Trecho de Undefeated

15 janeiro 2018


Hello pessoas, vocês já sabem que Undefeated, novo livro de Jane Harvey-Berrick e Stuart Reardon sai agora dia 23 de janeiro nas gringas né? A previsão é de que o mesmo saia no primeiro semestre aqui no Brasil, já que os autores estarão presentes no The Gift Day – Love, em junho

A autora liberou um trecho do livro hoje, e com sua autorização, postamos o mesmo em tradução livre. Aproveite para conhecer um pouquinho da interação de Nick e Anna. E de preferência liguem os ventiladores, porque é um trecho daqueles bem quentes!!

Aquela dica legal heim, se for reproduzir o trecho dê os créditos ao Blog!!


"Perceberam", Anna começou com cuidado, "que você não está envolvido com o time ou ... ou comigo durante minhas sessões de treinamento".
Seus lábios se apertaram e seu cenho se aprofundou.
"Olha, eu sei que isso é muito estranho", ela suspirou, "mas seu comportamento já está preocupando Sim. Está fazendo com que ele se pergunte sobre seu compromisso com a equipe ".
Nick explodiu, sua raiva encheu o espaço quando ele se pôs de pé e começou a andar de um lado para outro, esfregando as mãos sobre o rosto.
"Ele está questionando meu compromisso ?! Eu treino mais do que todos! Eu treino nos meus dias de folga ", ele cuspiu furiosamente, sua voz rouca de emoção.
"Nick…"
"Estou lá fora, dando o o melhor que posso, treino mais e mais duro que qualquer outro!"
"Nick…"
"Eu lutei para retornar de uma lesão. Eu estou em forma! Estou pronto! EU…"
"NICK!" Anna bateu sua mão na mesa de massagem. "Você vai me ouvir!"
Seu maxilar fechou-se e seus olhos tempestuosos se estreitaram sobre os dela.
"Sim não viu esse compromisso durante minhas sessões".
"E nós dois sabemos o porquê disso", ele zombou. "Você não quer nenhum compromisso comigo".
As sobrancelhas de Anna dispararam e Nick olhou como se ele já estivesse se arrependendo de suas palavras. Ele respirou fundo e desviou os olhos enquanto Anna escolheu as próximas palavras cuidadosamente.
"Você me assegurou que você poderia ser profissional e ..."
"Sim, bem, desculpe-me, se te ver de novo, mexe com minha cabeça! Nem todo mundo pode ser tão frio e calculista como você! "
Ela sabia que ela merecia sua raiva, mas sua própria frustração estava aumentando para encontrar a dele. A pressão vulcânica no interior começou a se mostrar, procurando por uma saída, buscando fraqueza.
"Eu não posso ter nenhum tipo de relacionamento com um cliente!" Ela sibilou, seu corpo rígido. "Você sabe disso!"
"Não a impediu antes", ele provocou.
"Você não era um cliente até então", ela engasgou. "Mas você está certo - eu deveria ter parado. Oh, cara, estou arrependido agora! "
E ela jogou a prancheta sobre a mesa, apontando um dedo para seu rosto.
"Você está tentando arruinar isso para mim? É isso que está fazendo? Seu ego não pode suportar, então você vai ter certeza de perder esse contrato? Ou talvez arruinar a minha reputação para sempre nos deixará empatados. Você me diz, Nick! O que você quer de mim?"
Ela estava respirando rapidamente, suas bochechas coradas, em contraste com sua pele clara.
Ele rondou em direção a ela, sua mandíbula apertada, as mãos fechadas em punhos.
"O que eu quero? Eu quero fodê-la tão forte que você nunca esquecerá que é o meu pau que esteve dentro de você. Eu quero você gritando meu nome. Quero que você diga que não foi um erro. Isso é o que eu quero, Anna, e está me matando para não tocar em você! "
Ele estava tão perto, ela podia ver as manchas douradas em seus olhos irritados, sentir o cheiro do suor salgado em sua pele e sentir o calor de seu grande corpo.
Ela lembrou. Ela lembrou-se de tudo. Do jeito que eles se moveram juntos, o jeito em que o pescoço tomava forma e os olhos apertados quando ele gozava, do jeito que ele colocou o rosto no pescoço dela, respirando acelerado.
Seu corpo estava cheio de calor.
"Oh Deus! EU…"
Nick não a deixou terminar a frase, embora pareça improvável que as palavras viessem até ela.
Uma grande mão enrolada em torno de sua cintura, a puxando para ele, e seus lábios cobriram o dela de forma possessiva, sua língua invadindo sua boca.
Sua cabeça gritava não, mas seu corpo estava no enlouquecido.
As mãos de Anna rasparam os cabelos curtos de Nick e, quando seus dedos desarrumavam futilmente os fios, ela passou as mãos em sua camiseta úmida, puxando-o para a frente, de modo que seus corpos estavam pressionados juntos.
Ela lambeu o suor em seu pescoço, arrastando a língua sobre a pele de uma maneira que sabia que o deixava louco.
Ele meio gemeu, meio grunhiu quando puxou a camiseta sobre sua cabeça e ele rasgou sua camisa, os botões estalando e caindo pelo chão em todas as direções.”

Gostaram? Então não esqueçam de adicionar o livro em sua estante no GoodReads e os links de pré venda estão abaixo.

Até mais!

3 comentários

  1. Pqp! ❤
    🔥🔥🔥🔥🔥🔥🐸💧💧🐸💧🔥

    ResponderExcluir
  2. Uau!!! Q cena hein?? Deu muito calor aqui!!!
    Já vejo a Ana do Notas, se sentindo na cena, com o Stu o__o kkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Ah, Meu Deus! Amei, queroooo com certeza na minha estante. Já tô sofrendo pq não leio inglês e me programando pra ir ao Rio.


    Beijos

    ResponderExcluir