Resenha: Verity

08 março 2019
Sinopse: Sexy. Torcido. Consumidor
Lowen Ashleigh é uma escritora em dificuldades, à beira da ruína financeira quando aceita a oferta de trabalho de sua vida. Jeremy Crawford, marido da autora best-seller Verity Crawford, a contratou para completar os livros restantes em uma série de sucesso que sua esposa ferida é incapaz de terminar.
Lowen chega à casa dos Crawford, pronta para analisar os anos de anotações e esboços de Verity, na esperança de encontrar material suficiente para iniciá-la. O que Lowen não espera descobrir no escritório caótico é uma autobiografia inacabada que Verity nunca pretendeu que alguém lesse. Página após página de admissões assustadoras, incluindo a lembrança de Verity da noite em que sua família foi alterada para sempre.
Lowen decide manter o manuscrito escondido de Jeremy, sabendo que seu conteúdo devastaria o pai já em luto. Mas, à medida que os sentimentos de Lowen por Jeremy começam a se intensificar, ela reconhece todas as maneiras que ela poderia se beneficiar se ele lesse as palavras de sua esposa. Afinal de contas, não importa o quão devotado Jeremy seja com sua esposa ferida, uma verdade tão horripilante tornaria impossível para ele continuar a amá-la.
Devido a cenas gráficas e conteúdo adulto, este livro é recomendado para leitores maiores de 18 anos

Hello pessoas tudo certinho?! Vamos falar sobre Verity, da maravilhosa Colleen Hoover.

Ela é maravilhosa por vários motivos, isso é inegável, quanto as obras, tenho minhas ressalvas para algumas, mas o talento dessa mulher é algo indiscutível.
"Your books do okay, but not well enough to secure another contract without sacrificing some of your time. You have to agree to engage in social media, go on tour, build a fan base. Your sales alone aren’t cutting it in the current market"

E com o Verity não foi diferente. Seu mergulho no thriller foi deveras emocionante e o suspense digno dos bons livros do mesmo estilo. É uma leitura intensa desde as primeiras páginas, você é envolvido na névoa dessa história e não quer largar, pois a cada capitulo/página mais coisas surgem para te deixar ainda mais louca.

Como eu disse, é o primeiro livro da CoHo nesse estilo e levando-se em consideração a inexperiência ela fez um livro grandioso, você tem um bom tema, personagens problemáticos, casas que despertam sua atenção e deixam seus pelinhos eriçados. E para coroar tudo isso: uma criança e uma pessoa em coma. Pronto cenário pronto. Mas falta o principal.
"Jeremy begins placing things on the conveyor belt. “I probably shouldn’t have stooped to her level, but I can’t stand hypocrites.” “Yes, but without hypocrites, there would be no epic karmic moments like the one I just witnessed."
E ela não pecou no principal, que é o suspense.  A cada susto ou suspeita de Lowen embarcamos em sua paranoia sem pensar duas vezes. Ficamos em alerta o tempo todo esperando o momento em que a verdade vai surgir. Mas o problema é que a essa altura da leitura já não cremos que exista uma só verdade. É bem certo que não fazemos ideia se ela de fato existe.

E como sempre temos o gran finalle daquele jeito em que não fomos preparados para receber. Existem duas versões escritas pela mesma pessoa. Existem duas versões descobertas pela mesma pessoa. E existe uma terceira que finge não conhecer os fatos. No final das contas, somos manipulados por todos os personagens e ficamos com aquela sensação de dever cumprido. O dever de ser feito de trouxa com sucesso, no melhor dos sentidos.
"No matter which way I look at it, it’s clear that Verity was a master at manipulating the truth. The only question that remains is: Which truth was she manipulating?"
Se você quer conhecer uma história cheia de intensidade e que fará você pensar fora da sua zona de conforto, esse livro é para você. Ainda sem data para sai no Brasil em português, o e-book de Verity é um dos mais vendidos da Amazon desde o seu lançamento. Então não perca a chance de conhecer essa história. 

Cinco estrelas, sim! Porque ela conseguiu fazer aquilo a que se propôs, entreter o leitor e deixá-lo com a cabeça a mil.

Ficha técnica:
Autor: Colleen Hoover
Editora: Essência
Ano: 2018
Páginas: 333
Skoob: Verity
Até mais!!!


Nenhum comentário

Postar um comentário