Resenha: Movido pela maré

17 outubro 2018
A saga dos irmãos Quinn continua. Edição com nova capa. Ethan é um homem do mar. Dos irmãos Quinn, ele sempre foi o que, como o pai, Ray, nutria uma paixão pela costa de Maryland. Agora que Ray se foi, Ethan está determinado a transformar o negócio da família — a construção de barcos — num grande empreendimento. Em meio às suas ambições, ele irá se deparar com os desafios mais importantes de sua vida: cuidar de Seth, jovem acolhido por Ray antes de sua morte, e conquistar Grace Monroe, a mulher que sempre amou. Sob as águas aparentemente calmas da rotina de Ethan escondem-se lembranças de uma vida sombria e dolorosa. Para superá-las, ele terá de enxergar além de sua vasta tristeza, e aceitar não apenas quem é, mas quem foi. Em seu passado escondem-se a chave para seu futuro e a única chance de alcançar a felicidade.

Não sei por que, mas eu acreditava que o segundo livro dos irmãos Quinn fosse contar a história de Phillip, deixando Ethan por último. Então, reagi com surpresa quando li a sinopse deste livro. Adorei, porque Ethan é parecido comigo no sentido de apreciar as coisas boas e simples da vida, e também por conta de algo que vai acontecer no livro: sua aproximação com alguém que fez parte de sua vida toda, mas o casal só foi formado quando ambos estavam adultos, como eu e meu marido.

Bem, mas se Grace realmente quiser conquistar Ethan, ela vai precisar batalhar muito! A garota já não para (limpa casas, ajuda na pesca e ainda é garçonete em um bar, além de ser mãe e dona de casa), mas ela precisará dedicar algumas horas do seu dia para conquistar o bonitão. Afinal, ele é calmo, sempre na dele, apesar de desejar Grace desde que eram praticamente crianças.



Pelo que lhe dizia respeito, porém, ela continuava quase tão inocente e ingênua como quando tinha quatorze anos. Foi quando ela atingiu essa idade que ele começara a alimentar os tais pensamentos escuros e perigosos a seu respeito. Ele se forçara a afastá-los naquela ocasião. Pelo amor de Deus, ela era apenas uma criança! E um homem com o passado dele não tinha o direito de tocar em algo tão puro. Em vez disso, ele se tornara seu amigo e se contentara com isso. Pareceu-lhe que dava muito bem para continuar sendo apenas seu amigo... simplesmente, amigo. Só que, ultimamente, os velhos pensamentos voltaram a atormentá-lo, chegando com mais força e frequência. Aquilo estava começando a ficar muito difícil de controlar.

A casa dos Quinn agora possui mais um integrante: Anna, a mulher de Cam, protagonistas do primeiro livro. E Grace fica toda preocupada porque acredita que possa perder a faxina, mas Anna se mostra bem animada com a ajudante e aposta que ela precisa dar um empurrãozinho na relação de Grace e Ethan.

Alguma coisa já está rolando entre eles, mas seu irmão é mais lento que uma tartaruga capenga. - Ethan é mais lento que uma tartaruga capenga usando bifocais, você está certa, mas esse é o jeito dele. Você não acha que eles deveriam resolver esse assunto por conta própria?

Pois é, pode ser que as atitudes de Anna, por mais que sejam cheias de boas intenções, sejam rechaçadas, já que Grace é uma mulher independente, que batalha pelo que quer e não gosta de depender de alguém. Será que ela não vai atrapalhar, ao invés de ajudar?

Contudo, a história de Grace e Ethan também tem algo a mais: a adaptação de Seth ao novo lar, e as novidades no seu caso. Será que os irmãos continuarão com a guarda? E sua mãe, onde está? Seu pai adotivo é seu pai biológico? Ele realmente se suicidou? Também temos muito trabalho, no mar e no galpão, com os irmãos dormindo pouco e ralando muito para dar conta de tudo. 

Para completar, finalizo a história com um trecho que mostra mais complicações. Por mais que Ethan queira ficar com Grace, sua bagagem emocional não o deixa, os traumas que sua mãe deixou nele. 

Não posso me casar com você. Não posso lhe dar filhos. Prometi a mim mesmo jamais me arriscar a passar adiante, para uma criança, qualquer pedaço dela que possa estar em mim, dentro dos meus genes. 

São muitas complicações, mas você deve saber que Nora Roberts é uma autora fantástica e que ela vai dar um jeito em tudo, da melhor forma possível. Ansiosa para o livro de Phillip!

Ficha técnica:
Autor: Nora Roberts
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2018
Páginas: 336

3 comentários

  1. Ahhh, estou louca pra ler esse livro. Assim como você também achei que o segundo fosse ser a história do Phillip, mas estou bem feliz que é do Ethan. Amei Arrebatado pelo mar, já havia lido há muito tempo atrás mas não lembrava de nada. Adorei a interação entre os irmãos, as questões sobre familia, amo livros assim. E gostei de saber que o casal anterior vai participar ativamente dessa história também, essa é uma das características que nais está me chamando atenção nos últimos livros da Nora que li: a continuidade da história nos livros de outro personagem. Espero que a editora publique toda a série novamente, inclusive o livro do Seth, Protegido pelo Porto, que será o último. Estou amando reler ( ou ler mesmo, já que não lembro quase nada) e já estou ansiosa pelos próximos volumes. Parabéns pela resenha, adorei!

    ResponderExcluir
  2. Só corrigindo uma informação que postei no comentário anterior: o livro do Seth é Resgatado pelo amor; Protegido pelo Porto é o livro do Phillip; confundi os títulos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sabia do livro do Seth, soube ontem por você! Que legal, espero que tenha também, adoraria saber mais sobre este Quinn!

      Excluir