Resenha: Disgrace

28 junho 2018
Sinopse em tradução livre: A cada dia eu rezei para meu marido me amar novamente.Depois de dezessete anos juntos, ele se afastou de mim e entrou nos braços de outra.Eu não sabia como lidar. Não sabia o meu valor. Eu não sabia como existir sem ele ao meu lado.Tudo o que eu queria era que ele voltasse para mim.Então, Jackson Emery apareceu.Ele deveria ser uma distração para minha mente. Uma aventura de verão. Um impulso de confiança para meu coração ferido.Nós fomos perfeitos um para o outro, porque ambos sabíamos que não duraria. Jackson não acreditava no compromisso, e eu não acreditava mais no amor. Ele era muito jovem para mim, e eu estava muito danificada para ele.Tudo estava bem, até que numa noite meu coração pulou uma batida.Não esperava que ele me fizesse rir. Que me fizesse pensar. Que fizesse minha tristeza desaparecer um pouco.Quando nosso tempo acabou, meu coração não sabia como se afastar.A cada dia eu rezava para meu marido me amar novamente, mas lentamente minhas orações começaram a mudar para o homem que não era o certo para mim. Eu rezei por mais um sorriso, mais um beijo, mais uma risada, mais um toque ...Eu rezei para ele ser meu.Mesmo sabendo que seu coração não estava destinado a amar.

“When life fell apart, I was always thankful tha best friends existed.”

Hello pessoas, tudo certinho?? Sabe quando lemos aquele livro e temos certeza que nunca mais esqueceremos? Aquele livro que consome nosso coração e nossa alma? Não são muito livros que fazem isso, né?! Então preparem seus corações para conhecer Disgrace! Pois o livro faz jus ao título em todos os sentidos.

Grace passou dezessete anos casada, ansiando que seu casamento tivesse a emoção e o amor que ela almejou. Que ela conseguisse a família que tanto sonhou, e por quem ela estava, até hoje, esperando. Às vezes quando ela tentava entender o que de errado havia em sua relação, ela sempre se convencia que o problema era ela. A falta de amor, a falta de interesse, a falta de desejo de Fynn só podia ser culpa dela. Até que ela descobre, da pior forma possível, que não! Nada era culpa sua, e sim culpa da deslealdade das pessoas que deveriam amá-la.

Jackson teve uma vida muito difícil. Conhecido como a ovelha negra de Chester, ele e seu pai são os monstros da cidade. Cidade pequena, onde todo mundo sabe de tudo e de todos e, onde fofocas tomam proporções ainda maiores do que o aceitável. E onde as pessoas insistem em julgar e medir as outras por suas posses, por seus familiares e por seu passado. O dele, no caso, é conturbado demais para aquela cidade. Desde a sua infância teve que aprender a tolerar o julgamento e a ira de pessoas que não sabem nada sobre ele.
“Everything i’d learned abaout hating people, I had learned from my father.”
Duas pessoas completamente perdidas e quebradas. Pessoas que a vida bateu o tempo inteiro e que tiveram que aprender como sobreviver. Ela doce e amável, sempre achou que assim conseguiria ser uma pessoa melhor, mas só conseguiu traição e ingratidão. Ele era duro e grosseiro, uma casca dura criada para se defender de tanto julgamento, mas que esconde o coração de um menino, ainda apaixonado por livros YAs (esse é o detalhe mais fofo sobre Jackson Emery).
“My heart... Damn my heart. I didn’t know it still knew how to beat.”
Estamos falando de Brittainy né, então obviamente quando achamos que poderemos respirar, nos deparamos com mais e mais pedacinhos de cada uma dessas almas partidas. Jackson sonha, assim como Grace. Cada um ficou preso física e emocionalmente em suas obrigações. Ela como esposa, ele como filho. Mas ambos conservam a esperança de que possam, talvez um dia, realizar cada um de seus desejos mais secretos. Por ora eles se contentam em ser um alento para o outro.

Meu coração partiu a cada capítulo, depois se reconstituía na mesma velocidade, aí voltava a partir. Grace é adorável em todos os sentidos. Uma personagem sensível e encantadora, cheia de vida e alegria, que contagia a todos, dentro e fora do livro (te desafio a não gostar dela). Impossível passar indiferente a ela. E não tem como ler esse livro e não se apaixonar e se encantar com ,Jackson. Desde o início ficamos envolvidas com sua vida e aguardando o desenrolar de tudo o que ele viu e viveu.
“ – What do you see when you look at him? What do you see when you see Finn?–  I See my past. I see everything I was, and everything I was not. [...]– And what do you see when you look at me? [...]–  Possibilities “
Um livro para ser degustado e amado. Um livro para te tirar dos trilhos. Um livro para você se apaixonar loucamente. Um livro para levarmos para a vida. Always and Always!!

Cinco notas e com certeza um dos melhores livros que já li na vida. Com certeza o melhor livro escrito pela Brittainy até hoje.
“She wasn’t a mirage. She wasn’t a dream.She was real… she was there.”
Não esqueça de adicioná-lo em sua estante do GoodReads e Skoob. O mesmo já se encontra disponível na Amazon.

Ficha Técnica:
Autor: Brittainy C. Crerry
Páginas: 402
Editora: Indie
Ano: 2018
Skoob: Disgrace

Até mais!

Um comentário

  1. Ah Anastacia, eu quero ler esse livro, depois de ler essa resenha é impossível não querer pegar e devorar ele, adorei a resenha, beijinhos!!!

    ResponderExcluir