Resenha Não me esqueças, @Verus_Editora

09 novembro 2017
Sinopse: Aos vinte e um anos, Lizzie deveria estar empenhada em fisgar um noivo e finalmente se casar. Entretanto, após uma decepção amorosa, o coração da jovem só palpita por sua grande paixão — os estudos sobre o povo e a cultura celtas. Esse interesse faz com que ela troque os concorridos salões de baile de Londres pelas estradas desertas e sinuosas das Highlands escocesas. Ali, ela conhecerá Gareth, o enigmático líder do clã que vive no local mais remoto e bucólico da Escócia. Envolto em uma aura de mistério, ele luta para manter suas tradições, seus segredos e, principalmente, seu povo em segurança. Enquanto o austero Gareth tem a vida toda sob controle e resiste a mudanças, Lizzie está muito entusiasmada com suas explorações e descobertas. Porém a vida de ambos é alterada de maneira inexorável quando uma fatalidade transforma a tão sonhada aventura de Lizzie em pesadelo. Vindos de mundos tão diferentes, mas unidos por uma atração irresistível, Lizzie e Gareth vivem uma paixão proibida e desafiadora, sem saber que finalmente poderão encontrar aquilo que só ousavam buscar em sonhos.

Nesse terceiro livro da série Flores da Temporada, Babi nos presenteia com um lindo romance passado em um cenário de conto de fadas.

Numa releitura de A Bela e a Fera, a autora nos conta a história da sonhadora, forte e cheia de atitude Lizzie (Elizabeth Harold), filha de Kate e Arthur, protagonistas do primeiro livro da série A Promessa da Rosa.
Desde bem pequena, em torno dos 5 anos, Lizzie sonha com um lobo e uma linda floresta e ganha o apelido carinhoso de Lobinha, dado pelo seu irmão mais velho.

Lizzie, depois de sofrer uma desilusão amorosa ainda bem jovem, resolve não querer mais saber de casamento(Se não for para ter um amor como o da mãe e do pai é melhor ficar solteirona).
Aos 21 anos, segue firme nesse propósito. Não tem paciência para os bailes das temporadas, mesmo participando de alguns. Mas o que ela realmente sempre gostou foi estudar o povo Celta, seus costumes, tradições e a sua cultura.


A história se passa em 1867, e nesse ano ainda vai ter a tão esperada Temporada para as moças casadoras, que não é o caso dela. Lizzie recebe o convite de uma amiga para ir passar a temporada em sua casa na Escócia, mas precisa enfrentar o pai, que apesar de ser bem liberal para época, quer que ela se case com um nobre, mas com uma ajudinha da mãe, ela consegue, ao invés de ir para para os bailes de Londres, ir para a Escócia. No meio do caminho sofre uma emboscada e acaba indo parar num castelo lindo com um homem igualmente lindo(apesar de um detalhe) e na Cultura que ela sempre estudou e sonhou conhecer.

 A partir daí a história fica muito, muito interessante mesmo!!!!

Gareth, o líder do Clã, um sujeito misterioso, a tem cativa/prisioneira em suas terras e no seu coração. Os dois passam a ter uma relação de amor e ódio, com momentos que variam da diversão, amor e até tragédia.


GENTENNNNNN!!!!!

Eu simplesmente adorei esse livro!!
Mentira!
Eu amo a série toda!!!

Nesse livro a Babi me fez querer estudar o povo Celta, sério! Acho que vou começar um estudo sobre o povo Celta.

No início de cada capítulo tem um trecho dos estudos da Lizzie, onde ela escreve sobre tudo que tem visto e aprendido.

O tartan é uma parte importante da cultura celta. Representa as cores do clã ao qual pertence. Seu uso nas Highlands foi proibido por cem anos.
Nota: Ouvi de fonte segura que os homens, ao vestirem um kilt, não usam nada nas partes... não usam nada por baixo... Meu Deus, é tão embaraçoso que não consigo escrever nem mais uma linha sobre isso.
_Diário de estudos de E.H., 1867

A escrita da Babi está perfeita!
O livro é escrito na terceira pessoa. Ele tem momentos em que a Lizzie conta a história e em outros quem conta é o Gareth. Eu gosto muito da escrita assim, não tem repetição e você tem todas as informações que precisa de cada um naquele momento.

A história de amor dos personagens é maravilhosa.
Acho que estou repetitiva, mas o livro é lindo, a história é linda!

_ Você transformou um amontoado de pedras em um castelo encantado, uma lenda tola em um conto de fadas e um cachorro perdido em um lobo. Você é quem faz isso em meu mundo e em minha vida, Lizzie, e mais ninguém.
Termino essa resenha com uma oração celta e querendo muito que todos leiam essa série, ela é linda!!

Oração celta
Que eu tenha hoje e a cada dia.
A força dos céus
A luz do sol
A agilidade do vento
E a firmeza da rocha.
_Diário de estudos de E.H., 1867

Ficha técnica:
Autor: Babi A. Sette
Páginas: 349
Ano: 2017
Skoob: Não me esqueças







5 comentários

  1. Nossaaaa Marli, depois de ler essa linda resenha,com certeza essa série vai pra minha lista. A história me parece linda !
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Marli! Sim, você foi super repetitiva. Mas quer saber de uma? eu simplesmente amei porque voce me contagiou com sua empolgação, com sua paixão pela historia. Agora fiquei morrendo de vontade de ler e conhecer a historia que te deixou assim...extasiada <3 Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Marli!!

    Sou louca por esse livro, a capa a sinopse, todo maravilhoso <3
    E a tua resenha me instigou muitoooo mais!

    Beijinhos da Paty

    ResponderExcluir
  4. Olá Marli!!!
    Ameiii a resenha!!! Estou tão ansiosa pra ter esse livro, na verdade a série toda, pois ainda não tenho nenhum :'( e to louca de curiosidade, pra conhecer essas histórias e a escrita da Babi ;-)
    Já está na imensa lista, aguardando a BF...KKKKKKK
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  5. Ali no "Numa releitura de A Bela e a Fera" vc já me ganhou! Preciso ler ainda o segundo livro da série, meu Jesus!
    Amei a resenha e pude ouvir vc gritando "GENTENNNNNN!!!!! Eu simplesmente adorei esse livro!!" hahahahha <3
    Bjo!

    ResponderExcluir