Resenha de A Guerra que Salvou a Minha Vida, @DarkSideBooks

16 agosto 2017
Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando. Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor. Kimberly Brubaker Bradley consegue ir muito além do que se convencionou chamar “história de superação”. Seu livro é um registro emocional e historicamente preciso sobre a Segunda Guerra Mundial. E de como os grandes conflitos armados afetam a vida de milhões de inocentes, mesmo longe dos campos de batalha. No caso da pequena Ada, a guerra começou dentro de casa. Essa é uma das belas surpresas do livro: mostrar a guerra pelos olhos de uma menina, e não pelo ponto de vista de um soldado, que enfrenta a fome e a necessidade de abandonar seu lar. Assim como a protagonista, milhares de crianças precisaram deixar a família em Londres na esperança de escapar dos horrores dos bombardeios. Vencedor do Newbery Honor Award, primeiro lugar na lista do New York Times e adotado em diversas escolas nos Estados Unidos.

Esse, com toda a certeza, é um livro que (fazendo um trocadilho com o título) mudou a minha vida. Além de a edição ser fantástica, com marcador de fita de cetim e capa dura, a ilustração desse livro é magnífica, desde a capa às folhas internas. E a história, então? Com certeza um dos melhores livros que li até hoje, e olha que não foram poucos! A Darkside está de parabéns!

E qual não foi a minha sorte quando o Joinville Literária, grupo do qual faço parte nas redes sociais, pediu para que levássemos livros da DarkSideBooks para nosso encontro mensal? É claro que levei esse exemplar, e a nossa foto você confere abaixo. Estou acima, bem no centro. 

Resenha: Love Is In The Air, @Ler_Editorial

14 agosto 2017
Sinopse: Ah, o Amor! As dificuldades, os calafrios, os encontros inesperados, os pensamentos loucos...

Nos quatro contos de Love is in the air você vai conhecer lindas histórias, românticas e quentes, sobre esse sentimento cheio de altos e baixos. 
Eva Zooks, Tamires Barcellos, Catarina Muniz e Paola Scott apresentam contos ambientados em Londres — a terra da Rainha, do chá e de cenários incríveis — para você se apaixonar como nunca antes.
"Eu, que já sou fã incondicional da literatura erótica e amo escrever um livro hot, adorei!" - Nana Pauvolih
Olá pessoal, hoje é dia de resenha dessa antologia que foi organizada pela Beatriz Soares, do blog Saga Twilight Eternamente, que reuniu um time de primeira... O prefácio foi escrito por ninguém mais, ninguém menos que Nana Pavoulih, então prepare seu coração para conhecer esses contos lindos!!

Os contos foram pensados para comemorar o dia dos namorados, então sim teremos essa data representada em cada um deles. Cada uma a sua forma, cada um com o toque de cada uma das autoras.

Lembranças de um Outono em Londres é o conto da Eva Zooks é cheio de mistério e suspense que são inerentes a escrita da autora, e é impossível não lembrar de outra obra dela lendo o conto. Me encantei e apaixonei por Edmond, e com certeza o que deve ser nosso, assim será com barreiras físicas ou não, Gabi nos mostra isso claramente aqui.
Pegando uma das minúsculas flores, Edmond colocou-a presa na orelha de Gabriela. Olhando mais uma vez em seus olhos amendoados sentiu seu coração acelerar, tão grande era o amor que ele sentia.

Resenha: Determinada, @amazonBR

11 agosto 2017
Sinopse: Filha mais velha de uma família de quatro irmãos, Pietra se viu forçada a abandonar os estudos na adolescência para ajudar a mãe no sustento da casa, quando seu pai foi brutalmente assassinado. Essa tragédia foi determinante para que decidisse sobre sua carreira, dedicando-se com afinco a recuperar o tempo perdido, tornando-se então delegada. Agora, aos trinta anos, era conhecida por ser durona, não se deixando intimidar por nada nem por ninguém. E essa fama cobrava um alto preço na sua vida amorosa, já que os homens se sentiam acovardados diante de mulher tão segura e determinada.Até aquele sujeito aparecer, todo dono de si, enfrentando-a, desafiando-a, como nenhum outro o fez até agora, despertando-lhe sentimentos até então desconhecidos.Quando a empresa de Augusto se envolve em um escândalo na área de informática, sendo investigada pela polícia do Rio de Janeiro, ele se vê obrigado a lidar com essa delegada firme e decidida. E o modo de agir daquela linda morena, batendo de frente, falando de igual para igual não o inibe, pelo contrário, estimula nele um desejo voraz de conhecer a mulher por debaixo daquela armadura.
Olá pessoal, tudo beleza?! Hoje vamos conversar sobre o quarto livro da série Provocante. O livro do Casal TNT, aquele que é explosivo o tempo todo em todos os sentidos. A série Provocante é composta por cinco livros: Provocante, Ousada, Adormecida, Determinada e Protegida. Este último será lançado na Bienal do Rio esse ano, e terá resenha em breve. Se você não leu nenhum livro da série, pode conter spoilers!

Pietra aprendeu desde cedo que a vida não é fácil. O que vem fácil, vai fácil e leva junto sua dignidade. Desde a morte de seu pai teve que assumir a criação dos irmãos para ajudar sua mãe. Batalhou muito e hoje é uma delegada respeitada. Augusto cresceu sem muitas dificuldades, apesar de seus pais serem de origem humilde, eles construíram um império no ramo da construção civil e a família é muito próspera.
Não me deixava intimidar pelos sujeitos que apareciam à minha frente. Muitos, achando que por se tratar de mulher, podiam bancar os engraçados fazendo insinuações, até propostas indecentes. Com o tempo isso foi mudando, pois, minha reputação se espalhou. E ninguém mais tentava tirar casquinha comigo.

Resenha: Mares Tempestuosos, @amazonBR

09 agosto 2017
Sinopse: Um Corsário obstinado, que nunca se sentiu pertencente às regras impostas pela sociedade do Século XIX.Uma repórter curiosa, disposta a averiguar a verdade por trás do sumiço de sua amiga Laura Jameson.Um encontro mais do que inesperado e surreal, que transcende qualquer sonho que os dois pudessem ter sonhado.Sir Eric Longham e a intempestiva Melissa Rathbone precisarão aprender a enfrentar, juntos, as adversidades que surgirão à frente, mesmo que para isso se vejam diante de mares tempestuosos.
Olá pessoal, tudo certinho??? Vamos falar de um livro que foi muito desejado e ansiado pelas leitoras da Martinha, Mares Tempestuosos é um spin off de O Retrato da Condessa, ou seja, a história se passa naquele universo e o ideal é que você já o tenha lido antes de se aventurar com o pirata, ou melhor, Cosário.
Ele era conhecido como um pirata destemido em qualquer lugar onde fosse seja por mar ou por terra.
Quando Eric salvou Laura, em o retrato da Condessa, eu achei que ainda teria muita treta por lá, mas não foi o caso. Ficamos todas com o coração partido pelo piratão que acabou ficando sem uma linda donzela exportada do XXI, mas aí eis que suas amigas do século atual ficaram muito assustadas e temerosas com seu sumiço, então enviaram a única que poderia descobrir tudo sem correr o risco de se encantar pelo século que não oferecia as comodidades eletrônicas: Melissa.

Lançamento: Química Perfeita de Simone Elkeles - @globo_alt

08 agosto 2017
Oi pessoal!
Dei uma sumidinha né?
Mas hoje vim recompensar meu sumiço trazendo um lançamento super desejado pelas leitoras brasileiras, pois o mesmo já havia sido publicado por aqui, mas a editora saiu do mercado e por causa disso a edição não estava mais disponível para compra. E eis que a maravilhosa Globo Alt adquiriu os direitos de publicação e tá trazendo essa belezura de livro todo repaginado. 😍


SINOPSE
Brittany e Alex são de mundos opostos: ela é a menina perfeita com um futuro brilhante pela frente, ele o membro de uma gangue perigosa que não tem nada a perder. Os dois não teriam nenhum contato um com o outro, se não tivessem sido forçados a ser parceiros nas aulas de química do último ano. Alex sabe que qualquer relação que Brittany tenha com ele pode colocar em risco sua reputação impecável de boa aluna e namorada dedicada e, por orgulho e diversão, aposta com os amigos que consegue fazer com que ela saia com ele. No entanto, quanto mais se aproximam, mais fica evidente que eles têm algo em comum que ninguém parece perceber: nenhum dos dois é o que se esforça tanto para ser.

Resenha: Deixados para trás, @EditoraCharme

Sinopse:“Duas histórias tão profundamente interligadas que você achará que sabe como as duas se conectam... mas estará errado.
Zack Martin
No dia em que conheci Emily Bennett, meu mundo mudou completamente. Sim, éramos apenas crianças, mas eu tinha idade suficiente para saber que minha vida nunca mais seria a mesma. Ela era minha melhor amiga. Minha sina. Meu destino... Eu só não imaginava quantas peças o destino era capaz de pregar.

Nikki Fallon
Depois da morte da minha mãe, ao sair do estacionamento de trailers sombrio e entediante para a ensolarada Califórnia, eu estava focada em apenas uma coisa: encontrar uma irmã cuja existência eu acabara de descobrir. Apaixonar-me por ele não fazia parte do plano, mas ele preenchia um vazio que eu nunca imaginei que poderia ser preenchido. Ele só podia ser minha sina. Meu destino. Até o dia em que finalmente descobri quem era minha irmã... e quantas peças o destino era capaz de pregar.”

Emocionante. Esta palavra retrata bem o que este livro e toda a sua história representa, um livro para nos deixar com o coração apertadinho e arrancar algumas lágrimas dos olhos. 

Pensando que o livro foi especialmente escrito por duas pessoas, pode-se dizer que não é perceptível e não há falhas na linha de fatos e acontecimentos, e como se as duas escritoras fossem uma extensão da outra, e percebemos que cada uma a sua maneira deu seu toque e característica ao personagem.

Uma trama que por muitas vezes poderia ser considerada clichê, porém carrega um peso tão forte de emoções que a torna especial e única. Ao ler me deparei com diversos sentimentos, como de sentir a perda como os personagens a me apaixonar, livros com estes enredos que me levam em uma montanha russa de emoções são definitivamente os meus favoritos, me permitindo viver o que o personagem vive e sente.

Resenha: Selvagem Moto Clube, @amazonBR

07 agosto 2017
Sinopse: O presidente do Selvagem Moto Clube está gravemente doente e um sucessor precisará ser escolhido antes que John morra. O vice-presidente deveria ser o herdeiro legítimo, mas seu mal caráter e negócios ilícitos fazem com que essa vaga seja disputada.John nunca quis que sua família se envolvesse com seu Moto Clube, mas sua filha Valentine entra na disputa pela presidência e nada mudará sua decisão. No meio dessa disputa entre o comando do Selvagem, Doc é o único homem que poderá confiar para lutar pelo Moto Clube e quem sabe pelo seu coração, que há muito foi judiado por outro motociclista.Entre a brutalidade e o preconceito, Doc e Valentine encontrarão muito mais do que resistência nos membros do Moto Clube, mas intrigas e traição.
Hello pessoas, tudo certinho?!? Quem aqui curte um livro de MC??? Ah não sabe do se trata, okay! Eu explico, MC nada mais que Moto Clube. Uma coisa que aqui no Brasil ainda é muito obscura ou, até diversas vezes marginalizada, mas pelo mundo a fora os MCs são muito ativos. Então some-se a isso uma sessão de empoderamento feminino, onde as mulheres antes, vadias ou senhoras, ou seja, as solteiras disponíveis ou as esposas de algum membro do clube, tornam-se as presidentes e líderes dos mesmos. Essa é a proposta da série da autora Mari Sales, que começou com Selvagem Moto Clube, mas que vai nos agraciar também com: Aranhas e Piratas Moto clube. Então vamos conferir a primeira história.

O presidente do Selvagem está muito doente e obviamente alguém deverá substitui-lo. O Vice presidente, que seria o sucessor mais lógico, parece estar envolvido em coisas ilícitas, Doc seu fiel escudeiro não tem uma posição de liderança dentro do Selvagem, então Valentine seria a opção... Isso se ela não fosse uma mulher. Profissional bem sucedida sempre amou motos e toda a atmosfera de um Moto Clube, mas como sua família sempre foi contra, ela guardava essa sua paixão para si mesma e extravasa com seu amigo com benefícios Jack.

Resenha: Conquistada por um visconde, @HarperCollinsB

03 agosto 2017
Londres, 1829. Decidida a escolher seu próprio herói, um que a deixe completamente extasiada e pronta para a felicidade conjugal, Heather Cynster declina convites para os bailes conservadores da aristocracia londrina e busca aventuras fora de seu círculo social. Ao ultrapassar as fronteiras de seu mundo seguro e comparecer a um sarau oferecido por uma dama de reputação duvidosa, Heather acaba entrando na cova de leões. Mas seus planos de independência são arruinados quando encontra, no meio do salão, o enervante Visconde Breckenridge. Amigo dos Cynster e, principalmente, dos irmãos de Heather, ele a toma pelo braço e a leva até a carruagem. Mas seus esforços são inúteis. A poucos metros de entrar no carro, Heather é interceptada e sequestrada por inimigos ocultos que buscam vingança contra os Cynster. Agora, o arrojado Visconde terá de provar que é realmente o herói que Heather tanto almeja... Escrito com maestria, paixão e toques de humor, Conquistada por um visconde é uma trama inesquecível, que deixará o leitor querendo mais após a última página. Composta por Stephanie Laurens, considerada a sucessora de Georgette Heyer e a principal referência de muitas escritoras de sucesso, seus romances têm como cenário a alta sociedade de Londres do período regencial. Conquistada por um visconde é a escolha certa para os fãs de narrativas cujos personagens são damas audaciosas arrebatadas por nobres sedutores.
Eu não me canso de romances de época! Por isso, quando surgiu a oportunidade de ler novamente algo do gênero, não hesitei. Eu nunca havia lido nada dessa autora, aliás, nem a conhecia até então, mas dei uma chance que foi bem aproveitada. Afinal, gostei muito de Conquistada por um visconde, primeiro volume da trilogia Irmãs Cynster.

Tudo começa quando Heather desiste de ser a dama que a sociedade espera. Cansada de se comportar de maneira exemplar, e prestes a ser oficialmente considerada uma solteirona (aos 25 anos), ela comparece a uma festa de má reputação. É aí que tudo muda.

Tudo muda porque o visconde de Beckenridge está nesta festa, e a obriga a ir embora imediatamente. Brava, ela não aceita que ele o acompanhe até sua carruagem, mas concorda que ele a espie até que ela entre no veículo de sua família, para ir embora em segurança. O que eles não sabiam é que ela seria sequestrada no meio do trajeto.

Resenha: Amor de Todas as Formas, @editorapandorga

02 agosto 2017
Sinopse: Não existe um jeito certo de amar nem a hora certa para o amor chegar.
O amor pode aparecer no supermercado depois que a porta se fechar, que mal tem? Ou quem sabe aparecer através de uma forma pura, meiga e delicada como em uma linda dança de balé? Ao espiar por uma janela proibida, quem sabe você se depara com aquele garoto de olhos azuis que você sonha?
Você pode viver uma aventura deliciosa, mesmo não parecendo muito correta, e essa aventura aquecerá seu coração.  O destino tem, sim, o poder de unir dois corações de caminhos opostos, afinal, no amor não existe impossível.
Todo dia é dia de comemorar o amor.  O importante é abrir o coração, sair do convencional, driblar as asperezas da vida, estar pronto para dar um fora na rotina e viver todos os dias uma grande paixão.
Experimente o AMOR... DE QUE FORMA? NÃO IMPORTA! O QUE IMPORTA MESMO É SE ENTREGAR AO AMOR DE TODAS AS MANEIRAS.
Olá! Eis minha terceira resenha como colaboradora aqui no Notas Literárias!

Devo dizer que levei alguns dias pensando em como desenvolveria a resenha. 
Quando comecei, a leitura foi fluida e fácil, mas chegou um momento que fiquei me perguntando se tinha pulado alguma parte. Eu voltei, reli e não, não tinha pulado parte nenhuma! Então fui na orelha do livro e li as pequenas sinopses de cada um dos 5 contos.  A partir daí, vi o que estava acontecendo. Como ainda não li os livros que deram origem a três dos cinco contos, fiquei um pouco perdida.
Ok! Vida que segue!