Resenha: A Carta Secreta

28 março 2019
Quando sir James Harrison, um dos maiores atores de sua geração, morre aos 95 anos, deixa para trás não apenas uma família arrasada, mas também um segredo que seria capaz de abalar o governo britânico. Joanna Haslam, uma jovem e ambiciosa jornalista, é designada para cobrir o funeral, no qual estão presentes algumas das maiores celebridades do mundo. Mas ela se depara com algo sombrio além de todo aquele glamour: a menção a uma carta que James Harrison deixou, cujo conteúdo algumas pessoas escondem há setenta anos a qualquer custo. Enquanto procura retirar o véu de mentiras que encobre o segredo e dar o furo jornalístico do século, Joanna percebe que forças poderosas tentam impedi-la de descobrir a verdade. E elas não vão se deixar deter por nada para chegar à carta antes dela. Neste livro, Lucinda Riley apresenta um suspense surpreendente, sem deixar de lado o romance e a minuciosa reconstituição histórica que sempre encantam seus leitores. Com mais de 15 milhões de livros vendidos em todo o mundo, Lucinda Riley está na lista de autores mais vendidos da Inglaterra, Estados Unidos, Itália, Noruega, Alemanha e Brasil. “A carta secreta é um livro multifacetado, escrito com o primor e a poderosa imaginação que já são marcas registradas de Lucinda Riley. Um jogo de gato e rato no qual se cruzam mentiras e histórias de amor, segredos e subterfúgios, dissimulação e perigo.” – Lancashire Evening Post. 

Se você conhece minhas preferências literárias, sabe que Lucinda Riley é uma das minhas autoras favoritas. Então, logicamente eu não poderia deixar de ler o seu mais novo livro: A Carta Secreta. Eu adoro as histórias da Lucinda, os capítulos se alternando entre presente e passado, e não vou dar nota máxima para este romance justamente por conta disso. Continue lendo que eu explico.


O livro começa com Sir James já muito enfermo, falecendo alguns dias depois. Joanna é a jornalista encarregada do seu jornal para fazer a cobertura do funeral, e lá ela conhece uma senhora muito idosa, bastante doente. Circunstâncias farão com que as histórias das duas se cruzem mais algumas vezes, por conta de segredos jamais relevados. Segredos que envolvem a monarquia britânica.

Neste livro, nos envolvemos tanto com a vida de Joanna quanto com a família Harrison, especialmente Zoe e Marcus, os netos do falecido ator. Suas vidas serão unidas com o passar dos capítulos, e ambos correrão risco por conta desse relacionamento. Aliás, amor, amizade e lealdade são postos à prova o tempo todo neste romance. Por causa de uma carta escrita há setenta anos, vidas poderão ter fim. Ninguém está escape.

Se aquilo estava agora sendo administrado pelo seu departamento, ele sabia que, fosse qual fosse a história na qual Joanna havia tropeçado, era muito importante. E sabia da mesma forma que, enquanto estivesse com aquela carta, ela corria perigo.

Para não dar spoiler, vou encerrar minha explanação da história com mais uma citação, e depois vou explicar o motivo de eu não ter dado nota máxima ao livro.

Você vai mesmo publicá-la e que se dane todo o resto, como se diz? - É essa minha intenção, sim. Tanta gente morreu por causa disso. E eu... eu devo isso a alguém. Os olhos de Joanna ficaram espontaneamente marejados. - Alguém que você amou? - Ahn...sim... - respondeu ela com um suspiro. - Mas ele morreu tentando salvar a minha vida. E tudo por causa da carta. 

Tem como um romance com esse enredo ser ruim? Claro que não! A escrita de Lucinda, como sempre, é maravilhosa, a trama nos envolve desde as primeiras páginas. Aliás, como sempre digo, seus romances são ótimos para curar ressaca literária. 

Contudo, duas coisas me fizeram avaliá-lo como muito bom, e não como excelente. Eu gosto quando Lucinda escreve romances com toque de mistério, e não mistério com toque de romance. E mais: temos alternância entre presente e passado, sua característica mais marcante, mas não como costuma acontecer nos outros livros.

Os capítulos não se alteram para mostrar o que aconteceu e o que ocorre, há apenas menções do passado contadas pelos personagens. A trama é cabulosa, como você deve imaginar, e acredito que entenderíamos mais facilmente se fosse contada por quem realmente estava vivendo o momento. Só por isso, mas é claro que recomendo o livro, não teria como ser diferente!

                                                             
Ficha técnica:
Autor: Lucinda Riley
Editora: Arqueiro
Ano: 2019
Páginas: 480

8 comentários

  1. Fiquei intrigada com sua resenha, deu mais vontade de ler. Preciso confessar que não gosto muito de livros históricos, e talvez por isso eu tenha um pouco de dificuldade com algumas histórias da Lucinda. O primeiro dela que li, A garota do penhasco, adorei; ja o segundo que tentei ler, A luz através da janela, achei cansativo e abandonei com 70 paginas lidas; quero tentar finalizar ele no futuro, mas não sei quando. Eu em geral prefiro romances mais dialogados, sem muitas descrições de paisagem e, de preferência, sem voltas no tempo. Reluto um pouco em ler mais livros da Lucinda justamente por esse fato, pois acredito que esse estilo de escrita acompanha a maior parte dos livros dela. Mas, fiquei bem interessada na sinopse desse novo livro e, lendo sua resenha agora, talvez esses detalhes que você não curtiu tanto sejam justamente o que talvez me levem a gostar novamente de ler um livro dela. Ja adicionei na minha listinha e pretendo ler esse livro em breve; vamos ver como ele será pra mim!! Parabéns pela resenha, escrever sobre autor favorito é sempre uma emoção a mais, não é verdade? Ficou ótima a resenha!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, pode ser que você goste mais deste livro, porque o mistério e as explicações são dignas dos livros do Harlan Coben rsrs

      Excluir
  2. Também amo a Lucinda. Estou louca p ler esse livro 😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo, vai fundo então hehe
      Adorei seu comentário, Stela! Obrigada!

      Excluir
  3. Oi Fernanda! Ainda não li nada da autora, mas tenho livros dela em minha estante (física) e muitos outros em minha lista de leitura. Adorei o enredo, fiquei curiosa por essa carta de tanto tempo atrás e compreendi sobre a diferença na forma de escrever que lhe fez não dar nota total ao livro. Será mais um a ser adicionado em minha lista. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada da Lucinda, mas a trama parece bem complexa e envolvente... gostei! :)
    Ademais, você escreve super bem as resenhas, de forma com que eu me sinta envolvida e queira ainda mais livros na coleção, rsrs.

    Beijos.

    ResponderExcluir