Resenha: O Abrigo

10 janeiro 2019
Era uma típica noite de sexta-feira em um shopping nos arredores de Portland, Maine, em 2005, quando três adolescentes fortemente armados começaram a atirar, matando e ferindo muitas pessoas antes de serem contidos. Anos mais tarde, dois dos sobreviventes, considerados os jovens heróis da tragédia, estão dando continuidade a suas vidas. Ela, seguindo os passos da avó, encontra na escultura uma maneira de expor as emoções. Ele, inspirado pela primeira policial a chegar ao local do tiroteio, torna-se detetive. A morte misteriosa de alguns dos demais sobreviventes do massacre parece indicar que um conspirador está à espreita. Incertos de quem será o próximo alvo, aqueles que conseguiram a duras penas reconstruir a própria história precisarão encontrar um no outro o abrigo necessário para sepultar o passado de uma vez por todas.

Tudo o que Mi, Trish e Simone queriam era curtir a noite de sexta-feira no cinema. Reed, garçom no restaurante do shopping, adoraria convidar a moça que trabalha na loja do quiosque para pegar a última sessão, e em último caso ele convidaria seu colega, gerente da loja de games. Contudo, a vida de todos eles está prestes a mudar em um piscar de olhos, quando três jovens entram armados no shopping e saem atirando a esmo, com armas potentes. 

Simone foi ao banheiro, e ao retornar, ela se depara com o caos na sala onde suas amigas estavam. Veja como aconteceu.


Pensou que os estouros altos - bombinhas? - e os gritos vinham do filme. Praguejando para si mesma por demorar e perder uma cena importante, apertou o passo. Quando se aproximou da porta da sala de cinema, ela se abriu de supetão. Um homem, com os olhos desvairados, deu um passo cambaleante antes de tombar para a frente. 

Sangue - isso era sangue? Suas mãos agarraram o carpete verde, o carpete onde se espalhava algo vermelho - e então ficaram imóveis. Luzes piscando, ela viu luzes piscando através da porta, que as pernas do homem haviam deixado entreaberta. Explosões e explosões, gritos. E pessoas, sombras e silhuetas, caindo, correndo, caindo. E a figura no escuro, passando metodicamente pelas fileiras. Viu, paralisada, quando aquela figura se virou e atirou em uma mulher que corria nos fundos da sala.
Os personagens que mencionei se tornam heróis, mas, infelizmente teremos perdas. Afinal, os três garotos, todos menores de idade, mataram 89 pessoas e feriram 242. É claro que os sobreviventes terão feridas psicológicas, que não serão curadas jamais. 

Simone foi convidada para passar uma temporada na casa de sua avó, um paraíso na ilha, para se livrar dos repórteres. Afinal, Simone foi a primeira a ligar para a polícia, dentro da pequena repartição do banheiro do cinema, e ela é muito requisitada para entrevistas.

A avó de Simone é uma pessoa extremamente fofa, pra lá de maluquinha, mas uma mulher que faz todos se apaixonarem à primeira vista, romanticamente ou não, e o tempo na ilha, no abrigo, fará muita diferença na vida da garota. Foi lá também que Simone, adulta, redescobriu o sentido da vida e tornou realidade suas paixões. 

Acontece que o massacre que aconteceu no shopping está longe de terminar, mesmo que anos tenham se passado e os sobreviventes tenham tentado seguir em frente, com as dores e cicatrizes. Afinal, havia uma mentora por trás dos três garotos, e ela não sossegará enquanto algumas pessoas não pagarem pelos erros cometidos naquele dia.

Prepare-se para conhecer uma psicopata de primeira, uma pessoa que planeja tudo, observando a rotina de suas vítimas e seus perfis em redes sociais. Se você acha que os três garotos do shopping foram vis, você não viu nada. Eles agiram por impulso, ela faz tudo com calma, devagar, para que nada saia errado. Há vários passaportes e identidades falsos, vários disfarces disponíveis, tornando muito difícil o trabalho da polícia.

Nosso garçom do shopping, Reed, agora é chefe de polícia, e ele também não sossegará enquanto não acabar com a assassina. Ele descobriu sua identidade e também diversos paradeiros seus, mostrados de acordo com o acontecimento das mortes. Um está caçando o outro, e ela mandará algumas ameaças por escrito a ele.

Aproveite enquanto pode. Nós ainda não terminamos, mas você estará acabado quando eu for atrás de você. 
Quando a vilã decide passar férias na ilha, é hora do acerto de contas. Vários personagens correm risco por conta disso, já que com o passar dos anos eles se envolvem, seja por amizade ou romanticamente. Ninguém está a salvo da assassina. 

Nora Roberts é uma autora incrível, porque para uma editora ela escreve romances, enquanto para esta ela se joga no mistério. Eu adoro, já que ela é excelente em ambos os gêneros. 

Ficha técnica:
Autor: Nora Roberts
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2018
Páginas: 462
Skoob: O Abrigo

6 comentários

  1. Ual parece incrível, essa pegada de suspense me atrai. Adorei! 💕

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É envolvente do começo ao fim. Recomendo muito a leitura. Comecei bem o ano!

      Excluir
  2. Aaah que livro! Amo a maneira como a Nora consegue entreter o leitor, caminhando do Romance ao suspense, nos fazendo querer sempre mais a cada página. Fiquei bem curiosa para saber o desfecho de tudo <3
    amei o post!
    Mil beijos!
    Fabi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só uma excelente autora, como a Nora, consegue caminhar entre dois gêneros tão diferentes, porque os romances dela são extremamente melosos, e os suspenses, pra lá de envolventes. Livro excelente, que deixa gostinho de quero mais. Beijão, querida, e obrigada pela tua amizade!

      Excluir
  3. Nunca li nada da autora, mas confesso que os livros de suspense que ela escreve, me chamam muito a atenção. Depois de ler sua resenha, fiquei bem curiosa para conhecer a escrita da Nora. Arrasou como sempre, amiga.
    Um grande beijo.

    Cris
    @ficavaiterleitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois deveria ler o quanto antes, Cris, porque ela é uma diva! Eu fico admirada de como ela consegue transitar tão bem entre os dois gêneros, e seus suspenses são de prender o fôlego. Recomendo Ao pôr do sol, para você começar. Beijos e obrigada pelo carinho.

      Excluir