Resenha: Nada Mais a Perder

31 janeiro 2019
Na juventude, Henri Lachapelle foi um cavaleiro de raro talento, entre os poucos admitidos na academia de elite do hipismo francês, o Le Cadre Noir. Contudo, reviravoltas da vida o levaram da França a Londres, onde ele agora vive em um simples conjunto habitacional. Sem nunca abandonar o amor pela antiga carreira, aos trancos e barrancos Henri ensina a neta, Sarah, a montar o cavalo Boo, na esperança de que o talento da dupla seja o passaporte para uma vida melhor e mais digna para todos. Mas um grande golpe muda mais uma vez os planos de Henri Lachapelle, e Sarah se vê entregue à própria sorte, lutando para, além de sobreviver, cuidar de Boo e manter os treinamentos. Natasha é uma advogada especializada em representar crianças e adolescentes envolvidos com crimes ou em situação de risco. Abalada emocionalmente e em dúvidas quanto a seu futuro profissional depois de um caso terrível, Natasha ainda tem de lidar com as feridas do fim de seu casamento. Um fim, diga-se de passagem, bem inusitado, já que ela se vê forçada a morar com o charmoso futuro ex-marido enquanto esperam a venda da casa da família. Quando Sarah cruza o caminho de Natasha, a advogada vê na menina a oportunidade de colocar a vida de volta nos trilhos e decide abrigar a adolescente sob o próprio teto. O que ela não sabe é que Sarah guarda um grande segredo que lhes trará sérias consequências.

Eu tive duas experiências com as obras de Jojo Moyes. Na primeira, Como Eu Era Antes de Você, quase morri junto com o Will (risos). Então, eu estava com um pé bem atrás com a autora, porque não curto muito histórias tristes, que podem me fazer chorar. Sou durona, a não ser que matem o cachorro! Depois, amei Um Mais Um, história superdivertida que indico a vários amigos. 

Sendo assim, eu precisava ler mais Jojo para desempatar. Já li Depois de Você, mas neste livro a autora não me disse muito a que veio, e ainda falta ler Ainda Sou Eu, então prefiro me referir a apenas duas experiências, uma muito triste e outra muito alegre. Nada Mais a Perder, então, teve a sua vez.

Se você leu minha resenha da semana passada, sabe que não fiquei muito feliz com a leitura (Delícia, Delícia). Eu precisava de um livro muito bom, que me animasse, e eu me assustei com a monotonia inicial de Nada Mais a Perder. Não abandonei porque a história não era tão ruim assim para isso, mas também não me dava vontade de continuar. 

Aí, eu resolvi ler a sinopse e descobri que Sarah e Natasha iriam se conhecer, e a garota iria morar na casa de Tash. Fiquei curiosa, e realmente dali em diante melhorou um pouco. Esclarecimentos feitos, agora vou contar um pouco da história para vocês.


Sarah é uma garota apaixonada por cavalos. Ela tem um que se chama Boo e ele é o amor de sua vida, amor herdado pelo avô dela, que foi um grande cavaleiro. Só que algo acontece com o senhor e Sarah, de apenas quatorze anos, é obrigada a viver sozinha.

De outro lado temos Natasha, uma mulher que  está separada do marido Mac. Eles ainda não se divorciaram, então quando ele volta para a cidade após um ano, decide que irá morar na casa de Natasha, já que também é dele ainda.

Circunstâncias farão com que Natasha e Mac resolvam acolher Sarah em sua casa. Aí a vida do casal, que já não era nada fácil, vai piorar muito. Eles precisarão lidar com assistentes sociais, namorados de ambos os lados, um cavalo fujão, uma adolescente geniosa, um avô... (não posso dizer, só lendo para descobrir) e uma viagem que colocará os nervos de todos à prova.

Quando não se tem mais nada a perder, os protagonistas sabem que é de hora de recomeçar. É preciso que todos tenham muita coragem, só assim as coisas começarão a entrar nos eixos.

A história é cheia de reviravoltas, e eu acabei gostando do livro, de modo geral. Mudou bastante do começo, e mais para o final eu estava bem mais animada para ler, mas não achei digno de notas musicais máximas. Então, vão quatro. 

Agora, seguem citações para vocês conhecerem um pouco mais sobre o livro. A primeira, quando Mac decide que a garota  ficará com eles:

Então ela fica na nossa casa. - Natasha ficou chocada tanto com o uso do pronome possessivo quanto com a ideia atrás dele. - Eu não vou jogar uma menina de quatorze anos que acaba de ter a casa arrombada em uma cela de delegacia com Deus sabe quem - completou. 

E esta, sobre um momento desesperador para nossa Sarah, quando ela chega ao fundo do poço de sua vida (ou não, quem sabe?):

Tudo estava perdido. Vô não ia voltar. Boo desaparecera. Ela não tinha lar, não tinha família. Ficou ali sentada no banco de plástico frio, apertando o casaco em volta do corpo e ignorando os olhares desinteressados das pessoas que chegavam, esperavam e então partiam para seguirem com a própria vida. 

                                                                            
Ficha técnica:
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 398

Semana que vem, voltarei!

4 comentários

  1. Sabe que esse livro ja está parado na minha estante há mais de um ano; acabei comprando todos da Jojo, pois amo a série Como eu era e Um mais um. Mas sempre que pego pra ler, outro aparece e se torna mais interessante. Gostei da resenha e dos quotes, me deixou curiosa. Quem sabe não é hora de desencalhar esse livro? É esperar pra ver!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No geral é uma boa leitura, especialmente se voce tiver bastante tempo para ler, ai a história se desenvolve rápido. Tem até partes que lembram Um mais um. Acho que vale a pena tentar!

      Excluir
  2. Oii amiga tudo bem? Gosto de leituras que prendem logo de cara sabe, mais acho que tentaria pelo fato de ter animais no enredo,isso me encanta bastante. Tenho muito receio de ler algo da Jojo e cair na bad kkk..Mais espero tentar um dia.
    Amei o post
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Pois é, Fabi, Nada Mais a Perder demorou para engatar, mas não me decepcionou no final. E o amor da Sarah e do avô dela pelo cavalo é algo admirável, que faz a gente se emocionar.

    Nesse você não vai cair na bad, te garanto kkkkk confie em mim.

    Beijos!

    ResponderExcluir