Resenha: O Amante da Princesa

23 julho 2018
Sinopse: Um romance sensual e divertido sobre as escolhas que são feitas por nós — e sobre tomar as rédeas da vida nas próprias mãos.
Maria Amélia de Bragança é princesa do Brasil, prometida a Maximiliano Habsburgo, arquiduque da Áustria. Mas não há nada que ela deseje menos do que esse casamento: como alguém pode querer que ela se case com um homem que nem sequer conhece? O que Amélia não esperava é que seu noivo chegasse ao Palácio das Janelas Verdes, em Lisboa, acompanhado do amigo Klaus Brachmann, um homem charmoso e experiente que se sente compelido a seduzir a princesa apenas pelo prazer da conquista. Uma viagem inesperada que Maximiliano precisa fazer se mostra a oportunidade perfeita para que Klaus ensine uma coisinha ou outra a Amélia entre quatro paredes... E, conforme o jogo avança, a possibilidade de casamento se torna cada vez mais remota para a princesa, que agora precisa proteger seu coração a todo custo.

Hello pessoas, tudo certinho?!?! Romance de Época é o que vocês quererm?? Então é o que teremos. E hoje é um livro que me surpreendeu positivamente em muitos aspectos. Vamos conferir? Ahhh mas antes deixa eu falar aqui, apesar de uma história baseada em pessoas que de fato existiram, essa é uma obra de FICÇÃO! Não custa lembrar 😉

A princesa herdeira de Portugal, precisa casar, afinal ela precisa conseguir um marido para manter a hegemonia de seu país. O escolhido, um arquiduque austríaco. Isso te parece um tanto quanto conhecido?!?! Te lembrou das aulas de história da escola? Te lembrou da Época monárquica do nosso país? É porque realmente a história foi baseada.


"Talvez eu leia romances demais, ou talvez o amor de meus pais me tenha cegado para as verdades da vida. Mas, ainda assim, eu acredito que uniões sem paixão não deveriam existir."
Na realidade, tudo no livro desperta nosso interesse em mergulhar mais e mais nos acontecimentos do mundo. O livro tem uma escrita incrível, nos deixa o tempo todo ansiando por mais acontecimentos. Mas percebo que nesse momento voce deve estar se perguntando, se ela ia casar com ele, porque o amante no título, certo? Vou esclarecer.

E é aqui que está o diferencial da história, a autora introduziu um personagem que logo de cara nos desagrada tanto quanto a própria princesa, entretanto ele é aquele que nos fará querer virar as paginas mais aceleradamente. Ele é quem nos fará entender que os anseios e as obrigações de alguém da monarquia não caminham lado a lado, principalmente nos séculos passados.
"O amor assume diferentes formas para cada um, Srta. Amélia, e pode despontar mesmo que não exista paixão."
Apesar de parecer que tudo o que importa na história é o casamento, que vocês hão de convir era o grande acontecimento daquela época para qualquer herdeira do trono, temos aqui um tanto de relações interpessoais, um tanto de responsabilidade e obrigação para com o próximo e porque não, um tanto de amor. Maria Amélia e Maximiliano amam, só não ao outro.

Mas quem ele é e o que de fato acontece, você precisa ler o livro pra saber. Com uma pegada sensacional, nos levando para visitar ares diferentes, enfim saindo de Londres, como bem comentou a Carol do Leituras Diárias e com muita sensualidade e otima dose de comédia, Larissa Siriani nos faz aterrissar no que há de melhor dos romances históricos.
" - Não é o tempo que determina o amor. Há pessoas que se apaixonam em poucas horas, outras que passam décadas sob o mesmo teto sem nunca se amarem."
Simplesmente apaixonada por essa história. 4 notas merecidas.

Ficha Técnica:
Autor: Larissa Siriani
Páginas: 224
Editora: Verus
Ano: 2018

Até mais!

Nenhum comentário

Postar um comentário