Resenha: Star Wars - O Fio da Navalha, @univdoslivros

25 julho 2017
Sinopse: Quando Rebeldes se chocam com Renegados, é o Império que pode proclamar a vitória final.São tempos de desespero para a Aliança Rebelde. A perseguição do Império e a escassez de suprimentos vitais estão atrasando a construção de uma nova base secreta no gelado planeta Hoth. Quando mercadores da Orla Média oferecem preciosos materiais, a Princesa Leia Organa e Han Solo lideram uma delegação da Aliança para negociar um acordo.Contudo, quando uma traição força a nave rebelde a fugir para um território controlado por piratas, Leia faz uma chocante descoberta: os ferozes saqueadores vieram de seu planeta natal, Alderaan, recentemente destruído pela Estrela da Morte. Esses refugiados se voltaram ao saque e à pilhagem para sobreviver – e estão endividados com uma armada pirata, que entregaria imediatamente a Princesa Leia para o vingativo Império… se descobrissem sua verdadeira identidade.Lutando contra intensos sentimentos de culpa, lealdade e traição, Leia passa a ajudar seus súditos desvirtuados, mesmo com as forças imperiais cada vez mais próximas de sua nave avariada. Encurralados entre piratas letais e opressores brutais, Leia e Han, junto a Luke, Chewbacca e uma tripulação pronta para o combate, precisam desafiar a morte – ou abraçá-la – para manter a rebelião viva.
Eu sou uma pessoa extremamente suspeita para falar de Star Wars, então quando a Naná me perguntou se eu gostaria de ler O Fio da Navalha, um dos livros que contam as aventuras da Aliança Rebelde após a destruição da Estrela da Morte é obvio que eu topei.

O Fio da Navalha é parte da duologia Império e Rebelião, que faz parte do universo expandido de Star Wars. Em O fio da navalha vemos um pouco do que aconteceu após a Batalha de Yavin, que também é conhecida como A Batalha da Estrela da Morte, que resultou na destruição da primeira estrela da morte (aquela que destruiu Alderaan).

A história se passa pouco antes dos acontecimentos do Episódio IV - O Império contra ataca. Neste livro podemos identificar a força e presença de Leia Organa, e apesar de não ser considerado um dos livros cânones da série é uma das maiores aventuras descritas da personagem.

A princesa Leia e Han Solo lideram uma missão para adquirir suprimentos para a nova base rebelde em Holt um planeta gelado e com condições bem precárias para uma base. O que impressiona em O fio da navalha é a força das personagens femininas, além da Princesa Leia. Porém essa não é uma aventura somente de Leia, contamos com a interação dela com Han Solo, Luke e Chewbacca.
Leia quis responder com o mesmo sarcasmo, mas sua cabeça doía muito para que pensasse em algo na medida certa. Ela estava cansada demais até mesmo para espiar o balanço dos quadris de Han enquanto ele ia embora pelo corredor. Não que devesse ficar olhando, Leia disse a si mesma.
O livro trás uma aventura incrível, quando o grupo rebelde é atacado por uma nave do império eles começam a desconfiar de um vazamento, um traidor e se não bastasse a grupo que iria negociar com eles é atacado por piratas.

Pode-se sentir a dor profunda de Leia ao descobrir que uma das naves de defesa de Alderaan se tornou fora da lei e age como pirata, capturando cargas e pessoas.  A destruição do planeta tem uma forte influencia sobre a princesa e ela faz de tudo para se redimir de algo que todos sabem que ela não tem culpa.
Mas leia era um caso especial. Ela foi a única que assistiu a tudo de camarote da estrela da morte, e era a única que se sentia pessoalmente responsável. Era demais para uma pessoa, mesmo para Leia, e houve momentos em que Han enxergou essa dor que a dilacerava por dentro. Ele se sentia frustrado por ela se sentir culpada, mas ele sabia que não havia nada que pudesse dizer que não fosse piorar as coisas, ou apenas terminar em uma discussão acalorada entre os dois.
Outro ponto importante na história, apesar de não ser o foco, é a interação de Leia e Han (nosso ship eterno). O que gostei mais nesta narrativa é o modo como Han admira e respeita (acata) as decisões tomadas pela princesa, mesmo quando elas são perigosas e inconsequentes.
[...] Leia já era tão eximia em dispensar o argumento de que a princesa-não-deveria-se-arriscar que Han sabia que não adiantava ninguém tentar discutir.
Eu amei o livro, e tenho que dizer que todos deveriam ler sobre o universo expandido de Star Wars, para conhecer um pouco mais sobre cada um dos personagens e assim ter uma nova visão sobre essa história épica que ainda tem muito a nos revelar.

Além do livro O Fio da Navalha, a Universo dos livros também lançou, através do selo Universo Geek:

A Origem e a Lenda de Obi-Wan Kenobi; 
Ascensão e Queda de Darth Vader;
Uma Nova Esperança – A Vida de Luke Skywalker

A edição está maravilhosa, confortável de ler e muito bem acabada. O livro é bem acelerado, como se estivéssemos junto com o grupo rebelde, pensando em cada próximo passo e desenvolvendo muitas estratégias para combater os inimigos que se apresentam! Recomendo muito a leitura!

Ficha Técnica:
Autor: Martha Wells
Páginas: 352
Editora: Universo dos Livros - Universo Geek
Ano: 2017
Resenha feita por Paty Vahl

Um comentário