Salvaged de Jay Crownover

24 maio 2017

Olá pessoal, tudo certinho??? Então esse mês a editora V&R começou a publicar a série Saints of Denver da autora Jay Crownover, o primeiro livro, Amor Aprisionado (Leveled, no original, resenha AQUI), já está disponível em E-Book e em Formato Físico.

Entretanto a série já está indo para o quarto livro nos EUA com o livro Salvaged, algo como Salvamento em tradução livre. E nós trazemos para vocês em primeira mão a sinopse e um pequeno trecho, em tradução livre, para que vocês já preparem seus corações. Apesar de Saints of Denver ser um spin-off de Homens Marcados, vocês podem ler os livros individualmente, mas se vocês conhecem a primeira série saberão quem são os personagens, pois eles já foram citados em Chamas do Passado e Desejos do Destino.


Sinopse: Hudson Wheeler é um cara legal. Todo mundo sabe disso, incluindo sua noiva que o deixou com um casamento cancelado e um bebê a caminho. Ele está cansado de ser o último e está pronto para começar a viver o momento com noites embebidas em uísque, carros rápidos e ficadas mais rápidas ainda. Ele está pronto para começar a viver no limite, mas quando ele conhece Poppy Cruz, os olhos tristes no rosto mais lindo que ele já viu, o acordam imediatamente. Wheeler pode ver a dor de Poppy e tudo o que ele quer fazer é cuidar dela e fazê-la sorrir, fazendo o que for preciso.Poppy não se lembra de uma época em que ela não via estranhos como inimigos. Depois de uma vida inteira sendo ferida pelos homens que juraram protegê-la, Poppy está decidida a manter-se a salvo, mantendo todos os homens à distância. O sorriso sexy de Wheeler e as mãos ásperas das horas restaurando carros clássicos não devem cativá-la, mas cada vez que está com ele, mais perto quer estar. Embora ela tenha medo de confiar novamente, Poppy logo percebe que pode doer ainda mais afastar Wheeler – e os sentimentos intensos estão tornando quase impossível resistir a ele.A única coisa de que Poppy tem certeza é que seu coração precisa de um sério conserto e quanto mais tempo ela passa com Wheeler, mais ela está convencida de que ele é o único homem com as ferramentas para consertá-lo.
Pois eu estava muito ansiosa para conhecer essa história completa, mas para ficar doidinha junto com vocês, a autora liberou esse trecho e já quero o dia 20 de junho para ontem (risos). Curiosos?? Confiram:

“Poppy
Eu virei a esquina no final do meu quarteirão e parei. O filhote tomou isso como um sinal que nós tínhamos terminado o passeio e começou a saltar e dar patadas em minhas canelas. Ele gemeu para mim até que eu o peguei, e assim que ele conseguiu chegar ao meu rosto, sua pequena língua começou a correr por todo o meu queixo e bochechas. Eu me perguntava se ele poderia sentir a tensão que deixou meus membros rígidos e a ansiedade que apertou todos os meus músculos. Senti minha respiração travar na parte de trás da minha garganta e não havia como parar meus olhos de piscar rapidamente para ter certeza que o que eu estava vendo era real e não um produto da minha imaginação.

Parecia uma daquelas cópias de arte em preto e branco que penduravam em todos os restaurantes que eu já tinha comido. O que era uma viagem para outra era, quando era legal, era algo que você usava e não comprava na Amazon. Ele estava encostado em um carro preto e prateado que parecia estar na capa de uma revista de carros turbinados e não estacionado em uma rua movimentada de Capitol Hill. Usava jeans escuros e um casaco de lona escura que tinha o logotipo de sua oficina bordado na frente. Seus tornozelos estavam cruzados na calçada na frente dele e um pé saltava para cima e para baixo, dando a impressão de que ele estava esperando por mim por um tempo. Seus braços estavam cruzados sobre seu peito e seus olhos estavam trancados nos meus enquanto eu ficava parada, sem saber o que fazer. Ele era carismático sem esforço, irradiava dele. Eram partes igualmente intimidadoras e irresistíveis. Eu estava insegura se meus pés queriam me apressar em direção a ele ou me fazer correr o mais longe possível dele.

O cachorro tomou a decisão por mim. Vendo outro ser humano, e assim outra oportunidade para patadas e saltos, ele jogou seu pequeno corpo balançando dos meus braços antes que eu pudesse reagir. Ele bateu no chão com um pequeno grito e então correu para a direita para Wheeler. Deixei escapar um suspiro e saí depois dele pensando que eu poderia pegar o fim da guia que estava atrás dele. Eu não queria que ele fosse para a rua ou desviasse para o quintal de um vizinho. Eu estava há anos-luz de ser capaz de lidar com um confronto com um estranho hostil que não quisesse o filhote de cachorro em seu espaço.

Eu não precisava me preocupar porque Wheeler empurrou sua magra e longa estrutura para fora do lado polido do carro e alcançou o animal que brincava distante apenas alguns passos. Ele se agachou quando o filhote se atirou em seus braços e pegou o feixe agitado em um movimento fluido. Então ele estava levantando de volta até sua altura máxima, o que significava que ele estava ficando muito maior que eu quando me movi para onde ele estava de pé. Eu estava envergonhada de como fiquei sem fôlego. Eu devia ser mais forte do que eu era antes, mas eu mal aguentava uma pequena corrida até meu prédio ou a forma como meu coração disparou ao vê-lo.

Eu balancei a cabeça e coloquei minhas mãos em meus quadris enquanto eu olhava para cima e para aqueles olhos árticos. Ele estava acariciando o filhote debaixo do queixo e olhando para mim com os olhos cerrados  e um tanto irritados. "Por que você não tem um casaco?"

Não era o que eu estava esperando, mas sua pergunta me lembrou que eu estava com frio e que o moletom leve que tinha o logotipo de Saints of Denver nele não estava fazendo muito para manter a friagem longe da minha pele. A camisa veio da loja de tatuagens onde Rowdy e Salem trabalhavam e era provavelmente a roupa mais excitante que eu tinha no meu armário. Era a única coisa que eu possuía que era brilhante e colorida. Esfreguei meus braços para cima e para baixo e disparei minha própria pergunta de volta para ele. "O que você está fazendo aqui?"

O filhote de cachorro latiu como se estivesse me dizendo para não ser rude, mas eu estava perturbada pela aparição inesperada de Wheeler, e não a típica inquietação que eu lutava porque ele era um homem que eu não conhecia. Foi o tipo de inquietação que fazia partes do meu corpo que queria esquecer reagir a um homem atraente me sentindo quente e formigando. O tipo de inquietação que me tinha involuntariamente me inclinando mais perto dele, como ele começou a mudar para que ele pudesse puxar sua jaqueta pesada de um braço sem deixar de ir do cão.

"Eu queria falar com você sobre o cachorro. Você já encontrou alguém para adotá-lo? "Ele deslocou o filhote de cachorro para seu braço agora nu enquanto eu via a quantidade interminável de tinta que cobria sua pele flexível se mover sacudir seu outro braço livre do casaco.

"Uh ... não realmente." A verdade era que eu não estava realmente me esforçando em encontrar alguém, porque eu não queria que o cachorro fosse embora. Em apenas alguns dias eu tinha me apegado surpreendentemente, embora eu soubesse que eu não estava autorizada a mantê-lo em meu apartamento. Eu tinha perguntado porque Dixie manteve Dolly, mas o senhorio informou que eles tinham direito adquirido antes das leis sobre pitbulls em Denver mudar. Meu pequenino não teve essa sorte.

Minha resposta fez Wheeler rir. Ele olhou para mim silenciosamente enquanto ele estendia o casaco que ele tinha tirado em sua mão livre.

"Coloque isso." Eu olhei para ele como se ele tivesse começado repentinamente a falar russo até que ele sacudiu o casaco novamente e franziu a testa para mim. Sua voz era séria e não deixava espaço para discussão quando ele repetiu o comando. - Coloque isso, Poppy.”



E aí curtiram? Eu amei... Então para a galera que lê no idioma original está rolando uma promoção. Quem comprar o livro na pré venda ganhará dois brindes, um Doodle para colorir de Saints of Denver, que como vocês sabem a Jay tem muitos amigos artistas então deve ser algo muito legal e um trecho de Dignity, basta comprar na pré venda e preencher o formulário nesse LINK e a partir do dia de 20 de junho você receberá em seu e-mail.

Quem nos acompanha sabe que sou louca pela Jay e por seus personagens coloridos. Então vocês que ainda não conhecem a autora, abaixo os links para encontrá-la nas redes sociais e em seu website:


Até mais!

2 comentários

  1. Eu não conheço a série, mas imagino que ela já tenha muitos leitores <3
    O trecho, mesmo em tradução livre, despertou minha curiosidade!!

    Beijocas,
    Thati Machado.
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
  2. Tem como comprarmos uma máquina do tempo Anastácia? Uau!

    ResponderExcluir