Resenha: Darkness Embraced

11 março 2019
Sinopse: O AMOR MAIS PROFUNDO PODE NASCER DO ÓDIO MAIS FEROZ…⁣Nascidos para sentar-se em tronos opostos.Eles nunca foram feitos para amar.Tanner Ayers é o herdeiro da Ku Klux Klan do Texas. Alimentado com nada além de ódio, violência e intolerância desde o dia em que nasceu, Tanner mata por sua causa sem remorso.Até que ele conhece Adelita Quintana, a filha do chefe do cartel mais brutal do México.Adelita e Tanner se odeiam instantaneamente. Mas há algo entre eles que não podem explicar ou negar. O ódio se transforma em desejo, o desejo se transforma em amor e, pela primeira vez, Tanner percebe o quanto toda a sua vida foi errada.Durante anos, Tanner fez tudo o que pode para encontrar um caminho para ele e Adelita. Ele se afasta da Klan, sua família, tudo o que ele sempre acreditou, e se junta ao Hades Hangmen. Mas agora os Hangmen estão em guerra - não apenas com sua própria família, mas também com Adelita.⁣Quando Adelita e Tanner são jogados juntos novamente, eles são forçados a lutar por um amor que nunca deveria ter existido. Por um amor que os coloca e todos que já amaram em perigo.O Príncipe Branco.A princesa do cartel.E um futuro que parece envolto em trevas ... ⁣…⁣
⁣Hello pessoas, vamos falar de Hades Hangmen?? Vamos sim!!! Primeiro, eu sei que não temos nenhuma resenha deles aqui, um ato falho, mas me explico.
“You ever speak to another dirty fucking spic again and I’ll kill you, boy. You’re white. You’re the future White Prince, and I won’t have you associating with anyone who is beneath you. Beneath us.”
Eu sempre leio quando sai, é uma loucura,  quinhentos blogs falando sobre os livros, então eu sempre achei que seria mais do mesmo. Mas, dessa vez, Darkness Embraced já saiu há mais ou menos um mês, e então só consegui ler agora recentemente.

Dessa vez temos a história do príncipe da Klu Klux Klan, Tanner, o filho do governador,  aquele que foi ensinado desde criança a odiar os mexicanos, tendo que negociar com os próprios e ainda tendo que ser entretido pela princesa do Cartel Mexicano.
“I love you, princess. You fucking saved me. Not sure if you know it. But you saved me.” “Tanner—” “And now I get to save you.”
Tragédia na certa, sim ou Óbvio?? Sou obrigada a dizer que sempre que Tillie anuncia livro da série eu surto com a Josi do Hey, Bitches! (Passa lá no site delas, porque elas são as Bitches do Dark Romance, muita dica e resenha de livros nessa temática). Mas voltemos aos Hangmen.

Tanner precisa provar para os Hades que a confiança que recebeu deles é merecida e em contra partida precisa garantir que a unica pessoa que ama esteja bem. Adelita precisa saber que tudo vai ficar bem, mesmo depois de ser emboscada por seu próprio pai a aceitar um compromisso que nunca quis.
“This life . . . all this freedom . . . it means fuck all if I don’t have you.”
Em contrapartida, a Klan está de olho no clube que, não só rouba seus negócios, mas que levou dois de seus homens. Com muita emoção, aventura,  e não poderia deixar de ter, muita morte. Darkness Embraced é um capítulo emocionante e dilacerador nessa série.  Meu coração quase não sobrevive a tantas despedidas,  a tantas cartas e a tantas declarações.
"The White Prince. The cartel princess. The world tried to keep us apart. We told the world “fuck you.”
Tillie ja anunciou queno próximo capítulo da série,  será uma novela de Mozão Flame, o Hades mais psicótico e dono do meu coração.

Cinco estrelas sim ou Óbvio?!? Aguardando ansiosamente por  mais.

Ficha técnica:
Autor: Tillie Cole
Ano: 2018
Páginas: 460
Até mais!!

2 comentários

  1. Amei ser citada aqui!!! E amo nossos surtos com os Hangmen!! Amei tbm a resenha! Tillie realmente nunca decepciona nessa séries! Queen Dark Ever!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhhh como não citar minha parceira de surtos???? Impossível!!!!

      Excluir