Resenha: Use-me, @thegiftboxbr

26 março 2018
Sinopse: A vida de Rhys Cole sempre girou em torno do hóquei. Ele sempre soube que quando crescesse jogaria na NHL, mas quando seu sonho de ser convocado não aconteceu, escolheu uma segunda opção: tornar-se jornalista esportivo para uma emissora local de TV. Porém, assim como nos esportes, às vezes se ganha e outras se perde. Ao flagrar a namorada na cama com um estranho, Rhys vai até o bar próximo à sua rua para esfriar a cabeça.
Após trabalhar como repórter de rua, cobrindo histórias em condições meteorológicas extremas, e trabalhando até tarde, Ashtyn Valor é promovida a principal apresentadora do noticiário da noite. Após se estabelecer na carreira, Ashtyn está pronta para dar o próximo passo na vida com o namorado. No entanto, quando ele, inesperadamente, rompe o namoro, Ashtyn decide adormecer a dor no bar mais próximo.
Rhys e Ashtyn esperavam que uma noitada, alcoolizados, mascarasse a dor daquela noite de Outubro. O que não esperavam era encontrar alguém que pudesse ampará-los da escuridão de suas mágoas.
Ou que o passado de ambos se entrelaçaria... perigosamente.
Quando a obsessão se torna perigosa, Ashtyn busca segurança em Rhys. Mas o quão seguro, de fato, eles estão?
O jogo do amor nunca para...
E o deles... estava apenas começando.
Hello pessoal, tudo certinho?!?! Vamos falar desse livro delicioso, que foi o lançamento de março da nossa parceira Gift Box. Use-Me é o mais recente lançamento da autora Kimberly Knight, que já tem aqui no Brasil publicadas a série B&S e o livro Sensation.

Ashtyn é repórter do noticiário local, uma mulher confiante, binita e muito inteligente. Namora Corey há quase um ano e obviamente, ela pensa em levar sua relação a um outro nível. Quando ele percebe isso pula fora da pior maneira.


"Caminhei pelos edifícios tentando ficar sob as marquises e fora da chuva até encontrar o bar que ficava a poucos quarteirões de distância do meu apartamento.[...] o que eu não sabia, era que essa decisão mudaria minha vida. Mas mudaria para melhor?"
Rhys é um repórter esportivo, realizado e feliz na profissão, tem uma relação legal com sua namorada, Bridgete, e sabe que as coisas estão bem. Até que um dia voltando mais cedo para casa, pega sua namorada o traindo em sua própria cama.
"Devo bater palmas quando terminarem? Devo assobiar? Devo pagar pelo show? Ou deveria fazer as três opções?"
Duas pessoas que até se conhecem por conta da profissão, mas que não tem nenhuma relação pessoal, passando pelo mesmo trauma de um final de relacionamento. Quais as chances disso dar certo? Nenhuma, né? Mas quis o destino que fosse diferente. Para ajudar Ashtyn de uma situação constrangedora em um bar, eles fingem ser namorados, tomam umas bebidas juntos e se despedem.

Apesar de ficarem pensando um no outro nada acontece, eles não se procuram, passar da vontade, e então o destino, mais uma vez, conspira a favor. A partir de agora eles não fugirão da atração que sentem, e tentarão manter as coisas leves. Com tempo a relação vai ficando legal, até que chega um momento estranho...
"A maneira como Rhys me beijava, era completamente diferente. Não era nada inocente. Era quente, apaixonada e ardente. Assim como o uísque Fireball de canela que nós consumimos um tempo atrás."
Como eles não tinham nada sério, ela aceita um convite para sair, não fazendo ideia que aquele único encontro, será o fator determinante da vida deles. Com uma narrativa muito fluida, com muito mistério e um stalker que é praticamente um profissional, Kimberly nos faz mergulhar nessa história sem querermos parar.

Se não bastasse isso, o passado de Rhys acaba por colidir com o passado recente de Ashtyn e com a relação evoluindo, depois desse reencontro cruel tudo parece ruir, pelo menos aos nossos olhos. Mas a autora preparou grandes doses de suspense e susto para nós, o que nos deixa impossibilitados de parar a leitura.

Um livro cheio acontecimentos, e cheio de doçura, porque cupcakes agora nunca mais serão vistos da mesma forma, Kimberly nos leva aos rinques de hóquei, faz uma linda homenagem a um jogador das antigas, que eu obviamente fui caçar sobre a vida dele, porque sou dessas (risos), e com excelentes referências musicais, até fiz uma playlist no Spotify com cada música citada na história.
"Você me faz feliz. Me faz sentir livre. Me faz sentir vivo. E embora eu não me importe de ser usado, porque vamos combinar, baby, você pode me usar a qualquer momento, eu quero torná-la minha."
Prepare seu coração para altas doses de sensualidade, altas doses de perseguição, e muita adrenalina em uma única história. E fique esperta porque nem todos são o que parecem. Pegue seu cupcake, e aproveite essa leitura.

Cinco notas musicais para esse casal.

Ficha Técnica:
Autor: Kimberly Knight
Páginas: 300
Editora: The Gift Box
Ano: 2018
Skoob: Use-Me 

Até mais!

13 comentários

  1. Olá
    É bem difícil para mim ler os livros hot, mas você me deixou curiosa com esse negócio do cupcake XD
    Também sou dessas que corre para o Google quando se depara com uma referência.

    ResponderExcluir
  2. Olá ,estou extremamente curiosa para ler esse livro. Só pela capa mais a sua resenha aumentou a minha vontade de ler esse livro .dica anotada

    ResponderExcluir
  3. Apesar do enredo previsível eu gosto de narrativa fluída e com boa doses de suspense. Com toda essa doçura que mencionou eu anoto a dica.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie!

    Vejo bastante gente comentando esse livro por ai, mas essa é a primeira resenha realmente que leio dele, gostei da proposta da autora, mas não é uma obra que estou procurando no momento para leitura, mas deixarei o nome guardado aqui para quem sabe no futuro ler!

    Bjss

    ResponderExcluir
  5. A capa e a sinopse já me deixou bem interessada e pelas suas perspectivas fiquei ainda mais curiosa.

    ResponderExcluir
  6. Oii,Nana! Nunca li nada da autora,mas sempre ouvi muitos elogios a ela. Adorei a história e me pareceu ser daquelas que nos envolve de forma especial! Já coloquei na minha lista de futuras leituras!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi Anastacia.

    Sua resenha me deixou bem curiosa pelo livro, pois não conhecia ele. Gostei muito de saber que é um livro cheio acontecimentos, e doçura, isso despertou o interesse à mais. Sua dica está anotada.

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Parece uma história interessante. Fiquei curiosa para saber melhor como o passado dos dois vai se intercalar.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  9. Uau!!
    Nunca tinha ouvido falar do livro nem da autora. Estou encantada com a história e PRECISO ler esse livro!!! Confesso que o começo me lembrou muito uma outra resenha que li, com uma obra parecida, mas não era um livro hot, então não são o mesmo livro. E esse aqui me encantou muito mais. Não parece ser uma simples história de amor.

    Obrigada pela indicação!

    Bjs, Abby
    Blog Linhas Tortas

    ResponderExcluir
  10. Eu honestamente ando meio cansada de livros hot.
    Acho que exagerei na leitura dessa vertente literária... rs
    Não conhecia essa obra e para ser mais específica, nem sabia que a the gift box tinha virado editora.. rs Bem legal!
    Gostei da sua resenha, mas essa dica, hoje eu vou deixar passar.

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Anastácia!
    Eu não conhecia o livro mas fiquei muito interessada. Primeiro porque adoro esse estilo e depois porque deve ser muito bom ler um livro que se passe nesse universo do jornalismo esportivo. Já está na minha listinha.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Não conhecia o livro ainda e fico feliz que você tenha gostado. À primeira vista, eu teria deixado a leitura passar, mas depois de ler sua resenha, considero a possibilidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Ainda não conhecia esse livro, mas, pelos seus comentários é exatamente o tipo de livro que curto! Amei saber que é um livro cheio acontecimentos, e cheio de doçura... Direto para os desejados <3
    Bjo

    ResponderExcluir