Resenha: A Lua de Mel

24 outubro 2019
Ao se dar conta de que o namorado nunca vai pedir sua mão em casamento, Lottie toma uma decisão. Termina o compromisso com ele e diz o tão sonhado sim a Ben, uma antiga paixão, com quem ela havia prometido se casar se ambos ainda estivessem solteiros aos 30 anos. Os dois então resolvem pular o namoro e ir direto para uma cerimônia simples e seguir para a lua de mel em Ikonos, a ilha grega onde eles se conheceram. Mas Fliss, a irmã mais velha da noiva, acha que Lottie enlouqueceu. Já Lorcan, que trabalha na empresa de Ben, teme que o casamento destrua a carreira do amigo. Fliss e Lorcan então elaboram um plano para sabotar a noite de núpcias do casal e impedir que os noivos cometam o maior erro de suas vidas.
Os livros de Sophie Kinsella, para mim, são muito divertidos, então são sempre uma boa pedida para quando você precisa dar boas risadas. Com A Lua de Mel não foi diferente. Ele estava há um bom tempo no meu Kindle, e um dia chegou sua vez na longa lista de leitura. Sendo assim, não hesitei e parti para mais uma ótima e bem-humorada história da rainha do chick-lit.

Antes de iniciar minha explanação sobre o livro, gostaria de dizer que Sophie fez um romance bem-construído. As histórias dela às vezes chegam a ser descabidas para terem uma boa dose de humor, e isso quase aconteceu em A Lua de Mel, principalmente durante a lua de mel de Ben e Lottie na Grécia, mas acho que ela conseguiu se ater ao cabimento e não viajou demais, como eu achei que aconteceu em Mas Tem Que Ser Mesmo Para Sempre? Agora vou contar um pouco da história. 


Lottie mora há um tempo com Richard, e eles são um casal que tem tudo para ser felizes para sempre. Só que ela espera o pedido de casamento há muito tempo, que nunca vem. Então, quando seu namorado a convida para almoçarem em um restaurante chique, dizendo que precisa fazer uma pergunta importante, ela liga o pirômetro e acredita que ele a pedirá em casamento. Assim, inicia os preparativos para o restante do dia, inclusive liga para sua irmã e comenta com as amigas do escritório que o pedido finalmente será feito. 

Só que nada sai como o planejado, já que casamento é a última coisa que passa pela cabeça de Richard. Ciente de que ficarão para sempre como namorados que moram juntos, Lottie resolve terminar  o relacionamento. Coincidentemente, alguns dias se passam e seu namorado da adolescência ressurge. 

Eles se encontram inocentemente para jantar, relembram momentos idílicos que passaram juntos na Grécia quando tinham dezoito anos e resolvem ficar juntos porque aparentemente ainda se amam, nunca deixaram de se amar, então podem manter a promessa que fizeram naquela época. E mais: resolvem se guardar até o casamento, assim o noivado não pode ser longo.

-Charlotte Graveney - diz ele, balançando um pouco de um lado para o outro. - Passei 15 anos atrás de imitações sem graça de você e agora voltei para a original, que eu nunca deveria ter deixado ir embora. Minha vida é escura sem você, e agora quero acender as luzes. Você quer me dar a honra de ser minha esposa? Por favor? 

Ao saber da decisão louca da irmã, Fliss surta totalmente. A vida dela está longe de estar normal, por conta de um divórcio turbulento, e ela não medirá esforços para tornar a lua de mel de Lottie um pesadelo, principalmente por contatos que ela tem profissionalmente. E Ben também terá alguém querendo estragar seus dias amorosos, já que seu pretenso sócio teme que o casamento atrapalhe os negócios da empresa. Assim, são dois contra dois, em um cabo de guerra que está longe de se partir. 

-Eu...Eu... - Estou quase balbuciando. Tenho vontade de gritar. Sinto vontade de explodir. Essa deveria ser nossa noite de núpcias. Nossa noite de núpcias. E estamos em uma suíte de hotel, cercados de trabalhadores com martelos, mordomos com bandejas, e o barulho dos Teletubbies penetrando meu cérebro. 

Ou melhor. serão três contra dois, já que Richard se dá conta do que fez e também tenta impedir a consumação do casamento, para que a vida dele e de Lottie possa retornar ao que era antes. 

O desfecho foi bastante satisfatório para mim, porque Lottie ficou com quem eu queria que ela ficasse, e o outro também ficou bem. Mais um casal se formará nesse enleio todo, e o romance de forma geral me agradou muito.

Ficha técnica:
Autor: Sophie Kinsella
Editora: Record
Ano: 2013
Páginas: 496
Skoob: A Lua de Mel

Até semana que vem! 

3 comentários

  1. Li esse livro há algum tempo atrás, gostei bastante da história. Cada vez mais eu chego à conclusao de que a Sophie é campeã nesse gênero chik lit; gostei de praticamente todos os livros que li dela. Alguns gostei mais, outros um pouco menos, mas em todos consegui me divertir em certos momentos, o que por vezes é tudo o que você mais procura numa leitura, especialmente depois de um período lendo mais dramas ou suspenses. Gostei muito do enredo de A lua de mel e também gostei muito de como terminou; atendeu às expectativas. É certamente mais um livro da Sophie que vale super a pena conhecer. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, nem sei o que responder, porque você expressou exatamente o que eu penso sobre ela e seus livros kkkkk

      Excluir
  2. Ah que delícia de resenha! Amei o enredo do livro, já fiquei aqui torcendo para o casal da adolescência e curiosa pelo novo casal que se formou. Fiquei com raiva da irmã e do sócio que tentam atrapalhar os dois... e já vou incluir o livro em minha lista de leitura. Beijos

    ResponderExcluir