Resenha: Inesquecível

30 junho 2018
Sinopse: Não é mais a música que move a banda Originals.Depois do acidente, onde as perdas ainda são difíceis de se aceitar, os integrantes tentam lidar com a dor da melhor forma que podem.Quando o passado é torturante e o presente se torna confuso, eles terão que provar que o vínculo que os unia vai muito além dos palcos.Mas, quando a música decide voltar a tocar unindo duas - improváveis - pessoas, nada pode separá-las.Nem eles próprios.Eles não sabiam que podiam amar novamente, até hoje.

“Tudo está do mesmo jeito, Josh.
— Eu sei. Mas tudo mudou, também, não é?”

Hello pessoas, dia de lançamento e o que nós temos?!?! RESENHA!!!
Hoje é o dia de lançamento de Inesquecível, terceiro e último livro da série The Originals da Andy Collins. Sim, esse ser cruel que nos torturou por um tempo, acabou o livro e fez o quê?!?!? Perguntou se eu gostaria de ler antes do lançamento!! Quer o mundo, Andy?? Vem cá que eu te dou!!! MENTIRA. Não dou nada, e vocês entenderão o motivo, me acompanhem.

Primeiramente, um aviso: você precisa ter lido os dois primeiros livros para ler Inesquecível; tem resenha de Insano e Insensível, confira. E por último, mas não menos importante, essa resenha NÃO CONTÉM SPOILERS, pode ler sem medo.

Depois do ocorrido no final de Insensível, ficamos todos nos perguntando o que de fato teria acontecido, certo?! Eu ainda tinha esperanças, porém não seria a Andy Collins, se nossas esperanças fossem atendidas, certo?! Então ela não errou. Não pecou. Ela simplesmente destruiu meu coração e espera que eu continue gostando dela... no way, baby!!! Mas voltando à resenha, a construção de uma história precisa ser o mais verossímil para conseguir passar exatamente aquilo que se pensa acontecer em determinada situação, certo?! E foi aí, nesse quesito, que ela conseguiu me surpreender. E, também me agradar.
“Eu sorrio, porque Micah tem razão. As crianças e as garotas precisam de nós, e eu também sinto falta dos conselhos dele. Olho para cima e fecho os olhos, respirando fundo.”
Quando um autor se dispõe a executar determinada ação, ele tem que estar disposto a arcar com as consequências, boas ou não, daquela ação. É assim que nos deparamos com esse livro, um que veio para finalizar histórias, concluir a série e mostrar que uma pitada de ousadia sempre trará resultado. Li o livro todo em dois dias e meio, acho, porque precisava saber o que vinha depois. O que aconteceria depois. O que teria depois. E apesar de, querer algumas coisas que não estão lá, a história me cativou e conquistou.
“Não enxergo mais.Não ouço mais.Eu só sinto.”
A banda Originals precisou se reconstruir, reinventar e enquadrar-se em sua nova realidade. Realidade essa que trouxe consequências para a vida de todas pessoas nela envolvida. Com essa reviravolta, novas pessoas surgem e antigas se aproximam. E, é nessa redescoberta coletiva que acontece a maior autodescoberta. Às vezes, precisar lutar e levantar-se todos os dias é como algumas pessoas conseguem o que tanto sonham, outras precisam fazer isso para sobreviver. E quando a dor é muito profunda, todos precisamos de uma luz para nos guiar, ou quem sabe, a escuridão. E, dessa vez, por mais que queiramos algo diferente, nem sempre o que queremos será o que teremos.

Com um encerramento digno, uma proposta diferente de tudo aquilo que se delineou, pelo menos para mim enquanto leitora, Inesquecível veio com tudo para ser o encerramento necessário, mesmo que eu tenha sentido falta de algo que me deixasse com o coração na mão. Não digo pela vida deles, mas pelo desfecho de suas relações. Ainda assim, mais uma vez, Andy Collins nos surpreende e nos leva a mergulhar em uma trama bem construída e cheia de nuances; bem ao seu estilo enigmático. Inesquecível veio para encerrar a Era The Originals e consolidar sua escrita sempre cheia de surpresas. 
“A única coisa que importa agora é que o meu coração bate por ele, e não tenho dúvidas que o dele também bate por mim.”
Quatro notas e meia pulsantes e graves e a sensação de dever cumprido!


Ficha Técnica
Autor:Andy Collins
Editora: Planeta Literário
Ano:2018
Páginas:379
Skoob: Inesquecível 

Até mais!

Nenhum comentário

Postar um comentário