Resenha: Como se Vingar de um Cretino, @harlequinbrasil

28 março 2018
Era uma vez um notório visconde Dare, que seduziu lady Georgiana Halley e tomou sua inocência para ganhar uma aposta, e agora ele vai ter que pagar. O plano é simples: ela vai usar cada artifício de conquista que conhece para ganhar o coração de Dare, e então quebrá-lo. Mas o olhar do visconde tenta Georgiana a se entregar ao prazer mais uma vez, e quando ele a surpreende com um pedido de casamento, ela se pergunta: esse é mais um de seus jogos, ou dessa vez é amor verdadeiro?

Este livro gerou bastante polêmica antes de seu lançamento, já na divulgação da capa. Você lembra? Ele teve a capa idêntica a outro, de uma conhecida autora nacional. 

- Ah, Nanda, você não deveria ter citado isso! Por que não? A Harlequin se retratou de forma belíssima e eu acredito que essa repercussão tenha  sido muito boa. Afinal, me despertou a atenção para a leitura, assim como deve ter acontecido com outros leitores. 

Dessa vez a citação vai logo no começo, porque reflete o sentimento de vingança que Georgiana tem por lorde Dare, mesmo seis anos depois. Ela não medirá esforços para fazer com que ele pague o preço de seu sofrimento.


Fazer Tristan Carroway se apaixonar por ela era arriscado por mais de um motivo, mas era uma lição que ele precisava desesperadamente aprender. O visconde havia brincado com o coração de mulheres demais, e Georgiana garantiria que isso não aconteceria mais. Nunca mais. 

Não vou contar detalhes da aposta, mas envolve a reputação de Georgie, e principalmente sua mágoa jamais superada. Porque Tristan está prestes a pedir uma moça em casamento, uma donzela, nossa protagonista quer que ele aprenda uma lição e se torne um futuro bom marido. Além disso, ela se sentirá vingada, mostrando a lorde Dare como dói ser traído.

Georgie está crente que sairá ilesa desta vingança, já que seu único propósito é vingar o acontecido de anos atrás. Ela jamais confiou em alguém depois disso, mas não precisa ser gênio para descobrir (não é spolier, é óbvio) que os dois irão se apaixonar.

O plano de Georgiana para vingar Dare é excelente, mas ela não contava que também houvesse conspirações contra ela. E nem estamos falando de Tristan, mas de suas tias, e principalmente da pretendente dele. Veja bem, as conspirações das tias têm o melhor propósito possível, mas as surpresas virão de Amelia. Aliás, o livro é bom, mas ele fica muito bom a partir da metade para o final, mais ou menos em 70% da leitura. É onde realmente a conhecemos.

Mas, voltando ao que disse acima, é óbvio que os dois irão se apaixonar. Seria ótimo e muito mais simples os dois ficarem juntos, acontece que Georgie foi bastante magoada por Tristan e não é fácil esquecer a aposta. Aliás, vai rolar mais durante o livro. Mesmo assim, Dare insiste em ficar com ela, como você pode ver abaixo:

- Se estamos quites - continuou Tristan, ignorando a interrupção -, então não há motivos para não começarmos de novo. Uma lousa em branco para nós, dessa forma.

Contudo, não se esqueça de que o casal ainda tem outro problema, e ele se chama Amélia. Vai mais uma citação, excepcionalmente, porque um fato essencial colocará mais dificuldade para Dare e Georgie, pelo menos temporariamente. 

Tudo que Amelia precisava fazer era gritar, e ele seria um homem casado. 

Para resolver sua situação e saber se realmente poderá ser feliz ao lado de Tristan, Georgiana precisará agir. De que maneira? Leia Como se Vingar de um Cretino e descubra.

Ficha técnica:
Autor: Suzanne Enoch
Editora: Harlequin
Ano: 2018
Páginas: 288

Nenhum comentário

Postar um comentário