Resenha: O Fazendeiro de Hudson Valley

15 janeiro 2020
Sinopse: Roxie Callahan é uma personal chef que atende algumas das mais saudáveis e desagradáveis esposas contadoras de calorias de Hollywood. Mas, depois que sua carreira é arrasada por um incidente com manteiga, isso mesmo, MANTEIGA¬ , ela, contra sua vontade, se vê de volta à sua cidade natal, Bailey Falls, no norte do estado de Nova York, para gerenciar o restaurante da família enquanto sua mãe hippie se aventura em um reality show. Quando o charmoso fazendeiro Leo Maxwell loiro, olhos verdes, barba por fazer aparece no restaurante para entregar um saco de nozes orgânicas, Roxie começa a pensar que passar um tempo em casa pode não ser tão ruim assim. Leo é extremamente envolvido com o movimento slow food e gosta de fazer as coisas sem pressa e aproveitar ao máximo. Em todos os sentidos... Hmmmm. Embora Roxie esteja determinada a retornar para a Costa Oeste assim que o verão acabar e sua mãe voltar para reassumir os negócios, será que os encantos da pacata cidadezinha do interior e o seu próprio homem da terra a farão ficar em casa, agora por vontade própria? Saboroso. Apimentado. Doce. Quer um saco de nozes Vai em frente, pode pegar.
Hello pessoas, tudo certinho?!?! Hoje vamos falar de o fazendeiro de Hudson Valley, da autora Alice Clayton, velha conhecida por seus livros de comédia romântica. E aqui não é diferente.
Roxie é uma Personal Chef, ou seja, ela cozinha para algumas pessoas em momentos específicos ou não,  podendo assim dar asas a sua criatividade culinária. Sendo formada por um dos institutos de culinária mais prestigioso, não é de surpreender que ela não queria voltar para sua cidade natal e nem que esteja se saindo muito bem em Los Angeles. Isso até a manteiga... pois é gente, ela perde o ponto numa coisa simples e junto com isso perde várias clientes.  
"Embora eu amasse a Califórnia, estava começando a odiar Los Angeles. Dava para ganhar um dinheiro ótimo, mas a contrapartida necessária para viver ali, para lidar com aquelas pessoas, às vezes era demais."
Além disso ela é surpreendida com um pedido de sua mãe e precisa voltar para Hudson Valley. Ela só não contava com o fazendeiro. Leo é lindo, inteligente,  fazendeiro e descendente de uma das famílias ricas que passeavam pela pequena cidade. Hoje ele transformou a fazenda largada da família em um lugar produtivo e de quebra muito quente.  
"Ele era tão apaixonado pelo que fazia que seu corpo inteiro se animava quando falava sobre o assunto."
Como marca da autora o humor e uma certa dose de sarcasmo estão presentes em doses certeiras e inteligentes. Você realmente consegue se conectar com a personalidade de Roxie e entender algumas de suas questões para com o passado. Mas acredito que autora errou na dose mais para o final. Tem ótimas referências musicais, e muitas conversas de duplo sentido bem pensadas,  inclusive ponto positivíssimo para a tradução que conseguiu manter esses diálogos. 

O livro é garantia de boas risadas, de cenas quentes, de receitas saborosas e eu realmente não sei explicar o que talvez tenha faltado aqui, apesar de sim, ter gostado muitoooo da história. Achei que a parte do segredo dele e das justificativas poderia ser um pouco mais bem exploradas, para mim faltou o drama que eu tanto gosto 🤭🤭 mas isso não tira o mérito do livro. Já estou ansiosa para ler os outros dois.

Você pode garantir o seu aqui:
E-book: https://amzn.to/309PquV
Físico: https://amzn.to/306Czd9

Nenhum comentário

Postar um comentário