Resenha de Romance Entre Rendas, @editoraarqueiro

04 outubro 2017

Que lady Clara Fairfax é dona de uma beleza estonteante, Londres inteira já sabe. Mas a fila de pretendentes que bate à porta de sua casa com propostas de casamento já está irritando a jovem. Cansada de ser vista apenas como um ornamento, Clara decide afastar-se um pouco da alta sociedade e se dedicar à caridade. Um dia, numa visita a uma obra social, ela depara com uma garota em perigo e pede ajuda ao alto, sombrio e enervante advogado Oliver Radford. Radford sempre foi avesso à nobreza, mas, para sua surpresa, pode vir a se tornar o próximo duque de Malvern. Embora queira manter sua relação com Clara no campo estritamente profissional, aos poucos ele percebe que ela, além de linda, é inteligente, sensível e corajosa. E quando a perspectiva de casamento se aproxima, tudo o que Radford pode fazer é tentar não perder a cabeça por Clara. Será que a herdeira mais adorada da sociedade e o solteiro menos acessível de Londres serão vítimas de seus próprios desejos? Em Romance entre rendas, livro que encerra a série As Modistas, Loretta Chase nos brinda com uma história envolvente e cheia de paixão, com personagens fortes e marcantes.

Acho que não tinha comentado com vocês que eu odiei O Príncipe dos Canalhas, romance de época de Loretta. Quando tive a oportunidade de ler Sedução da Seda, o primeiro volume dessa coleção (As Modistas), fiz isso apenas para dar uma nova chance à autora. Gostei do livro e fui lendo as continuações. Foi aí que eu me surpreendi, pois os livros dois, três e quatro foram excelentes! Por isso, estava ansiosa para ler o último (creio eu que seja), que é Romance Entre Rendas. 

Conhecemos Clara no primeiro volume da série, porque ela era a prometida do protagonista do livro. Acontece que (SPOILER!) eles não ficam juntos, como você já deve saber se leu Sedução da Seda, já que o lorde é enfeitiçado por Marcelline, uma das modistas. Então Clara ficou sem conhecer seu grande amor, só tendo sua oportunidade agora. Mas mal sabia ela que eles já se conheciam há um bom tempo, desde quando eram crianças (adoro isso!) Quando se reencontram, anos mais tarde, se reconhecem imediatamente. 


Clara teve a impressão de que estavam discutindo. E uma das vozes - a mais grave - lhe soou familiar. Mas Clara só a identificou de verdade no momento em que entrou. Quando o olhar cinza-claro a fitou, ela se surpreendeu. Um calor percorreu todo seu corpo, se espalhando por áreas nas quais as damas jamais prestavam atenção. 
Ela o procurou sem querer, por uma recomendação de seus serviços. Afinal, Radford era conhecido como um advogado defensor das crianças pobres. E Clara precisava desesperadamente de seu auxílio, para encontrar o irmão desaparecido de sua protegida da Sociedade das Costureiras.

Acontece que Corvo, como é conhecido, não quer ter Clara como sua cliente, por uma série de fatores. Mas ela está irredutível, e não hesita em jogar seus encantos para o advogado. Afinal, ela é bela e todos querem se casar com ela, mas nunca enxergam sua pessoa a fundo, somente nas aparências. Mal sabe a dama que Corvo é apaixonado por ela desde a infância, então ele já está enfeitiçado há tempos.

Mas Radford tem outras preocupações no momento, até porque está prometido de morte por conta de uma gangue, provavelmente a mesma onde está o garoto desaparecido. Como se envolver com uma dama, se ele é indigno de sua mão e se sua vida está por um fio? Ela também poderia ter sua vida em risco, se eles se casassem.

E não se importava muito com a maneira como mataria o Corvo Radford, desde que acabasse com ele. Chiver estava morto, mas Husher não. Eles calariam Radford, de um jeito ou de outro. O líder da gangue sorriu. Se a maldita vadia alta era a melhor forma de apanhá-lo, isso só deixava a situação ainda mais divertida. 
Mas muitas reviravoltas irão surgir, para atrapalhar ainda mais a possibilidade de Clara e Radford ficarem juntos. Uma doença porá uma vida querida em risco, mas poderá ser a chance de união do casal. É nesse cenário que, pela primeira vez, em mais da metade do livro, as irmãs Noirot aparecem.

Eu esperava que elas surgissem muito antes, afinal deram nome à série, sendo Clara e sua prima (do livro anterior) apenas clientes. Isso tirou um pouco o encanto da história para mim.

É hora de finalizar, eu já falei de mais. O livro é bom, mas é como o primeiro, poderia ser melhor. Esperava um livro melhor para Clara, com mais glamour, talvez, mas achei que no final ela encontrou um perfeito cavalheiro, um homem que a fará feliz como nenhum outro faria.

- Eu pensava que o que me sufocava era a minha vida - disse Clara. - Mas percebo que não faz diferença em que mundo vivo. A diferença é o homem que tenho ao meu lado. 


 Ficha técnica:
Autor: Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 315

Quarta-feira que vem voltarei com mais uma resenha. Como ainda não sei qual será (estou em dúvida), deixarei em branco o nome (risos). Acompanhe para descobrir! 



3 comentários

  1. amei, certamente é um livro que vale a pena.

    ResponderExcluir
  2. Amo esta autora, esta serie é linda, fiquei curiosa para saber qual o próximo livro.

    ResponderExcluir