Resenha: Sem Fôlego, @editoraarqueiro

19 janeiro 2018
Sinopse: Com mais de 400 mil livros vendidos no Brasil, Abbi Glines é autora do best-seller Paixão Sem Limites e de diversos livros da lista de mais vendidos do The New York Times, do USA Today e do The Wall Street Journal.Sadie White acabou de se mudar com a mãe grávida para a cidade litorânea de Sea Breeze, mas seu emprego de verão não vai ser na praia. Como a mãe dela se recusa a trabalhar, Sadie vai substituí-la como empregada doméstica numa mansão na ilha vizinha.Quando os donos da casa chegam para as férias, Sadie se depara com ninguém menos que Jax Stone, um dos roqueiros mais desejados do mundo. Se Sadie fosse uma garota normal – se ela não tivesse passado a vida cuidando da mãe e dos afazeres domésticos –, talvez estivesse impressionada com a ideia de trabalhar para um astro do rock. Mas ela não está.Na verdade, é Jax quem fica atraído por ela. Tudo a respeito de Sadie o fascina, mas ele luta contra esse desejo: relacionamentos nunca funcionam em seu mundo e, por mais que ele queira Sadie, sabe que ela merece algo melhor. Conforme o verão passa, no entanto, essa paixão começa a deixá-lo sem fôlego – e é como se Sadie fosse a única pessoa capaz de lhe devolver o oxigênio.Será que o amor entre os dois pode superar as diferenças em seus estilos de vida? Jax e Sadie vão precisar respirar fundo e mergulhar nessa relação para descobrir.
“Você é tudo sobre o que escrevo nas minhas canções, mas algo que nunca poderei ter.”

Hello pessoal!!! A resenha de hoje é daquelas bem passionais... Bem apaixonadas e olha que nem é meu livro favorito da série. Hoje falaremos de Sem Fôlego, o primeiro livro da série Sea Breeze de Abbi Glines.

Aqui conheceremos Sadie White, uma jovem de dezessete anos que aprendeu a ser adulta muito cedo e que agora precisa ocupar o lugar de sua mãe, grávida, numa mansão na parte nobre da ilha, mas não tem bem certeza de como vai conseguir isso. Apesar da pouca idade ela sempre foi muito mais responsável que sua mãe, então ocupar seu lugar no trabalho não será problema desde que a aceitem.
A vida sempre foi uma batalha para mim. Pelo que sei, também não costuma ser lá muito tranquila para todas as outras pessoas.

[News] Recovered de Jay Crownover

18 janeiro 2018

Hello pessoal, a diva mor dos tatuados (amém!), Jay Crownover está de volta com Recovered.

O livro é uma obra muito especial para a autora, e já está em pré venda, seu lançamento será em 27 de março.

Aquela dica amiga, se usarem a tradução, favor dar o crédito ao blog!

Resenha: Falling For Her, @acmeyerBooks

17 janeiro 2018
Sinopse: Mariana trabalha em uma badalada revista de moda. Tem um bom salário, é muito competente... E tem uma queda pelo chefe, daquelas bem poderosas. Eles vivem em mundos completamente diferentes, e Mariana sabe que nunca acontecerá nada entre os dois. Até que Carlos Eduardo repara que sua secretária é muito, muito bonita. O amor entre os dois é arrebatador, e Cadu e Mari sentem que nasceram um para o outro. Mas as coisas logo começam a desandar. Talvez Cadu ainda não esteja preparado para confiar em uma pessoa que teve uma vida tão diferente da sua; talvez Mari ainda não se sinta segura em dividir sua realidade com o chefe. Para viver esse amor, os dois precisarão enfrentar preconceitos e vencer intrigas. Será que estão prontos?

De toda essa experiência que vivemos, levo muitas lembranças lindas. E uma certeza dolorosa: “o pra sempre, sempre acaba.”.

Hello pessoal, tudo certinho?!? Sei que vocês estarão se perguntando nesse momento se eu ainda estou sob os efeitos de alguma bebida alcoólica né?!?! Risos!!! Mas não é o caso. A autora A. C. Meyer, lançou o nosso Cadu e Mari em uma versão em inglês e independente para desbravar o mundo!!! Vai Mariiiiii... Se você não sabia, eu contei tudinho AQUI.

Então o Notas se inscreveu para participar da Blitz de lançamento e recebemos uma ARC Copy do livro para resenha. E aí foi aquela delícia de leitura logo no final do ano. Mari uma jovem mulher linda, inteligente e muito pra cima trabalha de assistente do CEO da Be, uma revista de moda... Até aí nada demais, certo?! Sim! Isso se Mariana não fosse uma mulher totalmente fora dos padrões estabelecidos pela sociedade.

Trecho de Use Me By Kimberly Knight

16 janeiro 2018
Hello pessoas, a autora Kimberly Knight lançará em 20 de fevereiro o livro Use Me. E hoje ela liberou um pequeno trecho do livro em seu Facebook. O mesmo está em tradução livre para que vocês conheçam um pouquinho de Rhys e Ashtyn.

Já sabem, se utilizarem a tradução, deem o crédito ao blog!

Resenha: F*ck Love, Louco Amor, @FaroEditorial

Sinopse: “Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo.Kit Isley é o oposto dela desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito... se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz... Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente. Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas. Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.”

Na sinopse do livro lemos ”Se você não quer se viciar, não leia a primeira página”, e é a maior verdade já lida a respeito dos livros de Tarryn Fisher, é exatamente o que acontece quando iniciamos a leitura de F*ck Love, temos um enredo viciante, com personagens reais e fatos da vida que poderiam acontecer comigo ou com você.

A história tem um início intrigante e único, que pode te deixar um tanto confuso por um tempo da leitura, e depois você percebe que aquele pontapé inicial não poderia ser diferente te levando a se deliciar com uma escrita inusitada e envolvente que te deixa sem fôlego e com vontade de quero mais, imergimos nesta  - não -  perfeita história de amor.

Helena Conway tem uma vida simples e equilibrada, estudante dedicada, trabalhando como contadora e em um relacionamento com Neil seu namorado normal, tem uma melhor amiga, desde a vida inteira, Della, que mesmo sendo tão diferente dela, ainda assim são inseparáveis.

Della tem um namorado, Kit Isley que é completamente o oposto de Helena, aventureiro, escritor, que viveu emoções em sua vida, o que faz  com que Helena nunca tenha olhado mais de uma vez em sua direção, agregado ao fato dele estar em um relacionamento com sua melhor amiga.

Até certo dia em que isto se modifica, ela começa a reparar mais em Kit, no modo como ele vê a vida, como ele vive seus dias, eles se aproximam, e ela conhece um lado dele que ela nunca havia visto, quão bem ele escreve e cozinha, e assim sem querer ela se apaixonada por ele, de uma maneira irreversível.
“Na vida existem limites claros e sólidos, que jamais deveriam ser transpostos. Fantasiar um relacionamento com o namorado da melhor amiga é um desses limites.”

Trecho de Undefeated

15 janeiro 2018


Hello pessoas, vocês já sabem que Undefeated, novo livro de Jane Harvey-Berrick e Stuart Reardon sai agora dia 23 de janeiro nas gringas né? A previsão é de que o mesmo saia no primeiro semestre aqui no Brasil, já que os autores estarão presentes no The Gift Day – Love, em junho

A autora liberou um trecho do livro hoje, e com sua autorização, postamos o mesmo em tradução livre. Aproveite para conhecer um pouquinho da interação de Nick e Anna. E de preferência liguem os ventiladores, porque é um trecho daqueles bem quentes!!

Aquela dica legal heim, se for reproduzir o trecho dê os créditos ao Blog!!

Resenha: Enquanto Houver Tempo, @thegiftboxbr

Sinopse: Dizem que a vida inteira passa diante dos seus olhos quando você está morrendo. Porém, o que não dizem, é que a vida que não viveu também te atinge em cheio nesse momento.Dor...Medo...Arrependimento...Dante, um respeitável homem de negócios, é obrigado a dar uma pausa no ritmo frenético no qual vive. Por sugestão da irmã, viaja para um lugar com hábitos totalmente diferentes aos quais está acostumado. E quando o tédio e desânimo parecem abater esse workaholic, uma pessoa o fará repensar o modo de enxergar a vida. Gaia vive para a terra, para o cultivo das maçãs e para os seus animais de estimação. Com a filosofia de viver cada dia como se fosse um novo presente da vida, essa mulher de expressão serena desperta o interesse no homem refinado, porém deslocado, que chega à região.De repente, ambos parecem se completar. Enquanto houver tempo, é possível mudar o rumo de duas vidas? 

Viver... De repente me dei conta de que só agora enxergava isso, pois a incerteza sobre a vida ou a morte me cercava.

Hello pessoal, tudo certinho? Com essa reflexão começaremos a resenha de hoje. Falarei desse que, é um livro cercado de muito amor e muita expectativa. Um livro que mostra uma nova faceta da Paola, ou melhor, reforça àquela que vimos em Protegida, não leu? Tem resenha AQUI. Consistência e amadurecimento recheado com sensualidade.

Conhecemos Dante no momento do seu infarto, dando entrada no hospital, um homem que tem tudo o que o dinheiro pode comprar, mas que, além do trabalho, não tem qualquer outro propósito em sua vida. Sua irmã, Polliana, vem em seu auxílio e consegue se infiltrar aos pouquinhos nas barreiras que ele construiu para si, afastando a todos que ama. Sendo assim, por ordens médicas, ela consegue convencê-lo a tirar férias. Mas essas férias serão em um lugar onde seu dinheiro não será o fator determinante, e isso por si só já vale a leitura. Detalhe para Yasmim, a sobrinha de Dante que dá umas pequenas lições a seu tio. Lindo de se ver!!
De uma forma delicada e cuidadosa, mostrava que meu dinheiro não valia absolutamente nada para ela. E depois disso, me perguntei o que valia para mim.

Corpo, @Verus_Editora

12 janeiro 2018
Sinopse:
Uma nova vida. Um novo amor. Um perigo real. 
"Eu te amo. Eu te quero. Eu nunca vou te deixar." Gillian Callahan entra em pânico só de ouvir esse tipo de frase. Por anos ela viveu uma relação abusiva com seu ex-namorado violento. Agora ela está livre e segura, trabalhando para uma fundação de apoio a mulheres vítimas de violência - a mesma que a resgatou e salvou sua vida. Gillian não quer saber de homem nenhum. Até conhecer Chase Davis, o presidente da fundação. O bilionário é tão sexy e sedutor que Gillian fica sem chão. Chase sempre consegue o que quer - e ele quer Gillian.Agora ela terá de enfrentar a batalha entre o desejo e o medo. Gillian vai conseguir confiar em Chase? Ela está segura com ele? E quão perigoso pode ser um passado sombrio... não só o dela, mas o do homem que ela aprendeu a amar? ”

A autora de A Garota do calendário retorna com uma nova série tão boa como a que deixou saudades. Publicada pela Editora Verus a Série Trinity de Audrey Carlan nos apresenta a história de quatro mulheres que apesar das dificuldades da vida nunca fraquejam, corajosas e sempre leais a amizade, verdadeiras irmãs.

No primeiro livro, Corpo, temos a inteligente Gilliam Callaham, uma mulher que apesar de ter somente vinte e quatro anos já passou por situações dolorosas, sua escola por homens nem sempre foi a melhor e sempre lhe colocou em problemas.

Seu último relacionamento completamente abusivo a fez perder a confiança no sexo oposto a afastando de qualquer tipo de relação, fosse casual ou a longo prazo, sua satisfação estava em seu trabalho e realiza-lo da melhor maneira possível, e não poderia estar em lugar melhor do que na instituição que de certa maneira havia lhe trazido de volta á vida.

E quando ela realiza uma viagem de negócios que é um grande salto em sua carreira, ela conhece Chase Davis, e as coisas na vida de Gigi passam a mudar um pouco de foco.

Resenha: Perdidos

11 janeiro 2018
Sinopse: Meu nome é Melodi White. Como toda garota, sempre tive sonhos, mas os meus foram destruídos pelo cruel namorado da minha irmã. Já faz três anos que Abby foi arrancada da minha vida. Para mim, Abby não era apenas uma irmã; era minha gêmea, minha melhor amiga.Decidida a seguir nosso sonho de infância de nos mudarmos para Nova Iorque, vou em busca de uma vida de aventura e diversão. Em uma noite, vejo-me nos braços de Corban, um homem lindo e sexy, capaz de me deixar fora de órbita e roubar meu ar com apenas um beijo, fazendo com que deseje muito mais.Corban Andrews, CEO da Case Construction, é rico, sexy e fascinante, e está prestes a colocar meu mundo de pernas para o ar. Hesitante, decido confiar nele, mas será que suas regras e minha insegurança permitirão que exploremos o que poderíamos viver juntos?E quando um rosto familiar do meu passado reaparece, me levando de volta à escuridão, será que Corban e eu conseguiremos sobreviver?
Hello pessoal, tudo certinho?!? Hoje vamos bater um papinho sobre esse livro, que é uma excelente pedida para aqueles momentos de ressaca de leituras intensas. Apesar de algum drama, ele ainda consegue nos prender pela leveza, acompanha comigo.

Melodi depois de viver o trauma de perder sua irmã e ainda passar por um julgamento traumático e ter de conviver com uma suposta culpa em seu coração, a fez sofre demais. Depois de um tempo decidiu que precisava dar vazão aos seus sonhos, então foi em busca daquilo que elas um dia combinaram, e foi para Nova York.
Em algumas noites eu ainda acordo chorando. A lembrança dessa parte da minha vida está sempre fresca em minha mente; um lembrete constante de que nunca devo confiar em um cara, não importa o quão fantástico ele possa parecer

Resenha: Maior que Tudo, @AmazonBR

10 janeiro 2018

Aos 26 anos, brasileira e morando em Nova York, a sonhadora e romântica professora Anna já desistiu do príncipe encantado. Apaixonada por musicais da Broadway, vive através do teatro as emoções que acha que nunca terá na vida real. Sem se sentir atraente fisicamente, passa os dias entre o teatro e os alunos, sem nunca ter experimentado uma verdadeira paixão. Tudo muda ao conhecer o misterioso Joel. De uma beleza estonteante e com a sensualidade à flor da pele, ele tem o poder de tirar Anna da concha e mostrar que além de tudo o que tem para aprender, ela pode ter mais a ensinar do que imagina. Conhecer um homem como Joel, muda a forma como Anna encara a vida, os homens e a si mesma. Ele não oferecia nada além de prazer, mas seria possível que ele visse além da aparência física e se interessasse de verdade por ela? Ela sabia que era difícil acreditar nele, mas como questionar se ele era tão honesto ao afirmar que não poderia lhe oferecer nada além de prazer e cupcakes? Devia aceitar o que ele oferecia embora achasse que não era suficiente? Devia pular do precipício que era o relacionamento meramente sexual que ele propunha? Anna queria responder a essas perguntas de forma honesta e tomar uma decisão consciente, mas bastava que Joel a tocasse para que tivesse todas as suas respostas, físicas e mentais, a seu favor.... Estava perdida.

Não costumo reler livros e também não leio hot. Eu também não costumava ler autores nacionais, mas A. J. Ventura mudou tudo isso em mim. Não só Maior que Tudo foi minha primeira leitura do ano (releitura, porque já havia lido digitalmente há um tempo), como eu li todas as páginas de um romance  hot nacional. Poderosa, hein, amiga? 

Pois é, Maior que Tudo foi um livro que marcou a minha vida literária. Recebi o livro impresso como um presente da autora, com uma linda dedicatória. Merece ou não uma releitura? Mas não é por isso: Maior que Tudo é um lindo romance, de superação, de aceitação. As cenas eróticas têm conteúdo, acontecem de forma natural dentro do enredo, não teria como deixar de ser. E não tem nada demais: já li coisa mais hot em livros de romance de época. Afinal, não tem como descrever o romance de Anna e Joel sem essas cenas, muito menos sem pensar em cupcakes.

Undefeated - Chapter Reveal



Hello Pessoal, cadê a galera que está ansiosa esperando por Undefeated??? Então se liga que temos o prólogo disponível para vocês, em tradução livre, AUTORIZADA pela blitz de divulgação.

Teremos personagem sexy? Confere! Modelo da capa lindo? Confere! Então será um livro maravilhoso e nós estamos muito ansiosas para poder conhecer a história integralmente. Fiquem de olho aqui no blog que em breve teremos resenha!

E já sabe né, se utilizarem qualquer dado desta tradução, favor dar os créditos ao Blog.

Resenha: Sempre com Você, @universodoslivros

09 janeiro 2018
Sinopse: Para Gabriella Martine, ser assistente de Zach Montgomery é um desafio sem fim, embora sua formação e competência sejam inquestionáveis. Por pertencer a uma família rica e poderosa, ele vive de acordo com as próprias regras e não se submete a ninguém, mas isso não intimida Gabriella. Acostumada a lidar com homens teimosos, ela nem se importa com o fato de Zach ser inteligente, carismático e… maravilhoso. O mundo perfeito do rapaz, entretanto, vira de cabeça para baixo quando um acidente durante uma escalada o deixa cheio de fraturas, irritado e altamente dependente. Em sua lenta batalha pela recuperação, Gabriella sempre esteve ao seu lado e, à medida que Zach começa a ver a assistente com outros olhos, é forçado a avaliar o que realmente significa ser um homem digno do amor de uma mulher tão espetacular.

Hello pessoal, tudo certinho?!?! Hoje falaremos do terceiro livro dos Montgomerys, que conta a história de Zach e Gabriella. Terceiro livro aqui, mas o sexto na série... Afinal é uma grande história sobre a família Montgomery, os três primeiros sobre os filhos de Tio William, o cupido oficial da família. Aquele que não descansa enquanto não vê todos felizes. Quem aí também quer ou precisa de um tio desses?!?! rsrsrsrs
William sabia que acrescentara as palavras finais por mera ênfase, e ainda se surpreendia com o fato de as pessoas duvidarem dele.
Se você não leu Feito Para Você, A História de Ethan, melhor amigo de Zach e sua irmã, Summer, essa resenha conterá algumas informações deste livro. Nele vimos que Zach, o aventureiro dos irmãos, sofre um acidente e fica temporariamente paralisado, como fã de esportes radicais se sente diminuído de necessitar de auxílio de todos para qualquer atividade que necessite exercer, e isso, está afetando inclusive sua relação profissional, já que com sua família e amigos ele não fala mesmo.

Resenha: A Proposta, @editorapandorga

08 janeiro 2018
Sinopse:
“Com a chegada dos trinta anos, Emma Harrison está com seu relógio biológico tinindo e ainda aguarda o seu príncipe encantado aparecer. Ela está ficando sem opções, principalmente depois que seu melhor amigo gay desistiu de ser seu doador de esperma. Claro, sempre há um banco de esperma, mas Emma tem medo de que haja alguma confusão com a doação e ela possa receber a semente de um monstro assassino ou algo do tipo.
O maior mulherengo da empresa, Aidan Fitzgerald, está acostumado a sempre conseguir o que quer, principalmente no quarto. Quando Emma rejeita suas investidas na festa de Natal da empresa, ele fica determinado a conquistá-la a qualquer custo. Ao saber sobre a difícil situação de Emma, ele rapidamente faz uma proposta que beneficiará a ambos. Ele será o pai do filho da Emma, mas ela precisará concebê-lo naturalmente, com ele. Sem ninguém com quem namorar ou simplesmente fazer sexo casual, Emma reluta em aceitar a oferta, mas o charme dele e o intenso desejo dela pela maternidade vencem a questão.
Logo as seções para a concepção do bebê se tornam mais do que físicas. Aidan não parece se afastar dela, enquanto Emma começa a pensar que ele pode ser o homem certo.”

Quando iniciei a leitura de A Proposta eu não imaginava o que viria a seguir, claro já sabia que se tratava de um romance com um enredo Clichê, mas que surpresa deliciosa foi a leitura desde livro de Katie Ashley, um enredo despretensioso, leve, que faz passar o tempo de forma deliciosa e ainda deixa um gostinho de quero mais.

Conhecemos Emma Harrison uma mulher que já teve muitas perdas na sua vida, e carrega dentro de si, um grande sonho, ser mãe, porém a sua vida social – parada – não contribuiu para que ela permaneça em um relacionamento, ficando cada dia mais complicado a realização de seu sonho.

Diante da situação seu melhor amigo, concordou que seria o pai de seu filho, porém após um desentendimento sobre a questão com seu namorado, o amigo simplesmente desiste de ajudar Emma o que leva os dois a iniciarem uma discussão no hall da empresa em que Emma trabalha.

Aidan Fitzgerald é um típico mulherengo, poderoso dentro do ambiente de trabalho e também nas suas conquistas amorosas, com seu charme não leva um fora de mulher alguma, a não ser de Emma, que o dispensou em uma festa.


Resenha: A Escolha, @univdoslivros

05 janeiro 2018
Emocione-se e se surpreenda com a tão aguardada sequência da série best-seller Irmandade da Adaga Negra, da autora best-seller do The New York Times, J. R. Ward! Xcor, líder do Bando de Bastardos e acusado de traição contra o Rei Cego, enfrentará um interrogatório brutal e um destino tortuoso nas mãos da Irmandade da Adaga Negra. Todavia, depois de uma vida marcada pela crueldade e por decisões infelizes, ele aceita seu destino de soldado, sendo que seu único lamento é a perda da fêmea sagrada que nunca foi sua: a Escolhida Layla. Somente Layla conhece a verdade capaz de salvar a vida de Xcor. Mas revelar seu sacrifício e sua herança secreta exporá a ambos e destruirá tudo o que Layla mais ama – até mesmo o papel de genitora de seus filhos preciosos. Dividida entre o amor e a lealdade, ela precisará criar coragem para enfrentar sua única família, a fim de defender o macho que amará para sempre. Além disso, mesmo se Xcor recebesse o perdão de alguma maneira, ele e Layla teriam de enfrentar um desafio ainda maior: criar uma ponte sobre a fenda que afasta seus mundos sem sedimentar o caminho para uma guerra de proporções ainda mais devastadoras, incorrendo em desolação e morte. Além disso, quando um velho e perigoso inimigo retorna a Caldwell, e a identidade de uma nova divindade é revelada, nada é certo ou garantido no mundo da Irmandade da Adaga Negra, nem mesmo o amor verdadeiro.

Oi gente!
Olha eu aqui trazendo a minha primeira resenha de 2018, e é a resenha do Xcor e da Layla, o livro tão esperado do Bastardo mais querido de todos!

Resenha: Um Beijo à Meia-Noite, @editoraarqueiro

03 janeiro 2018
Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

Eloisa James faz releituras de contos de fadas. O primeiro livro é uma releitura de A Bela e a Fera (se chama Quando a Bela Domou a Fera), ainda não lido por mim, e o segundo é este, que é uma releitura de Cinderela.

Eu adoro contos de fadas e adorei a versão de Cinderela que a Julia Quinn fez em Um Perfeito Cavalheiro (a história de Benedict). Por isso, me interessei em ler Um Beijo à Meia-Noite. Se você me perguntasse agora se gostei do livro, eu vou dizer que sim. Se o recomendo a você, a resposta também será afirmativa. Acontece que não darei a nota máxima a ele e logo mais vou dizer o motivo.

Kate é a nossa Cinderela. Seu pai faleceu e ela ficou na casa, junto com a madrasta e sua filha, exercendo todas as funções possíveis, já que a madrasta dispensou quase todos os criados. Kate já passou da idade de se casar (para os padrões da época), mas não tem esperanças porque ela não sai de casa, e também porque não possui dote (todo o dinheiro de seu pai foi tomado pela madrasta como dote de sua filha).