Resenha: Dez coisas que eu amo em você

04 junho 2020
Annabel Winslow está em uma grande enrascada. Ela acabou de chegar a Londres para participar de sua primeira temporada e já chamou a atenção do conde de Newbury, que está atrás de uma mulher que lhe garanta um herdeiro. 
Com seus quadris largos, Annabel parece especialmente fértil, o que faz dela a candidata ideal. O problema é que o conde tem no mínimo 75 anos e ainda por cima é um grosseirão inveterado. Certamente ela não tem nenhuma vontade de se casar com ele, mas sente que não tem escolha. Seu pai morreu há pouco tempo e deixou a família inteira, incluindo os sete irmãos e a mãe de Annabel, praticamente na miséria. Então, durante uma festa, ela conhece Sebastian Grey, o charmoso sobrinho do conde. E de repente se vê cortejada não apenas pelo velho assanhado, mas também pelo irresistível e misterioso jovem. Agora ela precisa decidir entre se casar com um homem que acha repugnante, e com isso garantir o futuro de sua família, e seguir o próprio coração, dando a si mesma a chance de um final feliz.

Julia Quinn produz romances de época como ninguém. Porém, para mim os melhores são aqueles onde há humor misturado ao enredo, e isso ela fez muito bem em Dez Coisas que Eu Amo em Você, último volume da trilogia Os Bevelstokes.

Se você ainda não leu a sinopse, peço que o faça agora. Não promete ser um livro bem divertido? Pois é mesmo, não somente prometeu, mas cumpriu. Afinal, o conde de Newbury é um senhor de bastante idade, grande, obeso e extremamente repugnante. Ele é tão velho que foi o preferido da temporada em que sua avó debutou! 


O velho deseja desesperadamente se casar porque não possui herdeiros. Se ele não tiver filhos, a fortuna e o título passarão para Sebastian Grey, nosso conhecido do livro anterior, primo de Harry. Os dois não se suportam, então o velho quer se casar e produzir um herdeiro apenas por pirraça, para não deixar tudo para Grey. 

Se o conde conseguisse se casar e gerar outro filho - e, Deus era testemunha, ele estava tentando bastante -, o sobrinho seria apenas mais um cavalheiro respeitado sem título algum. Se, por outro lado, Newbury não conseguisse procriar, ou pior, se viesse a ter apenas filhas, Sebastian herdaria quatro casas, uma montanha de dinheiro e o oitavo condado mais antigo daquelas terras. 

Sebastian,por desgostar do tio, não quer nada que venha dele. Isto é, claro que aceitará tudo se assim for a vontade divina, mas não está ansioso para receber isso. Se for dele, tudo bem. Se não for, tudo bem também. Isso porque, apesar de todos o acharem um desocupado sem dinheiro, que toma café todos os dias com o primo e Olívia porque não tem o que comer em casa, é bem o contrário, como você descobrirá.

Acima eu disse que Sebastian não quer nada que venha do tio. Porém, ele não contava que a senhorita que ele conheceu em circunstâncias cômicas fosse a pretendente do tio. Aí a briga fica bonita!

É claro que Annabel se encantará com Sebastian, e vice-versa. Contudo, ela não pode escolher ficar com o pobretão bonito e charmoso porque precisa salvar a economia da família, garantir bons dotes para as irmãs e boas escolas para os irmãos. 

Annabel agirá com o coração ou com a razão? Provavelmente você me dirá: ah, Nanda, é claro que ela ficará com Sebastian. Isso é óbvio! Concordo, mas você sabe como isso acontecerá? Grandes revelações nos esperam em Dez Coisas que Eu Amo em Você. Afinal, é preciso ter muita coragem e ousadia para conseguir o que deseja, indo contra tudo e todos, até mesmo a sua família (os avós de Annabel são a favor do conde).

Não cabe à senhorita dizer "sim" - cuspiu ele por fim, ainda soando com um sussurro ríspido. - Nem "não". A senhorita foi comprada e vendida e, na semana que vem, terá apenas que abrir as pernas e cumprir as suas malditas obrigações de esposa. E fará isso repetidamente até produzir um menino saudável. Estamos entendidos? 

E se você está com saudades de Harry e Olivia, terá algumas cenas onde os protagonistas anteriores aparecerão. Olivia agora é uma jovem matrona, uma simpática senhora que ajudará e muito o casal. Aguarde surpresas principalmente quanto aos livros citados nos volumes anteriores, revelações surpreendentes! 

Para finalizar, minha avaliação. Eu adorei o romance, mas gostaria de informar que não entendi porque foi feito um livro sobre Sebastian Grey na trilogia, já que ele não é e não será Bevelstoke. Precisava ser um romance envolvendo Winston, o irmão de Olivia e Turner. Não entendi, mas é um bela história e eu recomendo que você leia.

Ficha técnica:
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2020
Páginas: 288

Semana que vem a resenha será sobre um livro leve e divertido, cheio de comédia. Não perca! 

Nenhum comentário

Postar um comentário