Resenha de Lady Whistledown Contra-Ataca, @editoraarqueiro

18 outubro 2017

Com a participação especial da famosa cronista da sociedade criada por Julia Quinn, Lady Whistledown Contra-Ataca é formado pelas narrativas curtas de quatro escritoras consagradas, tendo como fio condutor o roubo de uma pulseira milionária. Seus contos são como pérolas que se unem e formam uma peça de valor inestimável. 
Quem roubou o bracelete de lady Neeley?
Terá sido o caça-dotes? O apostador? A criada? Ou o libertino? Londres está fervendo com as especulações, mas, se ainda restam muitas dúvidas, pelo menos uma coisa é certa: um desses quatro está envolvido no crime.
Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1816
Julia Quinn encanta...
Um belo caçador de fortunas foi enfeitiçado pela debutante mais desejada da temporada. Agora ele precisa provar que o que deseja é o coração da jovem, não o dote dela. 
Mia Ryan delicia...
Uma criada adorável e espirituosa está deslumbrada com as atenções românticas que tem recebido de um charmoso conde. Mas um relacionamento entre eles seria escandaloso e poderia arruinar a reputação dos dois.
Suzanne Enoch fascina...
Uma jovem inocente que passou a vida evitando escândalos de repente se vê secretamente cortejada pelo maior libertino de Londres.
Karen Hawkins seduz...
Um visconde que vaga sem destino volta para casa para reacender o fogo da paixão de seu casamento, mas descobre que sua linda e decidida esposa não será conquistada tão facilmente.

Lady Whistledown Contra-Ataca foi um presente para os fãs de Os Bridgertons, onde, por dez anos, uma senhora publicou notas sobre a sociedade londrina. No quarto livro sua identidade foi revelada, e com certeza nos deixou saudosos. Nesse romance, pudemos matar um pouco suas saudades.

O livro foi escrito por Julia Quinn, mas não somente por ela. Mia, Karen e Suzanne interligaram seus personagens aos do primeiro conto, que foi escrito por Julia. E tudo começou em um malfadado jantar, na casa de Lady Neeley. 


Em O Primeiro Beijo, Peter e Tillie se conhecem pessoalmente. Ele era o melhor amigo do irmão dela, que morreu na guerra, onde os dois lutavam. Então, um já conhecia muito bem o outro de nome, tendo como encontro o jantar em questão.

Peter olhou para Tillie Howard - lady Matilda, lembrou a si mesmo. Ela era exatamente o tipo com o qual não se casaria. Rica além da imaginação, filha única de um conde. Provavelmente não deveria sequer estar conversando com ela. As pessoas chamariam-no de caça-dotes e, apesar de ele ser exatamente isso, não desejava tal rótulo. 

Conversa vai, conversa vem, e junto com ela a atração. Acontece que o evento mais cobiçado da semana se tornou o mais comentado. Afinal, os famintos convidados tiveram apenas a oportunidade de degustar uma sopa quando souberam que a pulseira de rubis da dona da casa havia desaparecido.

É nesse meio que Peter e Tillie se apaixonam e tentam vencer a barreira que os separa: o dinheiro. Ou seja, a falta para um, e a abundância para a outra. Como ficarem juntos sem que ele seja chamado de interesseiro?

Mia dá sequência à narrativa de Julia, com A Última Tentação. No livro anterior nós conhecemos Isabella, dama de companhia de lady Neeley. Esse conto é totalmente dedicado a ela, que está prestes a completar trinta anos e nunca foi beijada.

Lembrou-se de ter pensado, no último aniversário, que era melhor que algo acontecesse durante o ano, algo que mudasse sua vida. Porque, se sua vida fosse a mesma quando chegasse aos 30, de fato não havia muita esperança de que algum dia fosse mudar.
Só que ela não contava com lorde Roxbury, mulherengo e solteirão convicto, nem que a mudança fosse acontecer tão rápido. Conhecida por organizar todas as famosas recepções de sua patroa, Bella foi encarregada de fazer uma festa para o homem. Ideia de seu pai, para que muitas pretendentes fossem convidadas.

Acontece que o destino tinha outros planos, e tudo se arranja como deve ser. Conto bonitinho, aquele clichê que a gente adora.

Mia passa a bola para Suzanne e seu O Melhor dos Dois Mundos, conto de Charlotte e lorde Matson. Ele era galanteador e muito cobiçado pelas moças casadouras, então ela acreditava não ter chance alguma com Xavier. Novamente o destino prega peças e une um casal que lutou do começo ao fim pelo seu final feliz.

- Talvez eu a tenha feito enxergar isso, mas foi tudo. Você me emociona, me fascina, e não consigo me imaginar longe de você.
 - Pare de falar e me beije de novo - pediu ela, e com um sorriso, ele satisfez o seu desejo.  

O final foi brilhante, pois a moça teve uma ideia excelente para ficar junto de seu príncipe encantado. É hora de conhecermos o último conto de Karen Hawkins, O Único Para Mim, que fala sobre a prima de Charlotte e também onde finalmente conhecemos o mistério sobre a pulseira de lady Neeley.

Sophia é uma mulher casada, mas apenas no papel. Isso porque seu marido, lorde Easterly, deu no pé após apenas dois meses de casamento. O acontecido foi motivado por uma noite de jogatina, após a qual ele teve que se refugiar na Itália.

Dez anos se passaram e Max retorna na noite do jantar de lady Neeley, se tornando um dos suspeitos do roubo da pulseira. Ele quer reconquistar sua esposa, que deseja a anulação. Mas a confiança se foi. Como tê-la de volta?

Consertar o casamento deles? Como uma roda quebrada de carruagem? Ou a anágua de um de seus vestidos? Não, não achava que fosse possível. Podiam conversar sobre a raiva e a amargura que sentiam e talvez aprendessem a aceitar os defeitos um do outro. Mas como consertariam seu coração? 
Todas as histórias tiveram seu ápice em uma noite em comum, que não mencionarei qual foi. Já escrevi demais, então é hora de você adquirir seu exemplar para conhecer mais detalhes sobre essa incrível obra. Já quero mais de Lady Whistledown!


Ficha técnica:
Autor: Julia Quinn, Mia Ryan, Karen Hawkins e Suzanne Enoch
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 352


Nenhum comentário

Postar um comentário