoz. Boyce a reconhece na hora, mas como ela prefere fazer de conta que é outra pessoa assim ele permite e, assim eles constroem uma amizade sólida, mas que só existe no mundinho deles. A paixão de ambos os coloca nos braços um do outro, mas também é o motivo pelo qual se afastam completamente.

Nunca vi um personagem tão sofrido e tão maltratado pela vida, não se tornar um verdadeiro bad boy, ou no mínimo um belo babaca. Boyce não é, nem de perto, nenhuma dessas opções. Ele é trabalhador, justo e um cara apaixonado por sua melhor amiga de sempre, mas sabe que não jamais será merecedor de se declarar a ela, principalmente agora que ela está longe.

Mas as escolhas de Pearl a levam de volta para casa, e por sua escolha ela acaba precisando de um lugar para morar e Boyce a oferece um quarto em seu trailer para sua amiga e aí como conviver com essa menina que povoa seus sonhos há tantos anos tão pertinho e se manter um cavalheiro?! Difícil né? Pois é, mas quando dois querem, os dois brigam, ops, o ditado não é esse, mas aqui vale completamente.
Passei quatro anos sentindo falta do mar como se faltasse um pedaço de mim. Não quero viver em uma cidade grande. Quero praia. Quero o oceano. Quero isto aqui. Sempre amei esse lugar.
Apesar da óbvia conotação de diferenças sociais dentro da história, há que se deixar claro que esse não é o impeditivo da relação deles, inclusive o padrasto de Pearl é um personagem muito justo, e que recebeu ela e sua mãe de coração aberto, sem nunca avaliar as origens delas e nunca fazer com que ela se sentisse indesejada em seu mundo. E Boyce por sua vez, apesar de achar que não era merecedor do amor dela, não tinha medo de desbravar seu mundo, mesmo que a amizade sólida deles, fosse uma espécie de “segredinho sujo”.
Diferente de quase todo mundo no meu círculo de amigos, Boyce Wynn não tinha nenhum problema em ser descaradamente inadequado e se ridicularizar por isso.
A autora nos mostra todas essas diferenças pelo ponto de vista deles, ele que se acha indigno por suas origens de querer ficar com uma menina rica, inteligente e linda. Ela que se acha pouco para o cara mais lindo, inteligente e desejável que já conheceu. Assim como Lucas e Jaqueline (casal amado de Easy e Breakable) esses dois vão conquistar seus corações de uma maneira inexplicável, e quando perceberem já estarão suspirando por ele, mas nem só de glórias vive o livro, e por consequência a série.
Para meu coração, ele era a agulha de uma bússola, uma força gravitacional.
A história é maravilhosa, a Tammara cria um universo bem tangível, mas esse não é um livro para crianças, acho que uma classificação +16 é totalmente aceitável, então se o livro não é para crianças alguém me explica o motivo do uso do termo “pinto”?? Sério gente, não ficou bem. Não ficou fofinho, não ficou legal, simples assim. Não tirou nada da história, só acho que, particularmente, ninguém usa essa palavra para uma conotação sexual entre adultos.

Obviamente o livro não perde seu brilho e nem sua emoção e com certeza ganha cinco estrelas.

 

Ficha Técnica:
Autor: Tammara Webber
Páginas: 322
Editora: Verus
Ano: 2015
Skoob: Sweet 

Até mais


2 comentários

  1. Hahahahah odeeeio quando vejo um "pinto" num livro. Coisa mais desanimadora, meu Deus! hahahahah
    Te falar que eu era (sou) louca por Lucas. Li os dois livros suspirando, com os olhinhos brilhando, vomitando arco-íris.
    Aí eu sabia que viria o Boyce, mas tinha na cabeça que ele não ia chegar aos pés do meu amado Lucas............ Ledo engano! O que é Boyce, minha gente?
    Só acho que devia ter outro livro pq esse grandão merecia e nós também. <3
    Série maravilhosa!

    ResponderExcluir
  2. Hahaha adorei o comentário do "pinto".
    Esses caras assim acabam com nossos corações, a um tempo não leio livros como esse e me interessei.
    Obrigada pela dica, pela boa resenha. Que venham mais!! ��

    ResponderExcluir