Casada até Quarta, @Verus_Editora

15 março 2018

O contrato de casamento deles previa tudo.. menos se apaixonar. 
O primeiro livro da série Noivas da Semana. 
Blake Harrison: rico, nobre, charmoso... e precisando de uma esposa até quarta-feira. Para isso, Blake recorre a Sam Elliot, que não é o homem de negócios que ele esperava. Em vez disso, ele encontra Samantha Elliot, linda e exuberante, com a voz mais sexy que ele já ouviu. 
Samantha Elliot: dona da agência de casamentos Alliance, ela não está no menu de pretendentes... até Blake lhe oferecer milhões de dólares por um contrato de um ano. Não há nada de indecente na proposta dele, e além disso o dinheiro vai ser muito útil para quitar as contas médicas da família dela. Samantha só precisa disfarçar a atração que sente por seu novo marido e evitar a todo custo a cama dele. 
Mas os beijos ardentes de Blake e seu charme inegável se provam muito difíceis de resistir. Era um contrato de casamento que previa tudo... menos se apaixonar. Agora só resta a Samantha proteger seu coração até que o contrato chegue ao fim.


Estou lendo, sempre que possível, os livros mais antigos do meu Kindle. Pela ordem, deveria ler Casada até Quarta após terminar a leitura de O Príncipe Corvo, mas eu hesitei porque achava que Casada até Quarta também era um romance de época e eu queria ler algo diferente. Mesmo assim insisti e logo percebi que me enganei, quando li que os protagonistas iriam se encontrar em uma Starbucks. Oi?

Eu me enganei completamente! Mas isso aconteceu porque julguei o livro pela capa, já que geralmente não leio sinopses. É um romance delicioso, fofinho, bem clichê (que eu adoro). Chick-lit delicinha! 

Mas vamos à história, porque preciso convencer você a ler esse livro. Digo esse livro porque ainda não li os outros da série Noivas da Semana, mas pretendo. Só deixa eu diminuir um pouco mais a minha lista de leitura, que só tem aumentado.

Blake é um duque, mas um duque dos tempos modernos. Para que ele receba sua herança, que acompanha uma linda mansão, ele precisa se casar até os 36 anos. E adivinha que idade ele tem agora? Pois é, ele precisa se casar até a próxima quarta-feira para que a exigência do testamento de seu pai seja cumprida.

Sendo assim, ele deixa suas “namoradas” de lado e vai à procura de uma esposa que concorde com seu plano, e que não sinta atração alguma por ele. Mas o plano de Blake já começa errado, porque ele acredita que Sam é O proprietário da agência de relacionamentos, e não A proprietária.

Após conhecer o perfil de algumas candidatas, todas perfeitas, Blake resolve pedir Sam em casamento. Ou seja, pede que ela assine o contrato de casamento, sendo sua duquesa por um ano. A proposta é irrecusável, pois mexe com o lado financeiro e familiar de Sam, e ela aceita. Tudo sem paixão, é claro (pelo menos é o que eles acham).

Mas obviamente os dois vão se apaixonar. Fim? Claro que não! Que graça teria? Até o melhor clichê precisa de uma emoção! Não se esqueça de que Blake é um duque, sendo assim ele é muito rico. Além disso é bonito e tem muitas pessoas dispostas a se vingar dele. Assim, Blake e especialmente Sam têm suas vidas invadidas, para que não haja dúvidas sobre a veracidade do casamento.

A história é bem parecida com o filme (que eu amo) A Proposta e com o livro Um Milhão de Motivos para Casar (veja e leia, por favor!). Mas nossos pombinhos estão longe do final feliz, porque um adendo no testamento do pai de Blake pode por o relacionamento deles a perder.

Aqui está um adendo selado que deveria ser aberto depois que você se casasse.

Esse adendo não é algo simples, pelo menos para um casamento até então sem paixão, apenas para cumprir cláusulas de contrato. Virão a partir daí muitos mal-entendidos, prepare-se! Especialmente porque estamos mexendo com emoções, com a confiança de alguém que já perdeu muito.

Estamos falando de Samantha, a nossa queria Sam, que teve o pai preso, a mãe morta (suicídio), a irmã internada em uma clínica por um suicídio não concretizado e a traição de um namorado, que provocou tudo isso. Então, não é fácil cumprir essa cláusula sem magoar Sam. Como será que tudo se resolverá? Leia Casada até quarta para descobrir.

Ficha técnica:
Autor: Catherine Bybee
Editora: Verus
Ano: 2017
Páginas: 196

Nenhum comentário

Postar um comentário